Login do usuário

Aramis

Artigos por data (1989 - Setembro)

Haja dinheiro para assistir a tantas atrações no Guaíra

Senhores e senhoras que acompanham a programação artística do Guaíra preparai vossos orçamentos! A partir de terça-feira, haverá necessidade de uma verba extra para bancar os ingressos de quatro atrações que chegam a Curitiba, com ingressos que variam de NCz$ 20,00 a NCz$ 70,00, sem contar que restam pouquíssimos bilhetes (entre NCz$ 240,00 e NCz$ 150,00) para a temporada do Bolshoi, em novembro.

Uma peça que vale o "Preço" do ingresso

Para quem gosta de Teatro com "T" maiúsculo e quer, realmente, aplicar bem o custo de um ingresso, a melhor opção é assistir, a partir de terça-feira, "O Preço", de Arthur Miller. Afinal, esta produção que comemorou no ano passado seus 20 anos de estréia nos palcos nova-iorquinos (e poucos meses depois, no Brasil, com o mesmo Paulo Gracindo a frente do elenco), é o exemplo maior do que se espera de uma peça magnífica.

Verinha banca Marisa e garante vinda do show

O Paraná tem hoje uma produtora artística de cacife nacional. Aos 39 anos, 19 de profissão - a serem comemorados no próximo dia 22, Verinha Walflor alcança uma posição de credibilidade e respeito num movediço mercado que a faz transpor, há muito, as fronteiras regionais, ao ser convidada para coordenar temporadas nacionais com espetáculos de primeiro nível. Nesta semana, em menos de 72 horas, Verinha teve coragem e prestígio para evitar que a imagem de Marisa Monte ficasse desgastada com a suspensão de seu espetáculo.

Velho Gringo e o Mar Azul são as melhores estréias

Nuevo Lemoni, gerente do Cinema I, às 20h20 de segunda-feira, 28, não teve outra solução: mandou fechar a sala e dispensou os funcionários. No borderaux, nas linhas destinadas ao número de espectadores, um traço absoluto. Nenhum espectador nas quatro sessões.

007, o herói da eterna sofisticação

O tempo passa e James Bond resiste. O super herói do serviço secreto britânico já seria um provecto sexagenário cidadão, devidamente aposentado, se o produtor Albert R. Broccoli não tivesse, em 1962, tido a idéia que o fez um bilionário do cinema: transformar o personagem das novelas de Ian Fleming num herói que, mesmo sem ter o retrato de Dorian Gray escondido no sótão, mantém a síndrome de uma eterna juventude. Como é possível conservar tanta agilidade, charme e rapidez, 27 anos após a estréia em "O Satânico Dr. No"?

Em sua autobiografia, Autran chegou aos tempos de ginásio

Embora ocupado com a produção de "A Vida de Galileu Galilei" - que o manteve em Curitiba nos últimos quatro meses - e, sempre gentil e solícito, tenha também comparecido a uma série de reuniões sociais oferecidas por amigos e admiradores da cidade, Paulo Autran tentou, nas horas que lhe sobraram, na tranqüilidade do Hotel Mabu, levar adiante um projeto que há tempos lhe vem desafiando: escrever suas memórias.

No campo de batalha

Uma agradável surpresa no elenco de "A Vida de Galileu Galilei", que tem suas últimas apresentações neste fim de semana (Auditório Salvador de Ferrante): Íris Daguia como Dona Sarti, a dedicada governanta do astrônomo. Secretária da Superintendência da Fundação Teatro Guaíra a partir de 1965, Íris começou a fazer teatro sem ter freqüentado qualquer curso, participou de algumas montagens da TCP levadas ao Interior e, depois, também em Curitiba. Nos últimos anos estava afastada dos palcos, trabalhando como burocrata da antiga Paranatur e, nesta sua volta a cena, está ótima.

A música mundial para a "Paixão" de Gabriel

Coincidindo com a chegada de "A Última Tentação de Cristo" nas locadoras (lançamento CIC Vídeo, agosto/89, dois volumes), temos a igualmente aguardada trilha sonora criada por Peter Gabriel, ex-Genesis, para o polêmico filme de Martin Scorcese - que, um ano após ser recebido com a maior hostilidade por hordas de radicais e fanáticos religiosos, hoje não assusta ninguém.

Aviões de Glass e a harpa de Andreas

Um ilustre desconhecido por parte do público brasileiro até o início desta década, Philip Glass tornaria a chamada música minimalista, se não de consumo popular (o que, obviamente, seria um exagero afirmar), mas ao menos atingindo uma faixa ampla que estimulou sua conexão pessoal com o Brasil, via especialmente a ligação com seu amigo (e hoje parceiro de projetos culturais) Gerald Thomas, que desaguaria, inclusive, na ópera "Mattogrosso", estreada em julho último, dentro do vanguardista Projeto Tucano Artes, organizado pela Dueto e patrocinado pela Mesbla - restrito apenas ao Rio de Janeiro.

