Login do usuário

Aramis

Artigos por data (1984 - Novembro)

Alvorada Nativista (XII) Quero-Quero, o canto pela maior identidade

Localizada na chamada região missioneira, distante apenas 96 km das ruínas de São Miguel, que foi a catedral dos Sete Povos das Missões, seria de se imaginar que o Musicanto - Sul-Americano de Nativismo, em Santa Rosa teria participação dos chamados "cantores misseoneros". Entretanto, os dois nomes mais famosos dessa linha - Noel Guarany e Cemair Maicá - não apareceram.

À semiologia gráfica na história de Jaime

O professor Jayme Antonio Cardoso, do Departamento de História da Universidade Federal do Paraná, foi um dos mestres paranaenses a estagiar no "Labaratoire de Graphique", em Paris. Em 28 de agosto de 1981, fui o primeiro jornalista a registrar sobre a Semiologia Gráfica que Jayme havia preparado para o Atlas Histórico do Paraná, com textos da professora Cecília Maria Westphalen, editado pela Secretaria da Cultura e Esportes.

Toffler diz a Lerner como será novo livro

Há algumas semanas, quando de sua discreta (e rapidíssima) passagem pelo Rio de Janeiro, o escritor Alvin Toffler fez questão de reservar uma noite para jantar com o arquiteto Jaime Lerner e o engenheiro Cassio Tanigushi, que já havia conhecido em Nova Iorque, há alguns anos. Admirador do trabalho que Jaime e Cassio desenvolveram em Curitiba, e identificados com a preocupação pelo futuro, o autor de Ä Terceira Onda" e Choque do Futuro" fez questão de aproveitar a visita ao Brasil para conversar com seus amigos curitibanos.

Plácido canta Lecuona

Plácido Domingo está em todas. Nas mais refinadas gravações das grandes ópera, nas tela em "Lá Traviatta" de Franco Zefirelli (cuja trilha sonora, em álbum duplo, já foi lançada pela WEA) e também, para ouvidos menos líricos, cantando as mais belas canções de Ernesto Lecuona (Cuba, 1896 - Santa Cruz de Tenerife, Ilhas Canárias, 1963) no elepê "Siempre en Mi Corazon" (CBS).

James Stewart, o último herói

RIO - "A emoção que sinto é tanta que me dá vontade de acariciar seus cabelos brancos e agradecer: muito obrigado por me ter feito aprender a gosta do cinema. Afinal, devo muito, muito, aos filmes em que ele atuou".

Estradas do mineiro Zé

Estrada é uma palavra muito generosa em termos artísticos. Há mais de 30 anos abrigou toda a filosofia On The Road de Jack Kerouack, que voltou agora a ser moda. Pegar a estrada, no sentido de liberdade, foi o sonho da geração hippie da fase paz e amor. E as estradas continuam abertas aos que procuram seus caminhos...

O cinema através de Paulo Emílio

A Editora Paz e Terra se voltou já há alguns anos para a publicação de livro ligados ao cinema brasileiro. Assim, em caprichadas edições com orientação de um conselho formado por Jean-Claude Bernardet, Luciano Ramos, Maria Rita Galvão e Raquel Gaeber, a editora de Fernando Gasparian tem lançado bons títulos - abordando diferentes aspectos de nossa realidade cinematográfica. Especialmente significativo foi a co-edição feita com a Embrafilmes reunindo em dois volumes a "Crítica de Cinema suplemento literário d'Estado de São Paulo de Paulo Emílio Salles Gomes (1916-1977)".

O teatro da esponaneidade

A bibliografia de teatro, especialmente em termos teóricos, continua escassa no Brasil. É verdade que, nos últimos anos, muitos títulos apareceram, mas, assim como acontece na música e no cinema, numa visão genérica, sente-se ainda nossa magreza especializada, se comparada com as existentes em línguas inglesa e francesa. Por essa razão, adquire especial significado quando uma editora de catálogo esmerado como a Summus lança uma obra da importância de "O Teatro da Espontaneidade", de Jacob Levy Moreno (1892-1974).

Os contos de Julieta

Julieta de Godoy Ladeira é uma mulher maravilhos. Da admiração pelo intelectual e escritor Osman Lins, nasceu um grande amor que a fez fiel e apaixonada companheira do autor de "O Fiel e a Pedra" em seus últimos anos de vida. Com a sua morte, Julieta passou a se preocupar em que a obra de Osman não se perdesse - ao contrário, esteja cada vez mais viva e presente em nossa vida literária. Um trabalho organizado, correto, como poucas herdeiras literárias sabem fazer - a maioria preocupando-se apenas nos lucros que possam obter.

