Login do usuário

Aramis

Artigos por data (1988 - Dezembro)

Os 60 anos da rádio e música do jovem Paulo

Rio de Janeiro - Paulo Tapajós é uma das personalidades mais estimadas da vida musical e cultural no Rio de Janeiro. Por mais de 40 anos atuou na - Rádio Nacional, nas mais diferentes funções. Voz privilegiadíssima, é o último modinheiro do Brasil e como produtor de programas do Projeto Minerva distribui seus amplos conhecimentos sobre a nossa MPB em audições que chegam a todo o país.

Um belo filme inglês e visões da África do Sul

Rio de Janeiro - Nos grandes festivais internacionais de cinema - Cannes, Veneza, Berlim e Moscou, na categoria A, como o FestRio, as mostras paralelas, com filmes não competitivos, trazem sempre obras tão - ou mais - atraentes do que os que estão em competição. Dentro desta abertura, Ney Sroulevich, desde a primeira edição do FestRio, há 5 anos, preocupou-se em que as mostras paralelas fossem as mais abrangentes.

Um musical de Demy com o grande Yves Montand

Rio de Janeiro - Jacques Demy é identificado no cinema francês como uma espécie de Vicente Minelli do musical. Até o grande público lembra de "Os Guarda-Chuvas do Amor" (Les Parapluies de Cherboug), realizado há 25 anos, com um dos mais belos momentos do cinema - no qual as canções substituíram totalmente os diálogos, numa história plena de beleza.

Os filmes de Babenco e Andrei, com retrospectiva brasileira

Inesperadamente, um dos 10 melhores filmes do do ano estreou na cidade: "Ironweed", de Hector Babenco - até agora só lançado em São Paulo e que há exatamente uma semana, teve uma mostra hors-concours, no cine Art Copacabana, durante o V Fest Rio.

Os filmes do FestRio que chegarão as telas

Rio de Janeiro - Embora encerrado oficialmente no sábado 26, com uma bela festa na qual - ao contrário do que havia acontecido no ano passado - tudo deu certo e, apesar de já ter ocorrido a apresentação da Sinfônica Brasileira e queima de fogos de artifícios, no alto do Forte de Copacabana, o FestRio não terminou ainda.

"Minha Vida de Cachorro", filme ternura da Suécia

Preparem seus corações!

A festa da raça negra no canto de Martinho

A espera compensou: contratado em fevereiro deste ano pela CBS - após quase 20 anos na RCA (hoje BMG/Barclay), Martinho da Vila, sempre com a ajuda de seu grande amigo e produtor, Rildo Hora, estreou com o pé direito na nova etiqueta: "Festa da Raça" o traz em sua mostra de coerência artística e mesmo ideológica.

Noite das estrelas da Rádio Nacional

Os 60 anos de vida profissional de Paulo Tapajós e os 77 de idade de Mário Lago - duas comemorações que, na semana que se encerra, foram encontros emocionantes, sinceros e sobretudo musicais de duas personalidades maiores da vida artística-cultural brasileira.

Nosso teatro em ritmo de musical

Produzido pela IBM, inicialmente para a apresentação na convenção da multinacional em Belo Horizonte, "Momentos do Teatro Brasileiro" resultou num espetáculo tão bonito que seria injusto limitar só aos executivos da empresa a sua visão. Assim teve apresentações especiais no dia 27 em São Paulo e na segunda e terça-feira, no Hotel Nacional - à tarde para funcionários da empresa e à noite para o público.

Shorty Rogers e o estilo West Coast

Depois de editar três extraordinários álbuns de jazz - com Sonny Rollins (o histórico "The Bridge", de 1962), Paul Desmond (1924-1977) e uma aventura mexicana jazzística de Charlie Mingus (1922-1979), a BMG/Barclay (ex-RCA), fez novo e precioso lançamento, como aqueles, com produção nacional, textos de apresentação e supervisão do curitibano Roberto Muggiati, editor da revista Manchete e um dos maiores especialistas em jazz no Brasil.

O jazz moderno de Branford Marsalis

Embora tenham sido reduzidos nos últimos 90 dias, ainda há sempre opções jazzísticas. Dois dos mais interessantes lançamentos se constituem em opções ideais de presente para amigos de bom gosto e que sabem admirar o que há de melhor no jazz: o mais recente álbum do pistonista Branford Marsalis - irmão mais velho do incrível Wynton Marsalis (a maior revelação tanto no piston jazzístico como no erudito nesta década), "Random Abstract" (CBS) e "Short Stops", álbum duplo com outro notável instrumentista, Shorty Rogers - mas este a frente de uma grande orquestra.

