Login do usuário

Aramis

Artigos por data (1985 - Agosto)

Cantos de todos os cantos

Colonizadas por milhares de imigrantes do Sul do País, nas décadas de 30 e 50, as regiões Oeste e Sudoeste se constituem num excelente mercado nativista. Em Foz do Iguaçu, duas livrarias locais esgotam edições de "Rapo de Tacho", de Apparicio Silva Rillo, tradicionalista de Bagé - e o grande best-seller da Tchê Edições; - enquanto que em cascavel, a Discolândia é uma das lojas de maior faturamento - e entre as cinco maiores das gravadoras que editam música regionalista.

30 anos sem Carmen

Aquela que foi, talvez, a maior sambista do Brasil, não nasceu no Brasil. Mas, como escreveu Marquês Rebelo, há 30 anos passados, quando da chegada do corpo de Carmen Miranda, falecida em Los Angeles, a 5 de agosto de 1955, "é como se tivesse nascido, pois nasceu em Portugal". Há 30 anos morria Carmen Miranda. Coincidentemente, 20 anos antes - 1935 - pela primeira vez ela deixava o Brasil, para uma excursão internacional. Quem a contratou - do mesmo modo que a Francisco Alves e Josué de Barros, foi o dono do cinema Broadway, de Buenos Aires.

30 anos sem Carmen

Quando dirigiu o antigo Instituto Nacional do Cinema, o pesquisador Ricardo Cravo Albim tinha um projeto que não pôde concretizar: conseguir junto às produtoras americanas cópias de todos os filmes nos quais Carmen Miranda trabalhou. Lamentavelmente, não existe no Brasil as cópias dos filmes que "A Pequena Notável"- apelido artístico que ela ganhou de César Ladeira - fez na América. Assim como também há raros registros de sua passagem pelo nosso cinema.

30 anos sem Carmen

No total, Carmen Miranda apareceu em 19 filmes - entre os que fez no Brasil e nos Estados Unidos. Gravou 154 discos - entre 78 rpm (a maioria) e elepês. Só na Decca, nos EUA, fez 13 discos - dos quais a Chantecler, quando representava a MCA Records, editou três elepês - produzidos com critérios e enriquecedoras notas explicativas. Contratada durante muitos anos da Odeon, Carmen não tem, infelizmente, uma discografia a disposição do público que deseje conhecer hoje o seu trabalho. Seus discos são raros - muitos dos quais verdadeiras relíquias, pertencentes apenas a ávidos colecionadores.

Cantos de todos os cantos

Duas decisões do prefeito de Cascavel, Fidelcino Tolentino, após o sucesso da 13ª edição do Fercapo: transformar este festival no centro gerador de uma série de eventos culturais paralelos e estudar a criação de um festival nativista, voltado à valorização da música regional, talvez fazendo coincidir com o aniversário do município - na primeira quinzena de novembro. Se não for possível este ano, possivelmente em 1986.

A crise no Guaíra reforçou oposição

Mais do que uma nova crise na área cultural - o que na atual administração peemedebista já se tornou lugar comum - a brutal demissão dos professores Rita Pavão, Lilian Fleury e Wolf Schaya, do Curso de Artes Cênicas da Fundação Teatro Guaíra, provocou numa das vítimas a decisão de tomar posicionamento político bem mais profundo.

No campo de batalha

Quinta-feira na Casa Romário Martins, o jornalista Luiz Manfredini, asssessor de comunicação da Secretaria da Educação, autografa "Albânia - Horizonte Vermelho nos Balcãs" (Editora Alfa Omega, 208 páginas). Reportagem sobre o país comunista que Manfredini visitou há um ano, uma síntese desta interessante obra foi nós divulgada, ainda no primeiro semestre de 1984. xxx

Pixinguinha inicia com incompetência

Melancólico. Eis o adjetivo que melhor define a abertura do Projeto Pixinguinha na semana passada. Desorganizado, sem qualquer estrutura local, mínimo público, péssimo sistema de som e falta de cumprimento das obrigações assumidas pela Secretaria da Cultura. Para quem acompanha a incompetência e desmandos que caracterizam esta pasta no governo José Richa o fracasso não surpreendeu. Mas para a Funarte que decidiu incluir novamente Curitiba no roteiro deste projeto de música popular, os fatos devem ser bastante graves.

"Amadeus", o filme dos Cr$ 400 milhões

Dos Cr$ 4 bilhões que "Amadeus" já faturou no Brasil, quase Cr$ 400 milhões foram de Curitiba. Só no mês de julho, o cine Palace-Itália teve um público recorde de 43.916 espectadores - que deixaram nas bilheterias nada menos que Cr$ 325.470.000. Somado ao que já havia rendido em junho (estreou dia 25) e na primeira semana de agosto, pode-se ver o filme de Milos Forman tem condições de permanecer pelo menos mais um mês em cartaz.

