Login do usuário

Aramis

Artigos por data (1985 - Junho)

Carmen, o disco do filme-ópera

Raras personagens femininas têm sido tão louvadas pelo cinema como a cigana morena, sensual e fatal que Prosper Merimée (Paris, 1803 Cannes, 1870), criou em seu romance lançado em 1845 e que, 28 anos depois, outro francês, o compositor Georges Bizet (1838-1875), imortalizaria numa das mais famosas óperas. Cem anos após a morte destes dois autores - e caducados os direitos autorais - "Carmem", que entre 1915 (quando tanto Cecil B.

O sax de Costita, um mestre do instrumento

Se durante anos as queixas se justificavam, hoje já não há mais tanto motivo para reclamação: a boa música instrumental tem, cada vez mais, sua hora e vez. E o público está aprendendo a prestigiar o bom som instrumental. Que o diga o êxito de shows como "Coração de Estudante" e "Prisma" com os tecladistas Wagner Tiso, César Camargo/Nelson Ayres, respectivamente (já lançados em discos pela Barclay e Pointer, há pouco tempo).

De como montar hits do momento

Saber montar um disco com fonogramas de diferentes origens - mas identificados por um tema-estilo - é a técnica de marketing musical que dá ótimos dividendos. E ninguém melhor do que Guto Graça Mello e seus assessores da Som Livre sabem fazer este tipo de produção de baixo custo e altos lucros. Assim, mensalmente, novos elepês, descartáveis é verdade, mas altamente comunicativos são colocados nas lojas - acompanhados de maciça campanha promocional.

Ana e Whitney, duas presenças mui belas

Dragão voraz que exige sempre novas virgens - digo cantoras, o mercado fonográfico absorve rapidamente as new face que surgem em diferentes latitudes e com estilos diversificados. Assim se em Londres uma nigeriana chamada Sade faz sucesso - e já chega ao Brasil, da Espanha vem a bela Ana Belen, avalisada musicalmente em seu primeiro elepê (1984) por Chico Buarque - cujas canções gravou em seu país - e que agora aparece com um novo (elepê(, "Geminis" (CBS).

A Bossa Nova dos Ingleses

Uma das gratas revelações musicais, em termos internacionais, neste ano foi o duo inglês The Style Council. Chamado de "bossanovistas" pelo seu estilo harmonioso, suave e balançante, Paul Weller (guitarra) e Mick Talbot (pianos), ambos vocalistas, trouxeram suaves composições no LP "Café Bleu" e agora reforçam elogios recebidos neste "Shout!" (Polydor/ - Polygram), com apenas três temas, num disco-mix de quatro faixas: "Shout To The Top" em versões vocal e instrumental; The Piccadilly Trail" e Ghosts Of Dachuu".

O som de Oldfield para o belo filme

Mike Oldfield, compositor inglês, 32 anos, se tornou conhecido quando William Friedkin utilizou alguns temas de seu "Tubular Bells" na trilha sonora de "O Exorcista" (The Exorcist, 1973). Coincidentemente, agora, 12 anos depois, é pela trilha sonora de outro filme - "Os Gritos do Silêncio" (The Killin Fields, 84, de Roland Jaffe) que Oldfield atinge um público ainda maior.

Phil, múltiplo talento inglês

A estrela do inglês Phil Collins (Chiswick, 1951) é das mais brilhantes: baterista e vocalista do grupo Genesis, já acompanhou Brian Eno, Robert Fripp, Robert Plant, fez uma banda de jazz-fusion, é produtor de discos, arranja, toca teclados, bateria e canta. No ano passado, com música-tema do filme "Paixões Violentas" (Against All Odds, de Taylor Hackford), emplacou o primeiro lugar nas paradas de sucesso e teve indicações ao Oscar (melhor canção, perdendo para "I Just Call to Say I Love You", de Stevie Wonder, de "A Dama de Vermelho") e Grammy.

As flores em vida para mestre Nelson

"Se alguém quiser fazer por mim que faça agora/ Me dê as flores em vida e carinho, a mão amiga para aliviar meus ais depois que eu me chamar saudade não preciso de vaidade quero preces e nada mais." Os amigos de Nelson Cavaquinho (Nelson Antonio da Silva, RJ, 28/10/1910) entenderam o seu pedido. E lhe deram um disco realmente à altura de seu talento: "As Flores em Vida" (Estúdio Eldorado, março/85).

Vivaldi, o veneziano

Poucas vezes uma obra musical refletiu tão bem uma cidade: "As Quatro Estações" de Antonio Vivaldi (1678-1741) será sempre a imagem sonora de Veneza, uma das mais belas cidades do mundo. E esta obra-prima continua encantando gerações nas mais diferentes interpretações.

No campo de batalha

A jornalista Arlete Andreazza, que através da PEC coordena muitos dos eventos promocionais de Gramado, comunica mais uma promoção que movimenta a paradisíaca cidade serrana gaúcha: a partir do dia 26, a VI Mostra Nacional de Pintura Artística em Porcelana e o III Salão de Criatividade, patrocinado pela Associação Sul Riograndense de Pintores em Porcelana. Em 30 estandes, 500 peás em porcelana serão expostas com preços variando de Cr$ 150 a Cr$ 2 milhões. ( Enquanto "Mato Eles?

