Login do usuário

Aramis

Artigos por data (1984 - Agosto)

O folclore da Câmara nossa, segundo Rafael

O vereador Rafael Grecca de Macedo, o mais atento cão-de-guarda da memória curitibana, começou a reunir as mais pitorescas estórias do folclore político da Câmara, para um futuro livro, destinado a ter tanto sucesso regional como as ótimas antologias do deputado federal Sebastião Nery. Como bom pesquisador, Rafael não vai limitar-se ao ( risco) folclore comtempor6aneo, mas, ouvindo velhos curitibanos que passaram pela nossa Câmara, incluirá estória do passado, já que o Legislativo Municipal sempre foi um espaço de "causos" bem humorados e curiosos. xxx

Artigo em 01.08.1984

Carlos Augusto Gaertner, o "Carlão", doublê de líder do grupo pop "A Pedra" e lugar - tenente do vereador Neivo Beraldin (que já voltou de suas férias baianas e agora está visitando o eleitorado suburbano), aproveitou o final de julho para ir ao Rio e fazer contatos para uma gravação de seu elétrico grupo de rock. Aliás, Carlão, adquiriu na da menos que 50 exemplares do último número da revista "Som 3", na qual, generosamente, Leopoldo Rey publicou uma foto do quarteto - Carlão, Gilda, Júnior e Luiz Macedo, com um som forte, enérgico e pulsante, mostrando o poder do rock no Sul".

O fim do SamJazz, um bom conjunto musical

A decisão do SamJazz Quintet em encerrar atividades, após 18 anos de atuação, justifica que se procure saber as razões que levam a se desfazer, inesperadamente, um grupo instrumental dos mais gabaritados, em termos artísticos.

Afinal, Fernanda chega ao Guaíra

Verinha Walflores, uma elétrica e correta empresária artística, tem razões para estar orgulhosa da produção que traz, amanhã, ao Auditório Bento Munhoz da Rocha Neto. Afinal, antes que Vera conseguisse acertar os detalhes para a rápida temporada de "Ás Lágrimas Amargas de Petra Von kant", em Curitiba muitos tentaram contratar o espetáculo, esbarrando nas condições impostas pela produção desse espetáculo, que há mais de dois anos tem casas lotadas no Rio, e por último, em São Paulo. xxx

Só 29 do Paraná entre as maiores da construção

APESAR de uma excelente classificação da C.R. Almeida (a quarta maior empresa de construção pesada do Brasil), é das mais tímidas a presença paranaense entre os maiores da construção, no confiável levantamento que a revista "O Dirigente Industrial" vem de efetuar pela 16 vez.

No campo de Batalha

Os herdeiros do construtor Hugo Peretti decidiram investir também num novo e, pelo visto, rendoso setor: dos apart-hotéis. Um edifício de 13 andares, na Rua Mariano Torres, foi adaptado para servir no sistema de moradia-provisória. Como a crise é grande, muita gente busca esperança e conforto em cursos de relaxamento e aprendizado espirituais. Por isso mesmo, Isabel Florinda Furini, diretora do Centro Filosófico Delfos, criou duas turmas (tarde e noite) para o curso de desenvolvimento mental através da Raja Yoga, que se inicia dia 7. Local: auditório da Bibliotéca Pública do Paraná.

O sucesso da OSB

Foi instantâneo! Nem bem os 85 músicos da Sinfônica Brasileira haviam dado o último acorde do "Bolero" de Ravel e, como numa ordem unida, os 2.500 espectadores que superlotavam o Auditório Bento Munhoz da Rocha Neto ficaram em pé, aplaudindo durante vários minutos o maestro Isaac Karabitchevski e a OSB. Um número extra foi insuficiente: após "O Guarani", o público queria mais, Insistiu. E, assim, houve ainda a "Bachiana n 4", de Heitor Villa-Lobos. E, se dependesse da vontade dos espectadores o concerto se estenderia mais uma hora. xxx

Confissões de Vieira

Com a simplicidade que o caracteriza, o banqueiro José Eduardo Vieira, presidente do Bamerindus, dizia a um grupo de jornalistas,, quarta-feira à noite, durante um jantar informal: - " Eu me formei em contabilidade e para mim a economia é a diferença entre o dever e o haver. O importante é não sair desses parâmetros".

Suruagy, política, livros e destino!

UM colorido perfil do governador Divaldo Suruagy, agora alçado candidato a vice-presidente na chapa do ministro Mario Andreazza, é apresentado pela jornalista Regina Helena de Paiva Ramos, na série "Retrato do Brasil", publicada na edição da revista "Visão" que ainda ontem se encontrava nas bancas. Inaugurada com o perfil do governador José Richa, há três semanas, a série prosseguiu com o governador de Alagoas, antecipando sua escolha para integrar a chapa do ministro do Interior. xxx

Grupo Delírio: inquietações juvenis

Apesar de se destinar, teoricamente, ao público infanto-juvenil, "Indiana Jones e o Templo da Perdição" (cine Condor, 5a semana) tem uma sequência capaz de fazer o público de estômago fraco sentir-se mal. É a do banquete em que são servidos serpentes, cérebros e olhos de macaco, insetos, e outras iguarias que a imaginação de Steven Spielberg colocou em seu filme, consciente de que o público destes anos 80 - inclusive o infantil - aceita esta forma de espetáculo.

