Login do usuário

Aramis

Artigos por data (1986 - Março)

Microleitor, o livro agora lido por metro

Um aparelho de extrema simplicidade, utilizando basicamente lentes de binóculos e um carretel, pode revolucionar o sistema e a forma de leitura. Pelo menos, assim pensa o publicitário Victor Ferreira, 48 anos, paranaense de Jacarezinho, que já tem em mãos a patente do Microleitor, invenção que desenvolveu ao longo de dez anos e para o qual busca um sócio disposto a partir para sua industrialização.

Até Tupi-Guarani no curso universitário

Nos anos 30, e mais especialmente, na década de 40, o chic era estudar francês. Não foi sem razão que quando a inesquecível madame Helena Garfunkel instalou na então provinciana Curitiba a Associação de Cultura Franco Brasileira, as aulas da "Aliança Francesa" tinham centenas de alunos. Terminada a II Guerra Mundial e com a invasão cultural americana, o inglês começou a interessar aos jovens - e o "Inter" - Centro Cultural Brasil Estados Unidos, na sua primeira sede no 5º andar do edifício Moreira Garcez, era o must em termos de sofisticação cultural.

Florinda Bulcão, quem diria, virou mafiosa

A conhecida e talentosa atriz brasileira está interpretando, na Itália, "La Piovra" ("O Polvo"), telessérie ambientada nos intrincados e diabólicos bastidores da máfia peninsular. Foi o cinema italiano - "pátria artística" de Florinda - que lhe mudou o sobrenome: Bolkan em lugar de Bulcão. "Mas é assim mesmo - ela explica - eu sou duas Florindas numa única mulher".

Terror, o marketing da Empire para o cinema-86

Dentro de três semanas acontece a mais aguardada festa do cinema mundial: a entrega do Oscars - mágica noite de entretenimento e marketing cinematográfico que do Dorothy Chandler Pavillion, em Los Angeles, é acompanhado, via satélite, pela TV, por milhões de cinemaníacos espalhados por todo o mundo. Desde 1927 que a indústria cinematográfica americana tem nesta promoção da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood o seu grande ponto-de-vendas, pois a simples nomination ao dourado boneco significa projeção, fama e fortuna aos indicados.

De Matt a Cido, o retorno da Bossa

Há um pouco de exagero, convenhamos, em querer dizer que a Bossa Nova está renascendo através do trabalho de alguns compositores, instrumentistas e intérpretes ingleses. É bem verdade que a influência do que de melhor o Brasil produziu em termos sonoros nos últimos 30 anos atingiu dezenas de países - a partir dos Estados Unidos no início dos anos 60 - é natural que gente inteligente e sensível, cansada dos ruídos roqueiros, busque a ternura e suavidade que marcava a Bossa Nova dos bons tempos.

A Seara da melhor música nativista

Enquanto a Califórnia da Canção Nativista, em Uruguaiana, chegando ao 15º ano consecutivo, se consagrou como o pioneiro festival nativista do Rio Grande do Sul (imitado, dois anos depois, de sua primeira edição, por Santa Maria) e o Musicanto, em Santa Rosa, em apenas 3 edições, já se impôs pela extraordinária organização e valor dos prêmios oferecidos (para começar, um Ford Scort, zero quilômetro, ao autor da música classificada em primeiro lugar), a Seara da Canção Nativista, em Carazinho, atingiu em sua 5ª edição, de 7 a 10 de novembro de 1985, uma maturidade cultural.

Reichert, um mestre esquecido da flauta

Seguindo os salutares exemplos das Universidades de São Paulo, Bahia e de Campinas, a de Brasília também inicia um programa de edições fonográficas. E não poderia começar de forma mais interessante, em termos culturais: um belíssimo álbum revelando a obra do compositor belga Matheus André Reichert (1830-1880) na interpretação da flautista Odette Ernest Dias e da pianista Elza Zauko Gushikem. Juntas, Odette e Elza já gravaram "Recital" e "Sarau Brasileiro" - este editado pela Federação das Associações Atléticas do Banco do Brasil.

Afinal, a volta de Dionne com os amigos talentosos

Estava mesmo na hora. Milhares de pessoas que nos anos 60 tanto curtiram Dionne Warwick interpretanto hits como "Anyone Who Had A Heart", "Walk On By", "Reach Out For Me", "A House Is Not A Home", "Do You Know The Way To San Jose" e, especialmente, "I'll Never Fall In Love Again", e "Alfie" lamentavam, nestes últimos anos, os novos rumos que a excelente intérprete havia dado à sua carreira.

O barroco Telemann com grupos antigos do Brasil e Alemanha

Compositor do período barroco, como J. S. Bach, mas também o grande precursor da música pré-clássica, Telemann (1681-1767) foi um dos músicos mais famosos e populares de sua época. Autor de cerca de 2.000 peças em que se utiliza de diversos estilos e tendências em voga, Telemann escreveu para todos os instrumentos conhecidos em seu tempo, explorando-os idiomaticamente como poucos.