Paranatur vende Carnaval do Rio

Será que a Riotur ou qualquer outra empresa estatal de turismo se disporia a investir dinheiro e, principalmente, sua infra-estrutura para promover turismo em outro Estado? A pergunta justifica-se. A Paranatur - que é um orgão da Secretaria de Estado da Cultura e do Esporte - decidiu ser boazinha e ajudar a promoção de uma empresa aérea (Varig) e da Riotur, para vender o Carnaval carioca aos curitibanos. xxx

Os livros de Luiz e Karam

Dois jornalistas de Curitiba em lançamentos editoriais de fôlego nacional: Luiz Manfredini, 35 anos, autografa, hoje a noite, na Casa Romário Martins, "Albânia - Horizonte Vermelho nos Balcãs" (Alfa Omega, 208 páginas). Já pela Marco Zero, está saindo "Fontes Murmurantes", primeiro romance de Manoel Carlos Karam, ex-secretário de redação de O ESTADO DO PARANÁ e autor de várias peças de teatro e de um livro de poemas. xxx

Calil diário no IC

Calil Simão, 27 anos de jornalismo, incorporou, desde ontem, mais uma coluna diária em sua vasta produção de noticiário social: de colaborador semanal, passa a ter espaço fixo de segunda a sábado, no "Jornal Indústria e Comércio".

O primeiro Apple Clube

Paulo Augusto Lopes Mendonça, 23 anos, estudante de engenharia e pequeno empresário do setor de informática, acaba de desenvolver prático e econômico sistema sintetizador de voz para computadores de linha Apple. Bastou um pequeno comunicado em publicação especializada e passou a ser procurado nacionalmente pelos interessados no produto.

Vianinha, em palco e tela

Um dos espectadores especiais que o ator produtor José Maria Santos espera para a temporada de "O Alegre Desbum" (Auditório Salvador Ferrante, a partir de hoje), é Vinicius Vianna. Além de filho do autor da peça, Oduvaldo Vianna Filho, o jovem Vinicius, 26 anos, formado em Sociologia pela Universidade Fluminense, pode aproveitar e aqui lançar "Dedé Mamata", primeiro romance do jovem, que uma nova editora - a Anima - acaba de publicar.

A mais bela nissei

Houve época em que a eleição de qualquer miss era notícia de primeira página. Hoje, nem mesmo a conquista de título nacional garante destaque à moça. Exemplo: Kyo Rosemary Missawa, 19 anos, representando a União dos Gkusseis de Curitiba, foi eleita a mais bela nissei do Brasil, em promoção do jornal "Shimbum", de São Paulo, e o fato passou sem qualquer registro.

Quer os direitos autorais

O escritor Roberto Gomes está acionando, na Justiça paulista, o cineasta Guilherme de Almeida Prado, que há 2 anos filmou seu conto "Sabrina de Trottoir e Tacape" e esqueceu de pagar os direitos autorais. O filme - que se chama "A Flor do Desejo", levado aos festivais de Gramado, Caxambu e Brasília (premiado nos 2 últimos), já estreou em São Paulo mas continua inédito em Curitiba. Agora, A CIC, em seu pacote de video-cassetes com filmes nacionais, incluiu, também, "A Flor do Desejo".

Olívia Hime

A cantora Olívia Hime, que passou ontem por Curitiba, divulgando seu quarto lp ("O Fio da Meada", Opus Columbia), depois de dois dias em Porto Alegre, é uma das intérpretes mais preocupadas em conhecer trabalhos de novos compositores. Embora esposa do consagrado Francis Hime e sendo ela própria também inspirada letrista, Olívia tem gravado novos autores gaúchos e, ontem, manifestava curiosidade em saber de trabalhos de paranaenses. Um dos grupos que a impressionaram: As Nymphas, especialmente pelas composições de Mara Fontoura.

McFerrin e Nina, as máquinas vocais

Um dos projetos para a edição-86 do festival de jazz de Montreaux - cada vez menos jazzístico e mais eletrificado - é um incrível encontro no palco de dois cantores originalíssimos: o brasileiro Ney Matogrosso e a alemã Nina Hagen. Será, sem dúvida, uma proposta de fusão entre vozes das mais especiais - e que dentro dos malabarismos canoros que desenvolveram chegaram a um público internacional.

Quem diria! O punk com sotaque polaco!

Alguém já imaginaria o Punk polonês? Pois ele existe provando que neste país de tantas surpresas não é apenas um criativo jazz que existe. O Lady Pank (o nome já é um achado!) - é o primeiro grupo polish a ter um lançamento internacional - via MCA/Warner, que está colocando no mercado o lp "Drop Everything". E como este disco o Lady Pank torna-se primeiro grupo do leste europeu a fazer uma tourné americana e gravar um vídeo.

The best of Amadeus

Confirmado o que prevíamos em matéria publicada há pouco mais de um mês: o sucesso do filme "Amadeus" trouxe, entre outras boas do compositor de Salzburg. Além da trilha sonora (album duplo, Polygram) já estar entre os mais vendidos do semestre passado, tanto a CBS com a Polygram vem reforçando seu acervo de gravações com obras de Mozart.
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br