Login do usuário

Aramis

Artigos por data (1985 - Janeiro)

Artigo em 09.01.1985

O Jornalista Carlos Roberto maranhão, que estreou exatamente há 17 anos passados, como repórter de O ESTADO, deixou a editoria da revista "Placar" para assumir a de entrevistas da "Playboy". Estreiou em dose dupla na edição de dezembro: uma longa entrevista com o ex-governador da Bahia, Antônio Carlos Magalhães e um delicioso perfil de dona Maria Malluf. xxx

O nosso centro no fim do século (5)

Uma constante dor-de-cabeça e motivo de muitas queixas, reclamações e até questões judiciais de proprietários curitibanos, a preservação de imóveis, no Setor Histórico, poderá, a curto prazo, transformar-se em um ótimo negócio. Para tanto, basta que algumas das sugestões contidas no projeto "Centro da Cidade", elaborado pelo IPPUC, através de uma equipe de arquitetos e economistas, coordenados por Rafael Dely, ganhe força legal, através de leis encaminhadas pelo Executivo e aprovadas pela Câmara.

O nosso centro no fim do século (5)

Uma constante dor-de-cabeça e motivo de muitas queixas, reclamações e até questões judiciais de proprietários curitibanos, a preservação de imóveis, no Setor Histórico, poderá, a curto prazo, transformar-se em um ótimo negócio. Para tanto, basta que algumas das sugestões contidas no projeto "Centro da Cidade", elaborado pelo IPPUC, através de uma equipe de arquitetos e economistas, coordenados por Rafael Dely, ganhe força legal, através de leis encaminhadas pelo Executivo e aprovadas pela Câmara.

Artigo em 09.01.1985

O Jornalista Carlos Roberto maranhão, que estreou exatamente há 17 anos passados, como repórter de O ESTADO, deixou a editoria da revista "Placar" para assumir a de entrevistas da "Playboy". Estreiou em dose dupla na edição de dezembro: uma longa entrevista com o ex-governador da Bahia, Antônio Carlos Magalhães e um delicioso perfil de dona Maria Malluf. xxx

Kawa, a saudade em branco e preto

No 34ª Salão Paranaense de Belas Artes, foi pela primeira vez premiado um trabalho fotográfico. Constituía-se de duas fotografias, ambas focalizando a mesma paisagem, mas a um intervalo de 10 anos (1967/1977). Na primeira, um casal e o filho, um cenário de belos pinheiros. No outro, a mesma família, a criança já crescida, e apenas dois solitários pinheiros.

Artigo em 10.01.1985

Jaime Lerner, arquiteto, um dos curitibanos que sempre curtiram os bons filmes – programa que jamais dispensou mesmo quando ocupadíssimo nas suas gestões como prefeito – reclama: "O eu está acontecendo com a programação? Não há opções para quem tem mais de 18 anos!"

Giavarina: um bom ano

O deputado Valmor Giavarina tinha razões de sobra para abrir vários litros de Moet et Chandon, no sofisticado reveillon que ofereceu aos (muitos) amigos. Afinal, 1984 foi um ano positivo para esse parlamentar, que vem se destacando em Brasília, assim como já havia conseguido se projetar, como prefeito de Apucarana e deputado estadual, nos anos 60/70.

O samba de Gersinho para nosso carnaval

Os compositores da cidade estão colaborando para que ao menos musicalmente as Escolas de Samba melhores as apresentações no Carnaval-85. Gerson Fisbein, 31 anos, um dos nossos mais inspirados compositores, fez um belo samba-de-enredo para a Escola de Samba Portão II – "Trinta Anos de Colunismo Social", homenageando o jornalista Dino Almeida. Em parceria com Jozomar Vieira da Rocha, o samba-de-enredo de Gersinho é dos mais comunicativos, e na apresentação feita para a imprensa e convidados, na noite de Quarta-feira, no Champagne, todos vibraram com a bela música e seu refrão. xxx

Cutucado do Coronel

Sutilmente, o coronel Adwaldo Cardoso Botto de Barros, que deixou a presidência da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos para assumir a secretaria-geral da União Postal Universo, órgão da ONU, dispara algumas farpas contra os administradores do Paraná, responsabilizando-os pela EBCT não Ter, ainda, em Curitiba, uma grande central de triagem de correspondência.

Caleidoscópio - J. lyra de Moraes

Mais de 700 festivais de música popular acontecem anualmente no Brasil. Desde os mais modestos até promoções sofisticadas, em que milhões de cruzeiros serão investidos. Entretanto, em nenhum Estado ocorre o fenômeno que vem caracterizando os eventos musicais do Rio Grande do Sul – num boom impressionante desta década. De quase meia centena de festivais voltados à música nativista, a maioria é promovida pelas próprias comunidades que buscam autosuficiência financeira e independência de subvenções oficiais.

