Login do usuário

Aramis

Artigos por data (1992 - Janeiro)

Da história de Filomena ao erotismo poético de Gladys

Uma das mulheres mais inteligentes de sua geração, a lapeana Filomena Gebran, hoje doutora em história da América Latina na Universidade Federal do Rio de Janeiro - de cujo departamento foi uma das mais brilhantes diretoras - está preparando, a convite do editor Fernando Gasparin, da Paz & Terra, um livro com textos de vários autores ligados aos 50 anos da descoberta da América.

No campo de batalha

Nativista apaixonado, estudioso da cultura regional e vendo a necessidade do Sul ter maior valorização junto a Federação, o advogado Joaquim Tramujas Neto, 43 anos - comemorados festivamente no último dia 27, uniu-se ao empresário Waldomiro Trombini para a confecção de três mil "T-shirts" com a inscrição "O Sul é Meu País", em cores verdes, que estão sendo procuradíssimas por adeptos de formações de uma nova região administrativa no País.

Estréiam hoje dois dos melhores filmes de 1991

1992 não poderia começar melhor em termos cinematográficos. Hoje, terceiro dia do ano, estréiam dois dos dez melhores filmes indicados no referendum em que participaram 28 críticos e cinéfilos de 8 capitais e que, pela 26ª vez, ininterruptamente, O Estado do Paraná publicará domingo. "Não Amarás", do polonês Krzystof Kieslowski e "Os Imorais", do inglês Stephen Frears - que embora estivessem inéditos em Curitiba obtiveram pontuação para integrar a lista dos 10 melhores, estréiam agora nos Cine Groff e Bristol, respectivamente.

Estréiam hoje dois dos melhores filmes de 1991

1992 não poderia começar melhor em termos cinematográficos. Hoje, terceiro dia do ano, estréiam dois dos dez melhores filmes indicados no referendum em que participaram 28 críticos e cinéfilos de 8 capitais e que, pela 26ª vez, ininterruptamente, O Estado do Paraná publicará domingo. "Não Amarás", do polonês Krzystof Kieslowski e "Os Imorais", do inglês Stephen Frears - que embora estivessem inéditos em Curitiba obtiveram pontuação para integrar a lista dos 10 melhores, estréiam agora nos Cine Groff e Bristol, respectivamente.

Um vídeo sobre pinturas pré-históricas em Piraí

Quantas pessoas conhecem as pinturas rupestres, feitas em pedras em algumas regiões do Paraná, por homens da pré-história há mais de 2 ou 3 anos?

Um vídeo sobre pinturas pré-históricas em Piraí

Quantas pessoas conhecem as pinturas rupestres, feitas em pedras em algumas regiões do Paraná, por homens da pré-história há mais de 2 ou 3 anos?

Um projeto para que se possa ver o Paranpa AC

Com seu fato jornalístico em que se soma a sensibilidade de homens de imagens - fotógrafo, cineasta e profissional da televisão - com uma sempre imensa preocupação cultural, Valêncio Xavier, 55 anos, ao idealizar o projeto Americanicidad - iniciado em outubro do ano passado e que se estenderá pelos próximos 10 meses, identificado as comemorações dos 500 anos da chegada de Colombo à América - lembrou-se de que há anos o professor Blasi e alguns poucos outros idealistas vêm pesquisando as pinturas rupestres em algumas regiões do Paraná - especialmente no município de Piraí do Sul.

Um projeto para que se possa ver o Paranpa AC

Com seu fato jornalístico em que se soma a sensibilidade de homens de imagens - fotógrafo, cineasta e profissional da televisão - com uma sempre imensa preocupação cultural, Valêncio Xavier, 55 anos, ao idealizar o projeto Americanicidad - iniciado em outubro do ano passado e que se estenderá pelos próximos 10 meses, identificado as comemorações dos 500 anos da chegada de Colombo à América - lembrou-se de que há anos o professor Blasi e alguns poucos outros idealistas vêm pesquisando as pinturas rupestres em algumas regiões do Paraná - especialmente no município de Piraí do Sul.

