Login do usuário

Aramis

Artigos por data (1986 - Outubro)

O filme que quase acertou na milhar

Ironicamente, as três maiores paixões do brasileiro não têm merecido uma transposição visual, no cinema, à altura daquilo que desperta em mais de 100 milhões de pessoas: o futebol, o carnaval e o jogo do bicho. Curiosa esta pobreza filmográfica em torno de temas tão arraigados da cultura popular, capazes de exercitar o imaginário e integrarem-se àquilo que chega às camadas mais simples da população.

Jazz com Stanley e erotismo de Simone

O empresário Mozart Primo, 31 anos, paulista que se radicou em Curitiba movido pelo amor a uma bela jovem, está atuando bastante no mercado. Tanto é que, nesta semana, promove dois espetáculos - para faixas diferentes de público. No auditório Bento Munhoz da Rocha Neto, hoje, a única atuação do baixista Stanley Clark, um dos grandes nomes do jazz contemporâneo.

No campo de batalha

Uma das maiores especialistas em imigração eslava no Brasil, autora de uma tese sobre os ucranianos no Paraná (até hoje inédita em livro) que lhe valeu a nota máxima, há 13 anos, na Universidade Maximiliam em Munique, há muito que Oksana Boruszenko já se acostumou a receber convites para dar cursos no Exterior. De Winnipeg, no Canadá a Munique, o curriculum da estimada "Oki" está repleto de viagens a muitas cidades onde leva o seu conhecimento de história, matéria que ensina há 25 anos na Universidade Federal do Paraná. xxx

O mundo amigo de dona Flora

São muitas as mulheres (e homens) do Paraná que escrevem e publicam livros. Mas poucos aqueles que têm uma obra capaz de resistir a uma análise mais rigorosa. Pretensão sobra em muitos ditos "escritores". Em compensação, na modéstia de muitos encontramos momentos inspirados. Flora Munhoz da Rocha é um exemplo de pessoa despretensiosa em seus escritos mas que, pouco a pouco, foi formando uma crônica do quotidiano.

Apenas uma estréia nesta semana. E decepcionante

Uma única - e decepcionante - estréia nesta semana: "Me Beija", do gaúcho Werner Schunemann (não confundir com o paranaense Werner Schumann, 22 anos, 9 filmes em super 8/16mm), que estreou, inesperadamente no Groff, já no domingo - quando a cópia de "A Igreja da Libertação", de Silvio Da Rim, foi enviada para Porto Alegre. Uma segunda cópia, enviada pela Embrafilme, do Rio, foi extraviada - o documentário sobre a chamada Teologia da Libertação, em sua ação no Brasil, ficou a ver navios.

Walmor e aqueles bons tempos da "Última Hora"

Dois aspectos estão dando um diferencial na campanha de Walmor Weiss à Assembléia Legislativa. Em princípio, não aceita, em absoluto, a condição de vaca de presépio das imposições partidárias e embora tenha lealdade e coerência com o PMDB, mostra independência em sua campanha. Tanto é que não se dobrou às tentações de fazê-lo modificar sua mensagem no horário do TRE, na qual aborda a necessidade do legislativo ser renovado por candidatos que tragam novas propostas - fato que, naturalmente, irritou os caciques que há anos, buscam sempre reeleições - e pouco fazem no Poder.

Denise internacional

Como Denise Stocklos está organizando-se profissionalmente e já conta agora até com uma assessora de imprensa (Nilda Alves), vamos aos detalhes da carreira internacional desta paranaense de Irati, que hoje é a mais famosa mímica do Brasil. xxx

O Schunemann gaúcho e o Schumann paranaense

Werner Schumann, 22 anos, 9 filmes já realizados, foi um dos primeiros espectadores de "Me Beija", produção gaúcha que estreou, inesperadamente, no cine Groff, em substituição à "Igreja da Libertação", de Silvio Da-Rin. Saiu decepcionado da sessão: - Eu sou mais eu. Entre este Schunemann eu fico com o Schumann.

Na Companhia das Letras, o caminho da melhor leitura

Com a edição de "Esta Valsa é Minha", de Zelda Fitzgerald - a dramática esposa de Francis Scott Fitzgerald, e que mesmo antes de chegar às livrarias começa a merecer simpáticos comentários, surge uma nova editora: Companhia das Letras. Com a experiência de oito anos na Brasiliense, que ajudou a se transformar na segunda maior editora do Brasil, Luiz Schwarz, 29 anos, decidiu ter sua própria casa publicadora, que vai lançar, numa primeira etapa, principalmente autores estrangeiros - de primeira linha. xxx

Berimblues, um som que chega de Minas Gerais

Moacir Domingues, 27 anos, paulista que escolheu Curitiba para desenvolver trabalhos na área cultural, após uma passagem pela filial da Breno Rossi, está agora com sua própria loja de disco & fitas, junto à Livraria Curitiba. Só que alimenta planos ambiciosos, que incluem a produção de discos independentes, promoção de shows e mesmo apresentação de um programa semanal num dos canais de televisão da cidade.