Estado destombou prédio histórico

O infeliz parecer de um procurador do Estado poderá trazer prejuízos irremediáveis ao patrimônio histórico do Paraná e, indiretamente, ao da União.

Imagens do Brasil

Ex-jornalista (fez carreira em O ESTADO DO PARANÁ) e, durante muitos anos, chefiou a redação da "Tribuna do Paraná"), o curitibano Antonio Otávio Pietrobelli tem se dividido, desde que se fixou no Rio de Janeiro, entre a assessoria de tecnocratas do Ministério do Planejamento e atividades de livreiro, tendo aberto a RioMarket, num shopping center da Praia de Botafogo. Bem relacionado nos meios políticos e intelectuais, badaladas noites de autógrafos têm acontecido em sua livraria – notícia constante da grande imprensa. xxx

De Ritchie ao Flash-Back da Jovem Guarda

O anglo-carioca Ritchie (Richard David Court, Kent, Inglaterra, 1952) é, há dois anos, uma das tranqüilidades do espanhol D. Munõz, presidente da CBS: vendeu mais de um milhão de cópias de seus discos em 1983/84 – catapultado pelo hit "Menina Veneno", ultrapassando vários outros milionários contratados da poderosa multinacional. Num mercado de altos e baixos como o fonográfico – passada euforia de 1979, quando o Brasil já era apontado como o quinto do mundo – Ritchie não deixa de ser um produto dos mais rentáveis para uma fábrica.

Jareau e Preston, para os ouvidos de agora

Pelo menos dois dos superstars escalados para o Rock in rio – que desde a última Sexta-feira é o grande acontecimento musical – já estiveram no Brasil e são nomes respeitados também pelos que apreciam jazz: Al Jarreau e George Benson. Dois artistas conhecidos internacionalmente por seu virtuosismo – o primeiro, como um homem-orquestra através de sua única e maravilhosa, enquanto Benson, embora também faça vôos comovocalista, é, antes de tudo, um excelente guitarrista.

Nelson/Laine, para matar a saudade

Se de um lado há que se Ter os ouvidos atentos para os novos sons – embora isto, muitas vezes, represente um risco aos tímpanos mais delicados, há visto a voltagem do elétrico som desta década – há, para compensar, as reedições dos cantores de vozes potentes, que conseguem manter um público fiel entre tantas exigências de renovação musical.

Lennon, segunda geração (e o rock da Bela Pat)

A homenagem de Dalto à inesquecível Billie

Coincidência ou não, os 25 anos da morte de Billie Holiday (Eleonor Gough McKay, Baltimore, 7 de abril de 1915/Nova Iorque, 17 de julho de 1959) motivaram duas homenagens, da parte de intérpretes da MPB, a esta que foi, sem dúvida, a maior cantora negra da história do jazz. Sandra Sá, conforme registramos no último Domingo, em seu novo elepê reservou uma faixa para a transcrição de uma das mais belas gravações de Billie ( "I'm A Fool To Want You", de J. Wolf/Herron/Sinatra).

Caminhos do Rock, segundo Muggiati

Na metade dos anos 50, pouquíssimos curitibanos se ligavam ao jazz, mas já um jovem chamado Roberto Muggiati era um dos mais bem informados do que havia de melhor na música internacional. Jornalista brilhante, foi graças à sua visão musical e informação eclética que muitos colegas da mesma geração – como o também jornalista Adherbal Fortes de Sá Júnior, o hoje engenheiro Roberto Grubhoffer e seu falecido irmão, Dietmar, Amaury Lustosa, o hoje embaixador e também jornalista Carbonar formassem aquele que se pode classificar de primeiro núcleo de jazzófilos curitibanos.

Os donos da violência

Entre ( Sementes da Violência Blackboard Jungle, de Richard Brooks) a este "Os Donos do Amanhã" (Cine Rui Barbosa, em programa duplo com um filme pornô) transcorreram 30 anos. E nestas três décadas, dezenas de cineastas se voltaram à mesma temática: os conflitos entre alunos e professores em escolas secundárias. Se "Blackboard Jungle" ficou na história por Ter catipultuado o "Rock Around The Clock" com Bill Halley and his Comets (oficialmente, a detonagem oficial do rock'n'roll), este "Class of 1984" passa despercebido no Brasil – apesar de ser um filme de méritos.

Um noivódromo para o centro

O Rio de Janeiro já tem o sambódromo, o camelódromo e, agora o rockódromo. Curitiba poderá Ter o primeiro novódromo do Brasil. A idéia é simples, prática e barata. Está no projeto "Centro da Cidade", documento elaborado por uma equipe de arquitetos do Ippuc e que, em primeira mão, registramos nos últimos dias. xxx
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br