Login do usuário

Aramis

Artigos por data (1988 - Agosto)

Canções de protestos ressurgem em Cascavel

Apresentando, no geral, um bom nível das 30 concorrentes - selecionadas entre 271 enviadas por compositores de 9 estados - o 16º Festival Intermunicipal da Canção Regional, em Cascavel, trouxe uma surpresa para o júri e o público - que superlotou o Tuiuti E.C., nas três noites (28 a 30 de julho): um tímido e ingênuo, mas que não deixa de ser válido, protesto social nas letras de algumas composições. Assim das 12 classificadas para a final, duas abordavam explicitamente a situação em que se encontra o país - obtendo espontânea simpatia e adesão do público.

Justiça em julgamento

Pouco mais de um mês após "Querem Me Enlouquecer" ter sido lançado em Curitiba, outro vigoroso filme sobre o mundo dos tribunais americanos chega na mesma tela (Bristol, 5 sessões) e, igualmente, com mínimo público, o que praticamente condena a sua substituição na quinta-feira.

Canções de protestos, mas com ingenuidade

Durante pelo menos dez anos na fase mais dura da repressão na ditadura militar, os compositores de música popular deram muito trabalho aos censores. Inteligentes, criativos, não apenas os nomes mais consagrados - e logo visados (Chico Buarque, Gonzaguinha, Sérgio Ricardo e tantos outros), mas também gente nova, que surgia em festivais que pipoqueavam Brasil afora, conseguiam subliminarmente (e às vezes bem explicitamente) dizer coisas que desagradavam e irritavam os donos do poder.

Pedaladas da libertação

"Quicksilver - o prazer de ganhar" (Cinema I, até hoje, às 20 e 22h) é daqueles filmes de baixo orçamento, elenco jovem e que se constituem em surpresas das mais agradáveis.

No campo de batalha

Marlene Rodrigues, afinal, deixou a Coordenadoria de Ensino e Pesquisa da Secretaria da Cultura. Já foi escolhida sua substituta: Teresa Rezende, que fazia anônimos trabalhos no Museu Paranaense. xxx Aliás, o secretário Renê Dotti deve redefinir as funções das coordenadorias. No caso da que agora está sendo substituída, é difícil saber o que de fato faz. Vários de seus projetos são conflitantes com a Coordenadoria de Ação Cultural. xxx

A bossa no Fercapo

Ao lado das músicas de protesto que deram uma característica especial a 16ª edição do Festival Regional da Canção Popular, em Cascavel, houve também duas suaves propostas na linha da Bossa Nova - o que não deixou de ser uma discreta homenagem aos 30 anos deste movimento que teve seu início em abril de 1958, quando Elizeth Cardoso gravou "Brigas Nunca Mais" (Tom/ Vinícius de Moraes), no lp "Canção do Amor Demais", e no qual era acomnpanhada por um violonista com batida diferente, chamado João Gilberto (do Prado Pereira de Oliveira), então, com 27 anos.

Zé Maria, afinal uma luz cultural

A vitória do vereador José Maria Corrêa como candidato a vice-prefeito na chapa do deputado Maurício Fruet, tem um aspecto que merece registro de algumas linhas. Além de ser entre todos os políticos peemedebistas que brigaram com unhas e dentes pela indicação, o que procurou ter melhores relações com a imprensa é, dentro da mediocridade política municipal, um dos raros homens que sempre manifestou maior interesse por atividades culturais.

Duelo (verbal) no palco

Se o júri do troféu Gralha Azul já tivesse sido designado e houvesse tido a oportunidade de assistir o inesperado e surpreendente "happening" que aconteceu na fria tarde de quarta-feira, 27 de julho, no grande auditório Bento Munhoz da Rocha Neto, por certo premiaria seus intérpretes na cetegoria da espontaneidade/sinceridade. Se houvesse uma câmara de vídeo para registrar o que ali aconteceu, teria-se um precioso - e hilariante - documento sobre como andam as relações entre a classe teatral em Curitiba.

Ensinar culinária cumpre decreto?

Uma questão que tem sido levada a discussão junto ao Concine é bastante prosaica: culinária também cumpre a lei de reserva nacional?

