Login do usuário

Aramis

Artigos por data (1989 - Agosto)

As delicadas viagens para o mundo interior

"Em aviões, sempre leve um livro a fim de proteger-se de estranhos. Revistas acabam logo e os jornais de outros lugares sempre lhe lembrarão que ali não é o seu lugar" (Anne Tyler, "O Turista Acidental")

No campo de batalha

Como a inflação não para, as diárias do Estado também passaram a serem reajustadas a cada 30 dias. Assim, desde o dia 21 de julho, os Secretários de Estado, chefes da Casa Civil e Militar e os procuradores gerais do Estado e da Justiça, quando viajam a outros Estados, estão recebendo NCz$ 175,00 (para o interior, as diárias variam de NCz$ 116,00 a NCz$ 79,00). xxx

Mais uma vez, talentos dos "ratões" vence em Cascavel

Repensar meu mundo Por onde ele irá E todos sonhos loucos que eu puder sonhar Ter o som das matas No meu violão E assim descobrir sem medo outra canção. ("América dos Nus", de José Alexandre; primeira classificada no XVII Fercapo, Cascavel, 29/07/89). xxx

Ecos do Fercapo

Graças aos esforços de coordenação de Cláudio Ribeiro, diretor da recém implantada divisão de Música Popular da Secretaria da Cultura, foi possível viabilizar uma reunião na manhã de sábado no auditório do Centro Cultural Gilberto Mayer que, após muitas discussões e esclarecimentos, resultou num documento que merecerá comentários detalhados em nossa edição de amanhã. xxx

Um encontro dos que ainda acreditam em nossa música

Juca (José) Novaes, 31 anos, paulista de Avaré - onde organiza há 7 anos o mais sério festival de música popular do Estado de São Paulo - e cuja importância foi reconhecida pelo prefeito Fernando Pimentel, que o confirmou no cargo de coordenador deste evento, pela primeira vez esteve em Cascavel, de cujo festival há muito tinha notícias.

O som da Cigarra ganhou seu disco

A partir de 1987, o Fercapo passou a reservar uma verba para a gravação e prensagem do disco com as 12 finalistas. Em Maringá, onde acontece um Festival Municipal da Canção, também as classificadas têm saído em elepês - mas que nem sequer circulam fora do município. O mesmo aconteceu em Pato Branco, cujo festival de música popular, edição 1987, teve uma edição em álbum duplo, com as 30 músicas que participaram. Infelizmente, este disco só foi vendido na região.

Carta de Cascavel pede maior espaço para MPB

Um documento de três laudas, assinado por 40 dos participantes do XVII Fercapo - entre compositores, intérpretes, jornalistas, animadores culturais, etc. - resultou em quase três horas de um salutar debate organizado por Cláudio Ribeiro, diretor da divisão de Música Popular da Secretaria da Cultura - com apoio, naturalmente, do secretário municipal de Cultura, de Cascavel, Luís Ernesto Pereira e a diretoria do Tuiuti E.C.

Mercado cresceu em mais de 100%

Com o crescimento de mais de 100% nas vendas de fitas de vídeo no primeiro semestre-89, provando que o mercado brasileiro é um Eldorado para as distribuidoras (e também locadoras), conforme pesquisa de Reynaldo Damazio, da "Folha de São Paulo", é natural que aumente cada vez mais o número de lançamentos pois só em junho foram seladas 518.084 contra apenas 200 mil em junho-88.

Videonotas

Mais uma distribuidora na praça: Alvorada Vídeo, que começa com lançamentos simultâneos ao cinema, já que como distribuidora em 35mm tem inclusive ainda direitos sobre produções da Gaummont. A apresentação da nova empresa aconteceu na terça-feira, dia 1º, no Woodstock (Rua da Consolação, 3.247, São Paulo). xxx

Na Babilônia hollywoodiana, a colaboração de dois italianos

Mais do que a metalinguagem, o cinema inspirando o cinema tem material amplo para que cinéfilos (ou não) possam aprofundar suas pesquisas. Há livros a respeito e a relação de exemplos seria extensa. "Bom Dia, Babilônia", dos irmãos Taviani é (mais um) exemplo de um filme de amor ao cinema - e que portanto agradará muito mais aos que curtem aquela que já foi chamada de sétima arte, do que o espectador menos (in)formado e acostumado à linguagem da televisão - ou da redução dos filmes para o vídeo.

Griffith, aquele que consolidou o cinema

Para entender até o título de "Bom Dia, Babilônia" é preciso que o espectador saiba algo a respeito de David W. Griffith (1875-1948), considerado o criador da linguagem cinematográfica. Autodidata, realizou a partir de 1908, de cinqüenta a cem filmes anuais para a sua produtora Biograph. Deu aos argumentos um apelo internacional, criando os elementos esparsos que constituem a base da narrativa cinematográfica. Foi o primeiro a utilizar dramaticamente o "close", a montagem paralela, o suspense, os movimentos de câmara.

