Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS Arnaldo Fontana

Arnaldo Fontana

A quinta essência dos anos de ouro de Billie Holiday

Arnaldo Fontana (1945-1982), inesquecível amigo, cinéfilo e grande apaixonado pelo melhor jazz, quando a CBS lançou no Brasil o primeiro elepê de Billie Holiday, comentava conosco: "Rezo para que este disco venda o suficiente que estimule a CBS a editar toda a obra de Lady Day!"

O essencial de Billie

Há quase 20 anos, quando pouquíssimos brasileiros conheciam a voz da maior cantora de jazz de todos os tempos - Billie Holiday, o bom amigo Arnaldo Fontana - tão precocemente falecido - se entusiasmou quando a CBS lançou o primeiro elepê com Lady Day no Brasil. Extasiado, nos dizia Arnaldo: "Tomara que este disco venda bastante para que tenhamos outros em seguida!".

As grandes vozes, de Billie a Dionne interpretando Cole

Há alguns anos, quando a CBS lançou um elepê de Billie Holiday (1915-1959) na época (1973) praticamente desconhecida no Brasil, um grande amigo, Arnaldo Fontana, já falecido, entusiasta da cantora, dizia: "Rezo para que este disco faça sucesso e a CBS edite todos os seus discos".

Estreantes vencem no Festival de Curitiba

Dois estreantes em longa-metragem, 35mm, acabaram sendo os principais vencedores do I Festival de Cinema Cidade de Curitiba: Alain Fresnot, 38 anos, com "Lua Cheia" e "Maria Letícia", 42, com "1º de Abril - Brasil" ganharam nas categorias principais: melhor filme e direção. E com isto viajarão - quando quiserem - para a República Federal da Alemanha, utilizando as passagens que a Lufthansa ofereceu como premiação principal.

Jaime, o prefeito que sabe amar bons filmes

Cinéfilo apaixonado desde a sua infância e que mesmo nos momentos de maiores compromissos sempre consegue encontrar tempo para assistir aos bons filmes em exibição (assim como nos dias mais cansativos em suas três campanhas eleitorais), o arquiteto Jaime Lerner tem todas as razões para fortalecer o cinema em Curitiba.

Artigo em 09.12.1981

Mesmo sem aproximar-se do denso e profundo "Nasce um Monstro" - possivelmente a mais cruel visão já feita sobre a Talidomida, que no início dos anos 670 provocou o nascimento de milhares de crianças deformadas, este "scanners" que durante duas semanas assustou (ou tentou assustar) os espectadores que foram ao cine Vitória (onde ainda hoje, em 4 sessões, está em exibição) é um filme com elementos de interesse.

Artigo em 21.10.1981

LUÍS GUTTEMBERG, alagoano de formação paulista, primeiro chefe da sucursal da "Veja" em Brasília e desde 1975 o editor-chefe de "José - O Jornal da Semana Inteira" - passou ontem pela cidade. Um dos jornalistas mais bem informados do Distrito Federal e responsável por um semanário criativo e respeitado em todas as áreas - com circulação nacional. Guttemberg lançou em 27 de abril último o "DF Repórter", que agora também começará a circular em Curitiba - para assinantes que se disponha a pagar Cr$ 20 mil por ano para receber, diariamente, as informações mais confidenciais do Planalto.

No campo de batalha

Quando visitava as obras do porto de Paranaguá, acompanhando o ministro Eliseu Resende, dos Transportes, o governador Ney Braga encontrou o sr. Justo Eris Almada, delegado administrador do depósito franco do Paraguai naquele porto livre. O governador, que é fã também da música paraguaia, convidou a Justo Eris para que levasse o grupo de cantores e músicos amadores, formados por funcionários de seu escritório em Paranaguá, ao almoço da comitiva do ministro Resende, no acampamento da empreiteira Castilho S/A .

O vampiro que resistiu ao tempo e ao mundo (IV)

Não só pelo fato de ser a primeira grande estréia teatral de 1980, mas por chegar paralelamente ao início da telenovela adaptada por Ruben Ewald Filho para a Rede Tupi (TVs Iguaçu e Tibagi, 19 horas, de segunda-feira a sábado), "Drácula" começa a provocar discussões e debates. Poucos personagens são tão comuns como esta criação de Bram Stoker (1847 - 1912): passa de 200 os filmes e seriados de TV inspirados no vampiro e o mais de 6 milhões de exemplares do livro foram editados desde 1897. O livro e o mito - a exemplo de seu personagem, parecem ganhar vitalidade com o tempo.

No campo de batalha

Herberto Sales, autor de vários livros e pelo (") um clássico ("Cascalho"), que foi até qua-(") em 1957, nas "Edições Maravilhosa", da (") ex-presidente do Instituto Nacional do Livro, (") breve no Japão, no ano passado e, como jornalista escritor que sempre foi, reuniu suas anotações (") livro de 78 páginas, que a própria Embaixada (") Japão, em Brasília cuidou de editar e distribuir nacionalmente.
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br