O enigma dos deuses ETs de van Daniken

Com "Eram Os Deuses Astronautas?

Não poderia ser melhor. Bergman e Welles estão em nossas telas

Uma semana que tem Orson Welles e Ingmar Bergman não precisa de mais nada. Afinal, dois gênios do cinema em oportunidade especial para que os mais jovens conheçam momentos iluminados de suas filmografias.

No campo de batalha

O médico e antropólogo Paulo Michalizen realizou um audiovisual sobre "Saúde, Magia, Misticismo e Religiosidade" de tamanha qualidade plástica e comunicação, abordando uma experiência desenvolvida no interior de Goiás, que está sendo convidado para orientar a produção de outros audiovisuais. xxx

O som de Raulzinho é só para os paulistas

Quando o adolescente Airto Moreira era baterista no King's Club, na Rua Carlos de Carvalho, há poucos metros, no Luigi's, na Alameda Cabral, quem ali tocava bonito era o trombonista Raul de Souza, que entusiasmado pela música atravessava madrugadas e esquecia de que às 7 horas da manhã deveria estar em forma no quartel da Aeronáutica, no Bacacheri, de cuja banda fazia parte. Entre a boemia e o rigor de músico militar, Raulzinho ficava com a primeira e não foram poucas as detenções que pegou devido suas faltas na caserna.

Pesquisadores de MPB reúnem-se na Funarte

A partir de hoje, na Funarte, Rio de Janeiro, realiza-se o IV Encontro Nacional da Música Popular Brasileira.

Alta do dólar suspende apresentações de Airto

Afinal, a novela chegou ao fim. Segunda-feira, João Tadeu assessor da Menucci Produções, veio a Curitiba para confirmar, oficialmente, o cancelamento das apresentações de Airto Moreira e Al Di Meola no Brasil (domingo, 9, estaria no auditório Bento Munhoz da Rocha Neto). Há duas semanas, quando João Tadeu nos procurou para avisar da temporada de Airto e Di Meola nos surpreendemos. Afinal, duas semanas antes, da Califórnia, Airto havia telefonado para sua mãe, dona Zelinda - que mora no Boqueirão - dizendo que a Tournée pelo Brasil havia sido adiada.

Afinal, quem divulga os nossos artistas?

Através do programa "Nossa Terra, Nossa Gente" (TV Iguaçu, aos domingos pela manhã), o sr. Cândido Oliveira denunciou, há duas semanas, que a Rádio Globo não divulgava músicas de compositores paranaenses. Disse mais: para que não houvesse possibilidade da ordem ser burlada, o proprietário da emissora, Rogério Wolff dos Santos, 44 anos, catarinense de Lages, desde 1957 na radiodifusão, havia quebrado 15 discos, entre LPs e compactos de compositores e intérpretes paranaenses.

Schumann quer cruzado para título de jornal

Espírito empresarial e visão para negócios não faltam a Eduardo Schumann, editor do "Mercado Aberto", jornal de classificados e ofertas de circulação dirigida. Segunda-feira, bem cedo, deu entrada no processo de registro do nome "Cruzado" para publicações. Schumann é especialista em obter registros de bons títulos, e conseguindo agora o "Cruzado" por certo passará a ter um ótimo patrimônio em termos de título editorial. xxx

Os nossos municípios entre os 500 mais (I)

Ou o prefeito Hermes Rodrigues Fontela, de Cornélio Procópio, é um homem modesto, sem pretensões políticas maiores, ou então está lhe faltando melhor assessoria. Só isto para justificar o fato de que passados quase três meses do lançamento da edição da revista "Dirigente Municipal", com a publicação dos 500 municípios mais desenvolvidos do Brasil, a Prefeitura de Cornélio Procópio não tenha feito a menor divulgação sobre a sua excelente classificação no ranking nacional.

No livro da filha o roteiro de Tenório

"Emocionante!". Assim o general Sérgio da Rocha Lima Fortes, ex-comandante do Colégio Militar de Curitiba, definiu "O Homem da Capa Preta", após assistir a primeira sessão deste novo filme de Sérgio Rezende - que possivelmente estará entre os concorrentes do XV Festival do Cinema de Gramado, em abril próximo.

Os nossos municípios entre os 500 mais (II)

O fato de Cornélio Procópio ter chegado ao 4º lugar entre os 500 municípios mais desenvolvidos do Brasil é significativo. Afinal, se o estudo do "Dirigente Municipal" indica que não há lugar para esperanças quanto à diminuição dos constrastes regionais, observa-se, entre os municípios paranaenses, uma evolução neste ranking que, baseado em critérios absolutamente técnicos, a revista do grupo Henry Maksoud promove há 12 anos.
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br