De Paris, um som do velho realejo

COMO raramente se tem oportunidade de assistir, ao vivo, artistas franceses (afinal, Curitiba acaba ficando fora dos roteiros nacionais dos grandes eventos culturais), não deixa de ser uma ótima opção a apresentação que acontecerá, amanhã, no Teatro Paiol: o recital dos irmãos Amara, parisienses, 39 e 38 anos respectivamente, que se dedicam a um tipo popular de música, acompanhados por um instrumento tipicamente francês do início do século: o realejo, que restitui sons com o auxílio de cartões perfumados. xxx

A morte de Célia

Uma triste notícia, neste início de semana: a morte, no Rio de Janeiro, de Célia Neves Lazarotto, esposa do artista plástico Poty. Mineira de Belo Horizonte, de família das mais tradicionais e lembrada inclusive nas memórias de Pedro Nava, Célia era intelectual do maior prestígio no Rio, onde residia há mais de 30 anos. Funcionária aposentada do Ministério da Fazenda, foi, nos anos 50, diretora da Casa do Brasil, em Paris. xxx

Denoy e as heranças do CPC no cinema popular

A coincidência de encontrar-se em Curitiba para o lançamento de "O Baiano Fantasma" (Cine Groff, 5 sessões), na última sexta-feira, levou Denoy de Oliveira a participar de mesa redonda sobre o cinema e o teatro nos tempos do CPC, promovido pelo CAHS. Ao lado de Eduardo Coutinho, diretor de "Cabra marcado para morrer", Walmor Marcelino, jornalista e dramaturgo, e Euclides Coelho, animador cultural, dirigente de teatro de bonecos e um dos responsáveis pelo núcleo do CPC-PR entre 1962/64, Denoy deu importante contribuição aos debates, coordenados por Carlos Fernando Mazza.

Nossos cineastas, anos 80

Enquanto Nivaldo Lopes, o "Palito", paranaense de Itambaracá, 26 anos, leva adiante o média-metragem "A Guerra do Pente", outros cineastas da novíssima geração também desenvolvem projetos. Com formação teórica e prática graças à Cinemateca do Museu Guido Viaro, participando dos cursos que Francisco Alves dos Santos vem promovendo ali e, sobretudo, não perdendo os clássicos em constantes reprises, essa garotada dispensa as tetas do oficialismo (ao contrário de falsos "valores" de nosso cinema) e parte para realizações próprias e independentes. xxx

Dos triângulos nos retângulos da tela

Encontros e desencontros conjugais, vistos com ternura e certa dose de bom humor, em três recentes filmes que chegam às telas da cidade. "Amor à Primeira Vista", na semana passada e, ainda em cartaz; "A Dama de Vermelho", Plaza, 5ª semana; e "Ladrão de Corações", Condor, 4 sessões.

De Gente & Fatos

Regina Walbach, professora de história e há dois anos e meio diretora da Casa da Memória, deu-se uma prudente preocupação, antes de iniciar a mudança do acervo da instituição para a nova sede, um casarão restaurado pela Fundação Cultural na Rua 13 de Maio, nº 571: telefonar a várias pessoas explicando as razões da transferência.

No campo de Batalha

Sábado, à meia-noite, e domingo, no Cine Groff, um clássico do cinema neo-realista: "Ladrões de Bicicletas", 1949, de Vittorio De Sica. ( Falando em obras-primas do cinema, na Cinemateca, neste fim-de-semana, oportunidade para conhecer lendárias realizações do russo Sergei M. Eisenstein: as duas partes de "Ivan, O Terrível".

De Gente & Fatos

Max Stolz Neves, milionário e marchand-de-tablaux, costuma escolher padrinhos e madrinhas para as vernissages que promove. Na coletiva de aquarelas de Guita Soifert, Janete Fernandes, Lina Iara Otto, Tereza Koch, Waltraud Sékula e Wylma Sedys, que acontece hoje à noite, Max convidou cinco casais que apadrinharam o evento: Consuelo e Eduardo Pereira Guimarães, Dirce e Renato Volpi, Maria Regina e Paulo Roberto Rodrigues, Marisley e Max Rosenmann, Victorina Sagboni e João Milanez. xxx

Resultados práticos

O Pró-Criança já começa a ter projeção nacional. Recentemente, a diretoria da Fundação de Auxílio ao Estudante do Ministério da Educação, Ana Maria Fittipaldi, impressionada com os resultados obtidos em apenas cinco meses de aplicação do projeto, ofereceu a colaboração de até 20 mil merendas diárias para o programa. Infelizmente, no segundo semestre de 85, só quatro módulos funcionarão em bairros de Cascavel, cada um atendendo a cerca de 1.400 crianças. xxx

Esporte e merenda Pró-Criança do nosso Paraná

O deputado Mário Pereira viveu momentos de muita alegria há duas semanas. É que o Projeto Pró-Criança passou para a esfera da Secretaria de Estado da Educação, com um reforço orçamentário de Cr$ 300 milhões, e será desenvolvido em quatro módulos, em Cascavel, no próximo semestre. Os resultados obtidos na implantação do módulo-piloto no Jardim Floresta, também em Cascavel, a partir de 3 de outubro do ano passado, foram tão expressivos que o governador José Richa se convenceu da necessidade de ampliação do projeto este ano.
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br