Banquete Jazzístico

Está certo! O jazz evoluiu muito, as fronteiras foram rompidas e assim tanto um trumpetista como Wynton Marsalis pode tocar tanto o melhor jazz como o clássico (como prova nos dois álbuns da CBS, registrados na semana passada), como o jazz fusion, derrubando as fronteiras entre o rock/pop e o jazz também desaparecem frente a qualidade de alguns instrumentistas. Mas, convenhamos, que o bom mesmo - e isto sem falar em nostalgia - é o tempo em que havia o jazz instrumental (e vocal) dos grandes mestres - 80% dos quais já integram hoje a grande orquestra de Saint Peter no Heaven's Hall.

As luzes da banda paulistana

Um novo e interessante elepê instrumental chega as lojas: "Luzes da Noite" com a Banda Paulistana (Eldorado, distribuição da Odeon). De princípio é bom lembrar - como a própria gravadora esclarece, em objetivo press-realease, a Banda Paulistana não obedece aos conceitos tradicionais que geralmente são válido para um grupo musical. Por exemplo, não existe uma formação instrumental definida, a qual pode ser alterada a qualquer momento, o mesmo acontecendo aos seus integrantes.

Revisitando os Stones

Os Rolling Stones continuam vigorosos - duas décadas após o grupo ter começado a rolar pelas estradas musicais. Como acontecia com os Beatles, este grupo inglês também é notícia sempre, como a que apareceu no final de junho, dizendo que a polícia indonésia estava analisando uma música do grupo ( "Sister Morfine") para decidir se algumas expressões podem ser consideradas" corruptoras da juventude do país".

Ópera em duas formas

Na série CBS Records Masterworks, montada com extrema competência por Maurício Quadrio, dois álbuns destinados a quem aprecia a música operistica. De Giacomo Puccini, uma ópera que - salvo engano - ainda não havia tido nenhuma edição nacional, e que considerando o público crescente pelo bel canto, deve preencher um espaço seguro: "La Rondine".

"Daniel", ou a revisão de uma "tragédia americana"

Desde que estreou na direção cinematográfica, em1957, fazendo a transposição da teleplay "Twelve Angry Men", do Reginald Rose (que anteriormente havia dirigido na televisão), Sidney Lumet sempre se mostrou um cineastra preocupado com temas sérios. Seja nas adaptações literárias ou em roteiros originais, sua filmografia - trinta e um longa-metragens em 27 anos - é das mais dignas.

Demagogia na "fusão" das escolas de arte

NA noite de segunda-feira última, os professores da Escola de Música e Belas Artes do Paraná reuniram-se com o diretor Henrique Morozowicz. Queriam trocar idéias sobre as preocupantes notícias que há duas [semanas] são veículadas, com insistência, nos-jornais: a fusão com a Faculdade de Educação Musical, anexação do Curso Permanente de Teatro e a futura transferência das três unidades para o bairro do Boqueirão, junto às instalações do Centro de Treinamento do Magistério.

Eletricidade germânica

Para a garotada que curte a fusão pop-rock- jazz, o Goethe Institut promove, hoje, no auditório da Reitoria, um concerto (?) interessante: o Cassiber. Totalmente desconhecido no Brasil, esse quarteto foi formado há apenas dois anos, após um festival de jazz realizado em Frankfurt. O grupo teve algumas críticas favoráveis na Alemanha e, sem dúvida, faz um som da pesada, com tudo que a chamada linguagem free permite - como podemos observar nas quatro elétricas faixas de "Manor Monkey", gravado em 45 rpm, num pequeno selo da RFA, o Rishant - naturalmente sem distribuição comercial no Brasil.

Aos 36 anos, CEU tem também seus diabinhos

Aproveitando os 36 anos que a Casa do Estudante Universitário comemora nesta sexta-feira, 11 de agosto, o presidente da Fundação, Lafayette do Santos Luz, 22 anos, estudante de engenharia elétrica, esperava receber o governador José Richa, para almoçar na casa onde ele morou durante quatro anos. Dificilmente, Richa poderia aceitar o convite neste inflamado fim-de-semana de governações partidárias, mas Lafayette está confiante que, passada a euforia peemedebista, o governador possa enfrentar a fila do bandejão e conhecer de perto, os problemas que a CEU enfrenta. xxx

A família Mauro na mostra de Humberto

Francisco Eugênio, 25 anos, estudante de engenharia, assistiu, com emoção, mais uma vez, a "Tesouro Perdido", que na noite de terça-feira última abriu a mostra Humberto Mauro. Afinal, embora já conhecesse esse precioso filme realizado em 1926, Francisco Eugênio sempre se emociona ao ver as imagens de seus dois avôs, Humberto e Bruno Mauro, e sua avó, Maria de Almeida Mauro, no filme apresentado com o pseudônimo artístico de Lola Lys.

Ora, Viva! Primeiras sessões de 2 cinemas.

Se, de um lado, ante a escalada no fechamento dos cinemas, os pessimistas acreditam, que dentro de alguns anos não restarão mais casas de exibição no País, há notícias alvissareiras sobre a abertura de novos espaços para projeção de filmes. Santa Catarina ganha mais dois cinemas - que se somam ao recentemente inaugurado Cine Chaplin, de Joinville, aqui devidamente registrado. xxx
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br