Vídeonotas

A concorrência entre as distribuidoras cresceu tanto que as mais organizadas começam a criar promoções especiais e dar mais atenção a relações públicas e marketing. Por exemplo a CIC Vídeo está estimulando as locadoras a reservarem os melhores espaços para fixação de posters, fotos e outros materiais dos filmes desta multinacional para, mensalmente, premiar as que apresentarem melhor rendimento. O prêmio: dois vídeos selados, que valem ao redor de Cz$ 25/ Cz$ 30 mil. xxx

As estréias sem maiores atrações

A principal estréia é "Rambo III", de Peter MacDonald - novamente com Sylvester Stallone (São João, 5 sessões). Ação, explosões, o super-Rambo cada vez mais mitificado como herói indestrutível, numa produção requintada, mas que é destinada ao público alvo, específico - que deve lotar as salas de exibição nas quais estiver em projeção - mas que é totalmente dispensável para quem exige um pouco mais de qualidade.

No campo de batalha

Até para a Turquia os tecnocratas do Estado conseguem viagens: o engenheiro civil Enéas Souza Machado, da Surehma, participou em Ankara de um curso de tecnologia de transporte de sedimentos. xxx Já o Sr. Ronaldo Lopes Gracia, coordenador de Relações do Trabalho, esteve na bela cidade de Genebra, Suíça, assistindo a 75ª Conferência Internacional do Trabalho. xxx

Rambo, super-herói! (até quando?)

Conduzida ao máximo de exagero, com Rambo entrando na categoria de indestrutível super-herói, capaz de resistir a saraivada de balas e explosões de granadas, a terceira parte da série do personagem que está fazendo de Sylvester Stallone um ator cada vez mais rico, é o que se esperava: total perda de tempo para quem exige o mínimo de cinema.

A ópera portátil

Desde os tempos pioneiros dos pesadões discos 78 rpm, a ópera gravada já tinha seu espaço para chegar aos ouvidos dos cultores do gênero em todo mundo. Como a duração de cada lado não durava mais do que 5 minutos, era preciso muitos volumes para conter uma ópera - e paciência dos que manuseavam com o frágil material. A partir dos anos 50, com o advento do long-play, as óperas ganharam maior autonomia - e começaram a sair caixas em papelão, 3 a 5 discos, acompanhados de livretos, para alegria dos colecionadores.

Curitiba e os seus "operários" sonoros

Mesmo que oficialmente ninguém lembre-se de homenagear a memória de Humberto Lavalle - falecido em setembro do ano passado, aos 79 anos - o radialista, publicitário e animador cultural não será esquecido. Isto porque, ao menos dois grupos de curitibanos que cultivaram a mesma paixão de Lavalle pela ópera, ouvindo as suas árias favoritas - ou assistindo em vídeo-cassete as óperas que tanto apreciava - estarão reunidos para rememorar o grande amigo que se foi.

O canto das mulheres

Para não dizer que o canto é só das mulheres, tivemos este ano três excelentes álbuns com o título de "The Singers", reunindo as mais belas vozes masculinas e femininas do jazz. Em dois volumes da CBS - englobando os canários mais representativos dos anos 40 e 50 - enquanto que na Atlantic Serie (WEA), o produtor John Snyder reuniu vozes como Joe Turner, Ray Charles, Ruth Brown, Aretha Franklin, Carmen McRae, Earl Coleman, Esther Philips e até o nosso João Gilberto, em registro de 19/10/62, com "Desafinado" (Tom Newton Mendonça) que tanto entusiasmou os americanos.

Geléia Geral

Vale a pena insistir em fórmulas que funcionaram numa época , mas que são impossíveis de serem renovadas?

Para conhecer o cinema germânico

A professora Heidrun Bruckner, que há 3 anos dirige o Instituto Cultural Brasileiro Germânico/ Goethe Institut, normalmente delicada em seus contatos, terá que usar um pouco mais de energia se não quiser que fracasse a maior promoção de divulgação do cinema alemão já organizada pelo Instituto que a mantém no Brasil.

Os ouvintes e os votos de Luís Carlos Martins

Foi uma semana decisiva para Luís Carlos Martins, em termos profissionais: desde a última segunda-feira, seu programa matinal mudou de prefixo - da Colombo para a Atalaia - e passou a entrar no ar às 9 horas da manhã, duas horas após o horário tradicional que mantinha há 10 anos, desde quando começou, em 30 de maio de 1978, na Rádio Clube Paranaense.

Um documentarista desconhecido

Infelizmente, na próxima semana, outra promoção do Goethe já foi comprometida na asfixiante Cinemateca, o que significa desconforto aos eventuais interessados. Trata-se de uma retrospectivca que praticamente revela no Brasil o cinema de um realizador de 62 anos, mais ligado ao teatro e a televiisão: Eberhard Fechner. Alemão de Liengnitz, Silésia, juventude em Berlim, participou da UFA (1944/45) e após a guerra começou a fazer teatro, inicialmente em Berlim Oriental e, mais tarde, em Hannover, Hamburgo, Milão, Constanza e Bremen.
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br