Login do usuário

Aramis

Artigos por data (1976 - Janeiro)

As eleições coritibanas

Muitos políticos estiveram presentes, terça-feira à noite, na sede do Coritiba F. C., nas eleições para o conselho Deliberativo. Além do deputado federal Cleverson Marinho Teixeira, naturalmente preocupado em apoiar o seu pai, o advogado José Alves Teixeira, que acabou sendo eleito o presidente do CD, passaram muitas horas no alto da Glória, os deputados Luís Alberto Oliveira, Enéas Faria, Maurício Fruet e Ivan Ruppel, que era candidato e acabou renunciando. Xxx

O som que vende (muito)

Na edição de domingo, em suplemento especial, O ESTADO apresentará os melhores da música popular. O levantamento procurou ser o mais amplo e democrático, ouvindo-se observadores, pesquisadores e pessoas ligadas a programação musical, de várias tend6encias. Assim, a lista final representa o consenso das opiniões - e não a visão individual, embora as indicações de cada um também mereçam divulgação. Xxx

Adeus, Comandulli

1975 terminou com a morte de mais um bom amigo e companheiro de jornal: Clemente Comandulli. O ano foi trágico para a imprensa levando bons ainda amigos, como Walcimar José de Souza, Juam Arduíno e Antonio Luiz Vieira, o nosso "Barriga", todos mortos de forma violenta, deixando menor o nosso mundo. Os necrológicos já falaram das múltiplas razões porque a morte de Comandulli foi sentida por todos. Só teria a acrescentar: era um ótimo profissional, bom amigo e tinha aquela qualidade tão necessária para enfrentar a selva nossa de cada dia: o bom humor. Xxx

Ana & Brigitte

Mais um lançamento de categoria da CBS, para o público que aprecia a (boa) música erudita: "Campra / Cantares Franceses de Arion e Didon / Leclair", na interpretação da soprano Ana Maria Miranda e do trio Brigitte Haudebourg (Odyssey, 111.114, novembro / 75). O grupo Brigitte Haudebourg, é formado além da cravista Brigitte, por Jaques Le Trocquer na flauta, Guy Besnard no violoncelo e Jean Pierre Sabouret, no violino.

As melhores produções de 1975

Aramis Millarch 32 anos, jornalista, editor do "Jornal da Música Popular" de O ESTADO, redator da coluna de música popular no semanário "Voz do Paraná" e revista "Quatro Estações", produtor do programa "domingo Sem Futebol" (Rádio Ouro Verde) e presidente da ASSOCIAÇÃO DOS PESQUISADORES DA MÚSICA POPULAR BRASILEIRA. AS 10 MELHORES MÚSICAS NACIONAIS 1. Rancho em Branco e Preto (Carlos Lyra / Ronaldo Boscoli); 2. Vida (Paulinho da Viola / Elton Medeiros); 3. Lígia (Antonio Carlos Jobim); 4. Que Sejas Bem Feliz (Cartola; 5. Massa Falida (Fernando / Jesus Rocha);

Frankestein bem humorado

44 anos após James Whale (1896-1957) ter levado a tela, pela primeira vez, o romance que Mary Wollstonecraft Shelley (1797-1851) esposa do poeta inglês Percy Busshe Shelley (1792-1882) escreveu em 1818, mais com a intenção de ganhar uma aposta do que oferecer um clássico da literatura de terror, um americano, filho de judeus, consegue revitalizar o tema e oferecer um dos mais bem humorados filmes da temporada: "O Jovem Frankestein" (cine São João, 5 sessões).

As boas edições

Embora visitando a feira mundial de editores, em Frankfurt, há alguns meses, com modéstia brasileira, os editores Faisal e Faruk El Khabit, acabaram fazendo bons negócios. Evidentemente, que não competiram com os grandes editores, na compra dos direitos de best-sellers mas, com a argúcia árabe e muito senso prático acabaram fazendo seus contratos... sem riscos. Xxx

Ponha um Jardim em sua janela

Um curitibano que acaba de retornar da Holanda vai encaminhar ao prefeito Saul Raiz, com a esperança de que ele aceite a sugestão, uma interessante idéia, com base no que observou na Holanda. Xxx

A noite do cabrito

Há 40 anos, quando Curitiba era uma pacata cidade de menos de 100 mil habitantes, com pelo menos 30% das famílias mantendo uma vida associativa mais íntima e tranqüila, havia um costume bastante simpático, embora um pouco brincalhão, nas vésperas do Ano Novo: "tomava-se emprestado" nas pequenas chácaras que existiam às centenas dentro do perímetro urbano, galinhas, leitões, cabritos, carneiros ou mesmo bezerros que, devidamente preparados, eram servidos no almoço ou jantar do dia 1o do ano novo, tendo como convidado de honra a família proprietária da matéria-prima que, ingenuamente, só perc