Os caçadores das imagens históricas que se perdem

Nos dias 28 e 29 de dezembro, enfrentando um calor que chegou acima dos 40º, buscando trilhas pelo interior de Piraí do Sul, em quatro grandes fazendas - e tendo que percorrer a pé vários quilômetros de região íngreme, sem qualquer possibilidade de acesso por veículos, um grupo de sete pessoas - os arqueólogos Blasi e Miguel, os arquitetos José La Pastina ("Paper") e Bráulio Carolo, os cineastas Valêncio Xavier e Ozualdo Candeias, e o assistente Fernando Burges, e o garoto Bráulio Filho, fizeram uma verdadeira caçada às imagens do Paraná de dois milênios passados.

Os caçadores das imagens históricas que se perdem

Nos dias 28 e 29 de dezembro, enfrentando um calor que chegou acima dos 40º, buscando trilhas pelo interior de Piraí do Sul, em quatro grandes fazendas - e tendo que percorrer a pé vários quilômetros de região íngreme, sem qualquer possibilidade de acesso por veículos, um grupo de sete pessoas - os arqueólogos Blasi e Miguel, os arquitetos José La Pastina ("Paper") e Bráulio Carolo, os cineastas Valêncio Xavier e Ozualdo Candeias, e o assistente Fernando Burges, e o garoto Bráulio Filho, fizeram uma verdadeira caçada às imagens do Paraná de dois milênios passados.

Os 10 filmes favoritos do público

1. Ghost - Do Outro Lado da Vida (Ghost), EUA, 90, de Jerry Zucker. Comédia paranormal. Exibido no cine Lido I (43 semanas), Lido II (1) foi visto por 235.252 espectadores. 2. Esqueceram de Mim (Home Alone), EUA, 90, de Chris Columbus. Comédia familiar. Exibido no cine Astor (9 semanas), Itália (13) foi visto por 116.834 espectadores. 3. Dança com Lobos (Dance With Wolves), EUA, 90, de Kevin Costner. Aventura. Exibido no Cine Astor (8 semanas), Cinema I (6), Itália (8) foi visto por 101.320 espectadores.

Os 10 melhores filmes segundo a Associação dos Críticos do Rio de Janeiro

1. Paisagem na Neblina; 2. Os Imorais; 3. Loucuras de uma Primavera; 4. O Céu que nos Protege; 5. Contos da Primavera (Conte du Printemps), França, 90, de Eric Rohmer (*); 6. Nouvelle Vague; 7. Não Amarás; 8. Noites com Sol, Itália, 90 de Paolo e Vitório Taviani (*); 9. Simplesmente Alice; 10.

Música Popular - No mercado em crise, só o CD é que teve sucesso

Os números não mentem: de 1989 a 1991 as vendas globais diminuíram 44% e com exceção dos CDs (cujas vendas praticamente duplicaram em 1991, chegando a 7 milhões de unidades) a crise atingiu pesado a indústria fonográfica. Ou seja, mesmo com a ascensão do CD - num custo mínimo de Cr$ 15 mil para cima - as lojas retraíram suas compras as gravadoras enxugaram despesas, demitindo funcionários e cortando ao máximo seus elencos. Hoje, só grava no Brasil quem oferece retorno garantido - o que, obviamente, fica longe da qualidade.