No campo de batalha

Joana Rolim, presidente da Federação Independente do Teatro Amador do Paraná, esforçando-se para conseguir projetar a VII Mostra de Teatro Amador (mini-auditório Glauco Flores de Sá Brito) com 12 espetáculos encenados por grupos de várias cidades. A maioria são textos dos próprios diretores, mostrando que há uma tentativa de formar uma dramaturgia própria. Afinal, não custa tentar... xxx A propósito: alguém tem uma boa sugestão de texto nacional, atual, criativo e, principalmente, que possa resultar num bom espetáculo, para ser montado pelo Teatro de Comédia do Paraná? xxx

Cinco estréias trazem boas opções ao público

Uma semana com cinco estréias - entre as quais uma das mais aguardadas ("Bom Dia, Babilônia", dos irmãos Taviani, Cine Groff) é sempre estimulante. Outros filmes interessantes continuam em cartaz, embora o público, mais uma vez, não tenha correspondido nas expectativas do excelente "O Turista Acidental", de Leonard Kasdan, substituído por um thrilling interessante, mas que chega tão obscurecido que também pode fracassar: "Morto ao Chegar" (D.O.A.), da dupla Rocky Morton e Annabel Jenkel (Astor).

Novela do SBT dará lucro aos atores

"Cortina de Vidro", primeira novela produzida para o SBT, tem um aspecto inédito: o elenco terá participação nos lucros de exibição em outros países. No elenco estão Nívea Maria, no papel de Glória; Adriano Reis, como William; Gianfrancesco Guarnieri, Artur; Jayme Periard, Marcelo; Norma Blum, Clarice; Sérgio Mamberte, Cristóvão; Alice de Carlis, Taís; Odilon Wagner, Ulisses Filho; George Otto, Nicolau; Marize Vieira, Janete; Luiz Guilherme, Miguel; Cláudio Curi, Juan; Renato Borghi, Vitor; Liza Vieira, Cláudia; Raimundo de Souza, Dantas; Carla Fabiane, Romilda e Kate Hansen é Cíntia.

"Marina", a musical mensagem da beleza

A televisão está auxiliando a revalorização de excelentes músicas que uma nova geração desconhecia. Depois do pioneirismo da cadeia C&A em usar, com inteligência, um clássico da canção francesa "Je ne Quite Pass"(Jacques Brel) e "California Dreams" (John Philips / Michele Gillian) - esta numa gravação com Rosa Maria, que, felizmente, veio lhe dar uma oportunidade promocional que em quase duas décadas de estrada não havia conseguido, é o Boticário quem faz uma associação das mais felizes entre música e imagens numa mensagem publicitária. xxx

No campo de batalha

Atenção fãs de Orson Welles: no Ritz, em complemento a "Mulheres à Beira de um Ataque de Nervos", está em exibição um excelente curta do catarinense Rogério Sganzerla: "A Linguagem de Welles". Realizado com sobras do material que havia reunido para "Nem Tudo é Verdade", o documentário sobre a passagem do realizador de "Cidadão Kane" pelo Brasil tem imagens antológicas. xxx A Secretaria Municipal de Turismo será anexada à Secretaria Municipal de Cultura, como uma simples divisão. Ainda não foi escolhida a senhora que irá chefiar este setor. xxx

Ana Lúcia Procopiak ama a terra

A vida, com suas impenetráveis manifestações, e o vigor da terra dominam o ambiente na arte de Ana Lúcia Procopiak. Não é por acaso que aparecem nos trabalhos da jovem curitibana as cores vermelhas, os verdes e os marrons-terra. Nessa gama cromática está representado o apelo da artista à terra. A força telúrica empolga os sentimentos de Ana Lúcia. E através de formas que lembram cordas, ela parece homenagear a vida que nasce da terra. As cordas são como raízes que explodem em silêncio divino dentro da terra.

Bosco, mineiro universal, com seu canto sem limites

Dentro do aprimoramento na pesquisa, interpretação e jornalismo musical, alguns criadores (compositores, instrumentistas, intérpretes) estão a merecer, cada vez mais, estudos de profundidade.

Geléia Geral - Orbison, Mind e Donna, o elenco internacional

Reunir fonogramas de sucessos num álbum destinado ao público que não pode adquirir os lançamentos individualmente é uma forma segura de bom faturamento. A Sigla/Som Livre, que usa e abusa desta forma, que o diga!

Nossa Dama premiada no VI Festival de Bogotá

Apesar das notícias na imprensa brasileira, as premiações que "A Dama do Cine Shangai", de Guilherme de Almeida Prado, obteve há duas semanas no VI Festival de Cine de Bogotá - melhor filme, música (Hermelino Nader), fotografia (José Roberto Eliezer) e direção de arte (Chico Andrade) não passaram à dimensão desta mostra competitiva.
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br