De livros & autores

Apesar de todo o esforço de Fernando Velloso, diretor do Museu de Arte Contemporânea, o livro "A Caricatura e o Paraná", do professor Newton Carneiro, não ficou pronto a tempo de ser lançado em 1975. Agora, a Grafipar está imprimindo as últimas páginas deste importante estudo de Carneiro sobre os pioneiros da caricatura paranaense - levantando inclusive a legítima tese de que foi um parnanguara, o autor da primeira charge no brasil - assunto que, já exaustivamente divulgamos nesta coluna. Xxx

Os portugueses estão chegando... (com muitos dólares e projetos)

Apesar do faraônico projeto de transformar Pontal do Sul num centro internacional de turismo, com investimentos de poderosos grupos econômicos portugueses na ordem de US/100 milhões, estar em compasso de espera - os lusitanos continuam interessados em aplicar no Paraná fortunas que conseguiram retirar de Portugal e das ex-províncias ultramarinas. Xxx

Sonatas de Leclair

Em um único suplemento (outubro/novembro), a CBS colocou ao alcance do público brasileiro, uma série de volumes da coleção dirigida na França por Ariane Segal, com excelentes solistas e revelando peças de compositores pouco divulgados no Brasil. Por exemplo, com os violinistas Claire Bernard e Annie Jodry, temos na série "Obras-Primas Reencontradas", sonatas de Jean-Marie Leclair (1697-1764).

Teatro nos presídios

Preocupado em que os presidiários encontrem pontos de interesse cultural, numa valorização humana e posterior reintegração comunitária, o secretário Túlio Vargas, da Justiça, que desenvolver durante este ano, um amplo programa de atividades artísticas, junto às penitenciárias do Estado. Xxx

Os contos de Lagoano

Ivens Lagoano Pacheco, 64 anos, 25 de Paraná, em fase de livro: terminou no dia 30 de dezembro, após 5 anos de pesquisa, a história da Secretaria da Justiça, num relato completo das várias fases dessa pasta, em mais de um século. E começou 1976, revisando os 36 contos que deverão sair pela Editora Formigueiro, de seu amigo Vasco José Taborda. Xxx

E o Parque Histórico?

Faltam 81 dias para o 283o aniversário de Curitiba. Há 4 anos, no dia 29 de março de 1972, o então prefeito Jaime Lerner, assinou o decreto criando o Parque Histórico da Cidade, no Atuba, no lugar exato em que ouve a primeira fixação da Vila de Curitiba. Xxx

Venha tomar um café conosco!

Gostosos bolos típicos, saborosas geléias, café, chá e chocolate preparados com maestria - eis o cardápio do mais novo e original estabelecimento da cidade, inaugurado nesta semana: o Café Colonial, na Praça Garibaldi, número 30. Xxx No bucólico ambiente do Setor Histórico, ao lado da Livraria Braun, e defronte o relógio das Flores, duas simpáticas senhoras alemãs instalaram numa velha residência, de propriedade do padre Antonio de Jesus Fontoura, um café que, das 15 às 20 horas, oferece lanches, ao estilo dos tranqüilos estabelecimentos de Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Recital de Guido, o cônsul

Dentro de algumas semanas, um recital de música de câmara, numa das salas da cidade, vai atrair inusitadas atrações. É que o violonista será o simpático cônsul Guido Borgomanero, da Itália, há alguns meses em Curitiba, depois de servir, por vários anos na Embaixada em Sofia, na Bulgária. Xxx

O dia do Gafanhoto

Se o sucesso de um filme sucede, na maioria das vezes, o êxito de um "best seller", geralmente de valor discutível, também há casos ao inverso: "The Day of the Locust", de John Schelessinger, que foi o grande impacto cinematográfico do último festival de Cannes, provocou praticamente a redescoberta de um extraordinário ator norte0americano, até então praticamente ignorado no Brasil.

Pontal ou copacabana? (o preço é o mesmo)

O pintor Fernando Velloso, diretor do Museu de Arte Contemporânea, esteve em Pontal do Sul, por um dia e voltou com a sensação de que havia estado no Hotel Nacional ou no Copacabana Palace, no rio de Janeiro. Ao menos, em termos de custos das diárias. Xxx Fernando Velloso, sua esposa, a pintora Suzana e um filho, passaram apenas 24 horas no mais antigo hotel daquela praia. Embora confortável o hotel deixa muito a desejar. Na hora de pagar a conta, o pintor teve a sensação de que havia engano: Cr$ 600,00. Xxx

Europa ao seu alcance

Durante quase 20 anos os turistas brasileiros que desejavam viajar pelo Velho Mundo, na base da economia, tinham que recorrer a um único guia: "Europa - Five Dollars Day". Apesar de constantemente atualizado, o guia teve que sofrer as correções monetárias - e hoje é no mínimo US$ 25 day. Mas é uma edição americana, em inglês, encontrada somente nos aeroportos internacionais - de forma que o turista de primeira viagem, não familiarizado com o idioma, encontra dificuldades. Xxx
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br