Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS Álvaro Borges

Álvaro Borges

A pintura de Álvaro e Wilson segundo Cleto

Cleto de Assis, artista plástico, homem de comunicação, hoje radicado em Brasília, foi muito feliz ao definir os trabalhos de Wilson Andrade e Silva e Álvaro Borges, no catálogo da exposição que estes dois respeitados artistas fazem na Casabranka (até o dia 7 de junho).

Maringá adia FestVídeo para prestigiar a cultura local

O II FestVídeo de Maringá foi adiado para 1992. Um dos mais bem sucedidos eventos ocorridos no ano passado na Cidade Canção, esta promoção que entre os dias 26 a 30 de novembro de 1990 reuniu videomakers de vários estados não acontecerá este ano por uma razão simples e objetiva: falta de patrocínio.

As colagens de Ana Maria

Dedicando-se a uma técnica que até hoje teve pouquíssimos destaques entre nós - e mesmo em termos nacionais é ainda pouco explorada - a curitibana Ana Maria Cômodo foi a revelação há dois anos, quando fez suas primeiras exposições. Após um intermezzo de mais de duas décadas, entre a sua formatura na Escola de Música e Belas Artes do Paraná, Ana Maria retornou com densa criatividade, sabendo extrair de papéis do cotidiano - jornais, revistas, posters, etc. - material para quadros dos mais originais.

No campo de batalha

Com bastante antecedência, Gersinho Bientinez, compositor-intérprete, começa a divulgar o show "Meio Bossa Nova / Meio Rock'n Roll", que fará com Evelin Marques Rauen, psicóloga durante o dia e boêmia musical à noite. Será dia 13, no auditório da Reitoria. xxx

No campo de batalha

O movimento Umbandista cresceu tanto que surge uma entidade com a finalidade de "cadastrar, fiscalizar e moralizar as atividades dos cultos afro-brasileiros e espíritas mistas": o Conselho Sacerdotal dos Cultos Afro-Brasileiros. A instituição se propõe também a criar escolas e estabelecimentos de assistência social. xxx Também a maçonaria cresce: em Borrazópolis, fundada há algumas semanas a Loja Maçônica Discípulos de Abraão. xxx

Wagner e os 50 anos do nosso Foto Clube

Uma justa homenagem: nas comemorações dos 50 anos de fundação do Foto Clube do Paraná, marcados com a XV Bienal de Arte Fotográfica Brasileira/Monocromática (aberta dia 20, Clube Curitibano), o convite teve como tema o estimado Helmuth Wagner. xxx

No campo de batalha

Há 30 anos , Eloy Fay Natal Bonin, funcionário do Tribunal de Contas, em Curitiba, mas residindo em São José dos Pinhais, encorajou-se a fundar um jornal semanário na então prosáica cidade-dormitório. "A Tribuna de São José" resistiu as intempéries, sobrevivendo a perseguições políticas e hoje, aproximando-se dos 60 anos, Eloy tem o reconhecimento de muitos amigos para planos maiores na política - como a prefeitura daquele município.

Lembrando Maurício com ternura de suas poesias

Uma dupla efeméride no último fim de semana: no dia 11, o 51° aniversário de nascimento de Maurício Távora. No dia 12, o segundo ano de sua morte. Um dos mais estimados homens do teatro paranaense, além de publicitário, desenhista, escritor, com passagens pelo jornalismo policial no período mais vibrante da "Última Hora" no Paraná, Maurício Távora foi um intelectual criativo e combativo. Ocupou a superintendência da Fundação Teatro Guaíra, ali desenvolvendo um bom trabalho e só se afastando devido a uma implicância pessoal do então governador Jaime Canet Júnior.

No campo de batalha

A artista plástica Ana Maria Comode, discípula de Suzana Lobo no atelier livre do Museu Guido Viaro, em ótima fase: ganhou menção honrosa no salão de mini-quadros do Clube Sírio-Libanês e teve nada menos que três interessados em adquirirem sua colagem que foi aceita no Salão Paranaense. Ana Maria, formada pela Escola de Música e Belas Artes e que voltou as artes plásticas após um afastamento de 20 anos - período em que se dedicou a educação de sua filha, agora psicóloga, Ana Cristina - tem planos para uma individual no segundo semestre.

Livros e autógrafos

A cidade está em clima de literatura com a III Feira do Livro Cidade de Curitiba, que ontem se instalou na Boca Maldita com suas dezenas de barraquinhas (até dia 12) distribuídas entre 23 editores e livrarias. Só a editora Criar, curitibana, programou nada mais nada menos que dezesseis manhãs e tardes de autógrafos, com lançamentos e relançamentos. Entre os lançamentos, chama a atenção da estréia do jornalista Wilson Bueno em "Bolero's Bar" (leia reportagem na edição deste domingo do "Almanaque") e o relançamento de "7 de amor e violência".
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br