OS 10 MELHORES DISCOS DE MPB - 1991 (produções de gravadoras)

1- Todo Sentimento -Elizeth Cardoso/Rafael Rabello (Columbia/Sony Music); 2- João - João Gilberto (Philips/Polygram); 3- Olhos Negros - Johnny Alf e convidados (BMG); 4- Zona de Fronteira - João Bosco (Columbia/Sony Music); 5- Circuladô - Caetano Veloso (Philips/Polygram); 6- O Planeta Blue na Estrada do Sol, - Milton Nascimento (show acústico gravado ao vivo) - (Columbia/Sony); 7- Vai Meu Samba Vai - Martinho da Vila (Columbia/Sony); 8- Canções - Pericles Cavalcanti (Philips/Polygram); 9- Fronteiras Abertas - Luiz Carlos Borges/Antônio Tarrago Ros (RGE);

DESTAQUES

Compositor: Antônio Carlos Jobim (*) Revelação de compositor: Péricles Cavalcanti Cantor: Emílio Santiago (Lp "Brasileiríssimas - volume 4", Sigla/Som Livre) Revelação de cantor: Edson Cordeiro (**) e Orlando Morais Cantora: Elizeth Cardoso (***) Revelação de cantora: Vangi Leonel (lp "Vangi", Sony Music) Arranjador: Chiquinho de Moraes Revelação de arranjador: Guga Stroetter (lp "Canções") Capa: Elifas Andreato ("Vai meu Samba, vai" e "Carrancas") Produtores: Hermínio Bello de Carvalho e João Carlos Botezelli

MELHORES LANÇAMENTOS INTERNACIONAIS (miscelânia) (*)

1. Astoria: Portrait of the Artist - Tony Bennet (CBS): 2. Spirituals in Concert - Kathleen Battle/Jessye Norman - James Levine (Deutsche Grammophon/Polygram). 3. Blue Light - Harry Connick, Jr. (Columbia/Sony Music); 4. Wien Modern - peças de Ligeti, Nono, Boulez, Rihm - interpretadas pela Wiener Jeunesse-Chor, Wiene Phillarmoniker e Cláudio Abbado.

OS 10 MELHORES LANÇAMENTOS DE 1991

1. Nino Rotta por Solistas Brasileiros - Zé Nogueira/Guinga/Roberto Correa/Chiquinho do Acordeon/Théo de Barros/Luis Carlos Borges e outros - produção J. C. Botezelli (Pelão)/CICA; (*); 2. Songbook Noel Rosa - com Antônio Carlos Jobim, Caetano, Carlos Lyra, Cassiano, Djavan etc. - produção Almir Chediak (Lumiar Discos); (*); 3. Simples e Absurdo - Guinga/Aldir Blanc - participações especiais de Chico Buarque, Leila Pinheiro, Leny Andrade e outros - produção de Paulinho de Albuquerque (Velas); 4. Feliz - Celso Adolfo - participação especial do grupo Uakti (*);

Trilhas Sonoras

Enquanto nos Estados Unidos o catálogo de trilhas sonoras passou de 100 lançamentos, quase idêntico número com alguns países europeus - entre nós magras 30 sound tracks - apesar da existência de um público fiel.

Música do cinema continuou sem mestres como Mancini e Legrand

1. West Side Story - Leonard Bernstein conducted - Kiri Te Kenewa - José Carreras - Tatiana Troyanos - Kurt Ollman e Marilyn Jorne (Deutsch Grammophon/Polygram). (*); 2. Tune In Tomorrow... - Wynton Marsalis - (Cinecom/Sony Music); 3. O Poderoso Chefão III/The Godfather III - Carmine Coppola (Columbia/Sony Music); 4. Febre na Selva (Tungle Fever) - Steve Wonder (Motown/BMG); 5. Campo de Sonhos - Priscilla Ermel (Estúdio Eldorado) (**); 6. Robin Hood - Prince of Thieves - Michael Kamen (Morgan Creek/Polygram); 7. Ghost - Do Outro Lado da Vida - Maurice Jarre - Paramount/BMG;

Independentes resistem e agora chegam a era do CD

Ironicamente, enquanto algumas multinacionais como a WEA/Warner (aliás, hoje sem qualquer promoção no Paraná, com um catálogo basicamente do pior rock descartável) impõe o mais supérfluo pop internacional, nossos grandes talentos continuam gravando CDs (e mesmo videolaser) nos Estados Unidos, que permanecem inéditos.
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br