Ferro, espaço & Pitanguy

Taylor Caldwell, prolífica escritora de quem a Record já publicou mais de 20 romanes, em "A Cidade Aço" (452 págians, tradução de Luíza Machado da Costa) traz outra história urdida com as características de suas obras - cheias de personagens marcantes. Uma ação que é ambientada nas usinas de aço da Pensilvânia e mostra a dinastia de Franz Stoessel - que a explora. Conflitos, traições, infelicidades, ganância, sonhos desfeitos - compõe o painel deste livro de leitura certa pelo público que adora o gênero. xxx

Os mestres do piano

Um disco absolutamente indispensável a quem tem o mínimo interesse pelo jazz e pela música contemporânea: "Masters of The Modern Piano" (1955-1966), incluido na coleção de álbuns duplos da Verve Records/Polygram. Uma coletânea com seis pianistas de estilos distintos, abrangendo registros fonográficos realizados num período de nove anos.

Coco & Carimbó, em dois documentários

No documentário "Nordeste, Repente & Cordel", de Tânia Quaresma, um painel sobre a música daquela região, um dos melhores momentos era o que focalizava a participação da dupla Caju & Castanha. Repetistas no estilo coco, os irmãos João Albertino (o Caju) e José Roberto da Silva (Castanha), pernambucanos de São Lourenço da mata, formam uma dupla única e admirável. Há dois anos, participando do "Som Brasil", fizeram imporvisações magníficas, ao ponto de emocionar milhões de telespectadores.

Palmas para Jessé

Jessé é o exemplo do cantor vítima de preconceitos de uma dita inteligência que condiciona o comportamento de certa faixa de intérpretes. Ex-crooner do grupo Placa Luminosa, pianista, cantando em vários indiomas Jessé venceu um festival de música popular promovido pela Globo, fez bons discos mas permanecia discriminado inclusive dos veículos de comunicação.

Armstrong ao vivo. Genial!

As gravações ao vivo constituem momentos especiais dentro da ampla discografia do jazz. Pela própria característica de ser uma música que depende muito do clima em que é tocada, o jazz experimentou alguns momentos mais significativos nas gravações ao vivo. As falhas técnica, ruídos e naturais deficiências de uma época em que inexistia a sofisticação dos dias de hoje, é compensada pela energia, criatividade e talento de músicos imortais em sua arte.

A música barriga-verde

É impressionante a atividade de Ayrton dos Anjos na produção fonográfica do Sul. Este gaúcho de 41 anos, ex-ator, ex-divulgador e vencedor de discos, é hoje o mais ativo record0man daquele Estado, promovendo registros das dezenas de festivais de música nativista que ali ocorrem (conforme analisamos na série "Alvorecer Nativista"), lançando novos valores e alcançando um êxito imenso, como é o caso do elepê de Renato Borghetti, 21 anos, acordeonista que está chegando as 100 mil cópias vendidas - sendo assim o primeiro instrumentista a receber o disco de ouro no Brasil.

Nery, PDT, Juruna e seu livro da CPI

O deputado Sebastião Nery (PDT - Rio de Janeiro) não parou de recolher deliciosas estórias para o seu "Folclore Político". Embora afastado do jornalismo diário, o irreverente parlamentar já tem material para o quinto volume a ser lançado pela Record no início do ano. No livro, decerto, estarão reunidas muitas estórias deste quente período pré-eleitoral, com detalhes nos bastidores do Congresso, que Nery conhece melhor do que ninguém.

Christina na Suiça

Christina Kammuller, ex-primeira bailarina do Ballet Guaíra, embarca, sexta-feira agora, para Genebra. Já tem contatos acertados para integrar o balett de Oscar Arraez, o grande coreógrafo que realizou vários espetáculos na Brasil, inclusive o "Maria, Maria", com música de Milton Nascimento.

Programa estrelado

Sem dúvida, a boa estrela de Jaime Lerner brilha em todas as direções. Enquanto, no Rio de Janeiro, o plano que desenvolveu para os transportes coletivos começa a apresentar bons resultados, reconhecidos inclusive pela rigorosa imprensa carioca, sua viagem aos Estados Unidos, de onde retornou há 10 dias, também foi das mais agradáveis. xxx

Segall quer voltar ao longa-metragem

Sérgio Segall, diretor da agência de propaganda do Grupo Nasser, voltará ao longa metragem, no campo do qual se afastou após o fracasso da comédia "Os Galhos do Casamento ", rodado em Antonina há alguns anos.

Astor fecha, mas o "Cárcere" continua

APESAR da excelente bilheteria que vem fazendo (a maior do ano, em termos de cinema nacional), "Memórias do Cárcere" tem, hoje, suas últimas três exibições, no Cine Astor. Entretanto, continua em cartaz na cidade, agora em sistema road-show, no Cinema I, ou seja, enquanto houver público, estará sendo apresentado, assim como aconteceu com "Retratos da Vida" (Les Uns et Les Autres, 81, de Claude Chabrol), que bateu todos os recordes em Curitiba, permanecendo seis meses em cartaz. xxx
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br