Carlinhos, presença amiga de boa música

Carlinhos Vergueiro é uma das pessoas mais estimadas dentro da música brasileira. Prova disto é a força que os melhores compositores sempre deram na carreira deste paulista, 36 anos, 15 de carreira musical e por seu talento, simpatia e, sobretudo, aquela capacidade de fazer amigos, conquistou uma platéia significativa em Curitiba - aqui retornando no próximo dia 17 (Teatro do Paiol e bar Habbeas Corpus).

O samba de João e o violão de Baden

No sábado, em sua única apresentação em Curitiba dentro do Projeto Brasileirinho (Teatro da Esquina/SESC), o sambista João Nogueira teve uma alegria especial: na lotada platéia, seus amigos Baden Powell e a esposa Silvia. Antes de ir para o "505", encerrar a temporada que ali fez, o nosso maior violonista fez questão de prestigiar o show do amigo - que na noite anterior estava entre os mais entusiásticos espectadores no clube noturno das Mercês.

A praça Lindolfo Gaya

A homenagem que deveria ter sido feita pela prefeitura acabou acontecendo graças a iniciativa do Sir-Laboratório de Som & Imagem: uma praça interna das amplas instalações do maior estúdio de som do Sul ganhou o nome de Lindolfo Gaya, em homenagem ao maestro, arranjador e pianista, falecido em Curitiba em 14 de setembro do ano passado, aos 66 anos.

Caminhos e definições da crítica de cinema

Sem querer, o cineasta paranaense Sérgio Bianchi foi o único realizador brasileiro que acabou se beneficiando diretamente do Seminário "A Crítica Do Cinema em Questão", realizada entre os dias 28 e 30 de novembro, no auditório da Cinemateca do Museu de Arte Moderna-RJ - como última atividade do V FestRio. É que o simpático Serjão, que se encontrava no Rio para tratar da participação de seu filme "Romance", em novos festivais internacionais, foi procurar no MAM o crítico José Carlos Avellar, coordenador do seminário.

Produtores discutem a pirataria do vídeo+

O papel da crítica cinematográfica não foi o único tema discutido paralelamente no FestRio. No dia 21 de novembro, no auditório do rio Palace Hotel, aconteceram dois outros seminários, organizados por Cláudia Furiatti - que teve no entusiasmo de seus assistentes, Helena Perli e Adolfo Lachtermarcher, uma das razões do êxito que os mesmos obtiveram.

Roberval, café e o mestrado em educação

Dentro de algumas semanas a Organização Internacional do Café, com sede em Londres e que tem o paranaense Alexandre Beltrão como poderoso secretário-executivo há mais de 15 anos, estará lançando um trabalho inédito no campo educacional. Trata-se de um projeto destinado a aproximar crianças de vários países através da leitura de livros sobre o quotidiano da família de cada um, naturalmente entre países produtores (e consumidores) de café - e tendo em torno deste produto sua motivação. xxx

Os premiados do FestRio

Entre a correria do V FestRio (17 a 26 de novembro), durante um almoço reunindo o coordenador da área de televisão e vídeo, Hamilton Costa Pinto; o assessor de imprensa João Luiz Albuquerque e o TV-man Solano Ribeiro, presidente do júri de vídeo neste ano, nasceu a idéia de, na edição de 1989, fazer o setor de vídeo/tv adquirir uma dimensão ainda maior. Grande, já é!

No campo de batalha

Apesar do dólar cruzando a barreira dos Cz$ 1 mil, não faltam oportunidades para os servidores do Estado darem suas circuladas internacionais. Por exemplo, a generosidade germânica e a ajuda do Estado possibilitaram que dois químicos da Surhema fossem passar dois meses em Nuerberg, na Bavária: Antônio Carlos Stiehler e Nora Tahrzadeh-Yazdian encontram-se naquele país participando de um curso de treinamento na área de resíduo de pesticida por cromatografia líquida de alta pressão e cromagrofia gasosa de alta resolução (ufa!).

Imperial, a morte do jovem técnico

A morte do engenheiro Paulo Imperial, 44 anos, na madrugada da última quarta-feira, em São Paulo, entristeceu a comunidade rodoviária do Paraná. Embora capixaba de Cachoeira do Itapemirim, formado em engenharia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, Imperial encontrava-se há muitos anos no Paraná. Funcionário do Departamento Nacional de Estradas de Rodagem, chefiou a residência de Campo Mourão, e, posteriormente, por cinco anos, o serviço de obras do 9º Distrito.
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br