Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS Antônio Carlos Jobim

Antônio Carlos Jobim

Joyce canta Vinícius

Se faltam discos de Carlinhos e João Gilberto para comemorar os 30 anos da Bossa Nova, nem tudo está perdido: no dia 1º de setembro será lançado "Vinícius - negro demais no coração" (SBK Songs), homenagem que uma das maiores amigas do poeta, Joyce, lhe presta agora exatamente um ano após ter feito "Tom Jobim, os anos 60", também editado no Brasil pela SBK (etiqueta que vem ampliando seu catálogo de trilhas sonoras também para o melhor da MPB) e que, em CD já saiu também no Japão.

Coelho, 20 anos da melhor programação

No espaçoso escritório que se espalha em várias salas do 13º andar do edifício Arthur Hauer, na Praça Osório, posters de muito bom gosto recobrem as paredes - intercaladas de fotos ampliadas e mesmo reproduções de alguns de quase 400 projetos desenvolvidos em 20 anos de trabalho.

Texaco patrocina OCB que grava agora Astor e Tom

Antes de embarcar para os Estados Unidos, dentro de dez dias, o maestro Norton Morozowicz deixa gravado o oitavo elepê da Orquestra de Câmara de Blumenau. Desde segunda-feira, 30, seu amigo Frank Justo Teatro Castro Alves, de Blumenau, gravando com a Orquestra de Câmara, num repertório em que Norton, com inteligência e sensibilidade, soube unir dois dos compositores mais importantes da América do Sul: Antônio Carlos Jobim e Astor Piazolla.

Zimbo, a continuidade harmônica aos 24 anos

Os primeiros raios do sol penetravam pelas amplas janelas da acolhedora residência do professor Brasil Pinheiro Machado, no alto da Rua Carlos de Carvalho e, sentados no chão, em almofadas, um grupo de jovens, em silêncio total, ouviam com respeitosa religiosidade os improvisos de Amilton Godoy nos teclados do Essenfelder, enquanto Luiz Chaves fazia seu baixo acústico ter aquelas notas de equilíbrio e a bateria de Rubinho, com suavidade, dava os toques da Bossa Nova.

Norton retornou com programação intensa

Norton Morozowicz não teve tempo sequer para ouvir os preciosos CDs que com gravações importantíssimas trouxe de sua última viagem aos Estados Unidos, em julho. Dois dias depois de desembarcar, já estava em Londrina, regendo a Orquestra de Câmara de Blumenau, que com patrocínio da Texaco, ali fez um concerto tendo o violoncelista Antonio Menezes como solista, ponto alvo do VII Festival de Música.

Tinhorão fala do som e dos negros em Portugal

Há pelo menos 10 anos que o pseudônimo adotado pelo jornalista José Ramos, santista, 60 anos completados no dia 7 de fevereiro, virou uma espécie de sinônimo do radicalismo pela defesa dos valores autenticamente brasileiros e populares. Mesmo sem ter coluna na imprensa há seis anos - deixou o caderno B do "Jornal do Brasil" em fins de 1982, e nunca mais teve chances de voltar a escrever num grande jornal, regularmente - Tinhorão é um dos homens mais conhecidos no que se refere à cultura popular, especialmente a música.

A excursão de Norton

Norton Morozowicz embarcou para os Estados Unidos, onde fará concertos e dará aulas de flauta, inclusive no festival de Tagglewood, um dos mais importantes do mundo. Em Nova York não há nenhum recital marcado mas, em compensação, Norton deverá ter um encontro muito especial : vai visitar Antonio Carlos Jobim e lhe mostrar a primeira cópia da fita com as gravações que a Orquestra de Câmara de Blumenau fez com sete de suas modinhas.

Os 68 escolhidos

São 66 troféus em oito categorias - além de três prêmios especiais - música do ano para "Passarim", de Antônio Carlos Jobim; melhor projeto gráfico para o paranaense Elifas Andreato pelo álbum "Malandro" de Martinho da Vila e uma premiação para Roberto Carlos por sua "contribuição artística".

O melhor Tom da nossa música internacional

Somente das dez músicas mais conhecidas de Antônio Carlos Jobim, existem catalogadas nada menos que 654 gravações diferentes. A campeã absoluta é "Garota de Ipanema", parceria com o poeta Vinícius de Moraes e que a partir de 1963 (quando teve nada menos de 18 diferentes registros) já foi gravada, em dezenas de países, nada menos que 133 vezes, por cantores, instrumentistas-solistas, pequenos e grandes conjuntos e até orquestras (uma delas foi feita em 1969, com o saudoso Lindolfo Gaya regendo uma grande orquestra, coral dirigido por Delfino Filho, para um elepê da histórica Elenco).
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br