O Tango Argentino para os aplausos na Broadway

Quando "E.T. - O Extraterrestre", foi lançado no Brasil, há 4 anos, apesar de todo seu êxito, a WEA não editou a trilha sonora original deste belíssimo filme de Steven Spielberg. Saiu apenas o tema do filme em diferentes gravações - inclusive com a Boston Pops, orquestra cuja direção foi assumida por John Williams desde a morte de seu fundador e regente, Arthur Fiedler (1894-1980).

Geléia Geral

Durante 20 anos, Nana Moustakis permaneceu ignorada no Brasil. Agora, em menos de 40 dias, a Polygram lança dois de seus elepês. Primeiro foi "Alone", puxado por um hit - "Only Love", catapultada ao ser incluída na trilha sonora de "Selva de Pedra". Agora, a exemplo do que fizeram outros artistas franceses, Nana gravou um disco em português ("Liberdade"), cuja música-título foi extraída da ópera "Nabuco", de Verdi. Uma coleção de dez lindas canções, entre elas "O Nosso Lar" (J. P.

36 anos depois, o Guaíra ainda não está terminado

Dedicando-se em full-time ao projeto de construção do novo Palácio Avenida, afinal deslanchado após 18 anos de espera, o arquiteto Rubens Meister nem por isto descuida de lembrar, sempre que possível, daquela que considera, com justa razão, a menina dos olhos entre tantas centenas de obras que planejou ao longo de uma brilhante carreira: o Teatro Guaíra. Por incrível que pareça, até hoje, às vésperas do 40º aniversário do projeto do Teatro Guaíra (1948), - e 12 anos após a inauguração da obra que se arrastou por mais de vinte anos - não se pode dizer que a mesma está totalmente concluída.

Nas trilhas da música que o cinema apresenta

A idéia já existe há muito tempo: criar um clube para reunir os colecionadores de trilhas sonoras. Afinal, cresce cada vez mais o número de pessoas que se entusiasmam pelas bandas sonoras dos filmes e a proporção que, infelizmente, rareiam as sound tracks originais, criadas pelos grandes compositores do cinema - substituídos por montagens-pop - amplia-se o interesse pelas chamadas "trilhas dos bons tempos".

No campo de batalha

Além da ampliação do Hotel Araucária (Rua Amintas de Barros, ao lado do Teatro Guaíra), a família Pretti vai investir alto e forte em mais três estabelecimentos de primeira categoria: um super-hotel, com 490 apartamentos em Foz do Iguaçu e dois outros em Maringá. xxx A prosperidade turística de Foz do Iguaçu leva a crer que até o final da década será o primeiro polo turístico do Brasil: somando-se os projetos, em andamento, o número de hotéis daquela cidade chegará a 220. Atualmente há 102, 48 dos quais classificados pela Embratur. xxx

Nas montagens, o som dos filmes deste ano

Parece até uma invenção da televisão brasileira que, a exemplo das próprias produções, foi exportada: a montagem de trilhas sonoras com hits do momento.

David Bowie em dupla dose sonora nas telas

Cada vez mais identificado ao cinema, David Bowie (David Robert Jones, Londres, 1947) chega em dezembro, num filme no qual a Warner aposta muito para estourar bilheterias durante as férias: "Labirinto", de Jim Henson ("O Cristal Encantado"), e que sendo uma produção de George Lucas usa e abusa dos efeitos especiais. Antecipando-se à estréia do filme, a Odeon lançou um mix com o tema central do filme, "Underground", enquanto que a trilha integral também está saindo agora.

"Por Incrível que Pareça", afinal uma trilha nacional

Infelizmente poucos são os filmes brasileiros que conseguem ter suas trilhas sonoras editadas em elepês. Mesmo quando compositores de prestígio como Chico Buarque, Edu Lobo e Antônio Carlos Jobim emprestam seu talento ao cinema, as trilhas permanecem inéditas - na versão integral, aparecendo, quando muito, as músicas em gravações avulsas.

Rádio Estadual poderá passar para a Secretaria da Cultura

Decidida a recuperar o tempo perdido na infeliz administração José Richa - quando a pasta da Cultura e Esportes, devido à incompetência e politicagem de quem a ocupou e desviou de suas funções específicas, transformando-se num reduto de ódios, perseguições e projetos frustrados - a secretária Suzana Munhoz da Rocha Guimarães está tentando, de todas as maneiras, usar bem o (infelizmente) pouco tempo que dispõe no cargo. Afinal, no jogo sujo da política, com candidatos tendo que compor com diferentes grupos econômicos e políticos, nunca se sabe quem a substituirá dentro de seis meses.

De nada adianta transferir se não houver bons recursos

Se depende, basicamente, da coragem do governador João Elísio em enfrentar algumas críticas e oposições, a transferência da Rádio Estadual para a esfera da Secretaria da Cultura e Esportes, por outro lado, também de nada adiantará esta iniciativa se não forem dadas condições mínimas para que a emissora oficial, em curtíssimo prazo, seja dinamizada.
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br