Embalos dançantes, do funk e nostalgia

Disck-Jockey, animador de bailes e produtor de discos de sucessos dançantes, Cidinho Cambalhota foi mais uma vítima da violência carioca, assassinado num subúrbio do Rio de Janeiro há alguns meses. O seu último trabalho para a Polygram, destinado a um público específico, está saindo agora - "Funk Brasil - D. J. Marlboro apresenta...", no qual reuniu o som das equipes que entusiasmam os 700 bailes que, com uma média de 2 mil jovens em cada, atingem uma faixa imensa.

34 anos depois, "Brasil Diferente" polimizará?

Quando saiu a primeiro edição de "Um Brasil Diferente" (Editora Anhembi, São Paulo, 1955, 506 páginas), houve polêmicas em torno das idéias que o seu autor, Wilson Martins, expunha. Vivíamos no governo Bento Munhoz da Rocha Neto (1950-1955) - a quem o autor dedicou a obra - e o Paraná estava na sua grande fase de transição político-social-econômica.

Imagens coloridas de um Paraná para estrangeiros

"Ser paranaense é, até certo ponto, um acidente: ser PARANISTA é uma glória". (Romário Martins, 1874-1948).

Um encontro especial de Norton e Piazzolla

Se Miriam ou Peter Dauelsberg, diretores da Dell'Art, vieram acompanhando o grupo de Astor Piazzolla (hoje, 21 horas, única apresentação no Auditório Bento Munhoz da Rocha Neto), a aproximação será mais fácil, pois afinal, o casal é amigo de Norton Morozowicz há muitos anos. Caso os Dauelsberg não tenham vindo, caberá a Norton vencer a sua timidez (embora de tímido ele não tenha nada) e, no camarim do Teatro Guaíra, procurar ao mais famoso músico argentino.

Viajantes, viajeiros...

De uma única vez, o governador Álvaro Dias, autorizou que seis funcionários do Estado, com nível superior, viajem e permaneçam no Exterior para fazerem cursos. Ana Luiza Machado Rocha, professora, foi para Nottingham, Inglaterra, assistir ao curso "Métodos Práticos na Sala de Aula e Produção de Materiais para o Ensino de Inglês", promovido pelo Conselho Britânico. xxx Wellington Coelho de Castilho, também professor, permanecerá até agosto de 1991 em Lisboa, Portugal, fazendo doutorado em Educação Física no Instituto Superior de Educação Física de Portugal. xxx

No campo de batalha

Apesar das conquistas salariais - que faz a categoria ter hoje salários atraentes, comparados ao que acontece em outros estados - os professores da rede pública do Paraná parece que estão encontrando melhores funções. Por exemplo, na edição de 29 de agosto último, o secretario Mário Pereira, da Administração, divulgou relação de 35 professores que responderão inquérito-administrativo devido ao abandono de suas funções. xxx

A hora de conferir, ao vivo, a mega star Marisa

Há alguns meses, Marisa Monte foi numa das (poucas) lojas do Rio de Janeiro que trabalham com as reedições que Leon Barg vem fazendo há um ano e, de uma só vez, adquiriu os 25 álbuns que até então haviam sido relançados na série "Revivendo". Marisa não pestanejou: comprou todos os discos com vozes de artistas dos anos 30/50 que, amorosamente, estão reaparecendo nas produções de Barg.

No rodar da manivela

O jornalista Vilmar Klien, coordenador do I Festival de Cinema Cidade de Curitiba, já se considera satisfeito pelos cinco filmes de longa-metragem inscritos para a competição que acontecerá entre os dias 25 e 30 de setembro: "Ori", de Raquel Gerber e "Lua Cheia", de Alain Fresnot - que foram cortados em Gramado; "1º de Abril, Brasil", de Maria Letícia (prêmios de atriz - Rosamaria Murtinho e montagem em Gramado, mas recebido com pesadas críticas); "Rio-Leningrado", documentário de Carlos Prestes, e "Sonhos de Menina-moça", de Teresa Trautman - que concorreu em Gramado (há dois anos)

No campo de batalha

Na ciranda de cargos municipais, o prefeito Jaime Lerner nomeou o engenheiro Alcino Maragon para secretário adjunto da Secretaria de Conservação do Sistema Viário. O titular da pasta é Raimundo Marussig e se depender de entendimento a pasta deve funcionar como um cronômetro suíço: além de serem colegas de turma, ambos já ocuparam funções idênticas na área de obras e rodoviarismo do Município e possuem o mesmo método de trabalho. xxx

Ary oferece rara Carmen para que Leon a reviva

A passagem do jornalista e pesquisador Ary Vasconcelos por Curitiba, na semana passada, convidado para conferencista da III Mostra do Choro (Sesc do Portão, 29 de agosto a 1º de setembro), não ficou apenas em suas didáticas explanações sobre as origens e os caminhos desta forma musical.

Um sarau dos bons tempos (com o Época de Ouro)

Foram quase duas horas de emoção, daqueles momentos que não têm replay e, infelizmente, nem registros em discos ou vídeo. Num modesto restaurante inaugurado há poucas semanas no Bairro da Água Verde ("Recanto Paulista", Rua Petit Carneiro, 760), na madrugada de sexta-feira, 1º de setembro, aconteceu um sarau com o último dos grandes grupos de choros do Brasil: "Época de Ouro".
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br