Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS Avenida João Gualberto

Avenida João Gualberto

No campo de batalha

Um novo e jovem crítico de cinema começa a aparecer: Cadu Guimarães, 21 anos, primogênito do advogado e ex-jornalista Célio Heitor Guimarães. Com o pseudônimo de Epaminondas Castelo Branco, Célio foi o mais profundo analista da televisão no Paraná em seus primeiros anos, escrevendo em "O Dia" e "Última Hora" e ajudando seu amigo Luís Renato Ribas a consolidar TV-Programa. xxx

Uma pesquisa sobre a memória dos bairros

A preservação da memória de uma nação depende de esforços isolados e geralmente idealistas de pessoas que se preocupam com documentos, depoimentos, ilustrações, imagens e, especialmente, vozes do que fizeram, cada um seu papel, a história nem sempre oficial.

"Gráfica" mostra o que há de melhor nesta arte

No momento em que o design ganha espaço com o primeiro encontro nacional de estudantes desta profissão que sedimentou-se nos últimos anos e exposições da importância de "Designers do Boticário" ( Memorial Brasileiro do Design, Rua Cruz Machado, 98 - antiga Funarte), e especialmente, do acervo da revista Gráfica - Arte Internacional (Centro Cultural IBM, Avenida João Gualberto, 530/570) um tema que merece registros é a questão das revistas de arte que privilegiam e valorizam o talento dos melhores profissionais do design nacional.

Uma homenagem ao antigo Gymnásio

A história do antigo Gymnásio está diretamente associada à da própria comunidade paranaense, sobretudo a curitibana, já que seus ex-alunos conseguiram - em sua grande maioria - projetar-se nas diversas carreiras profissionais que escolheram e se dedicaram. Assim como os mais renomados professores ditavam a formação intermediária no exigente colégio da época, seus estudantes souberam assimilar tal experiência para ajudar a ilustrar a história do Estado.

No campo de batalha

Mais de 150 pessoas já procuraram a Biblioteca Pública do Paraná para trocar livros por ingressos do concerto da Sinfônica do Paraná (domingo, 10 horas), dentro da campanha de arrecadação de obras para a nossa esquecida e empobrecida biblioteca. xxx Quem desejar poderá trocar livros diretamente na hora do concerto (só apostilas e obras didáticas não serão aceitas) para assistir um belo programa organizado pelo maestro Alceo Bocchino que inclui peças de Brahms, Mozart (o concerto para piano e orquestra, com solo de Vera Astrachan) e Beethoven. xxx

Clube Paranaense, a terceira (esquecida) rádio do Brasil

No primeiro programa da série "O Rádio no Brasil", produzido há dois anos pela BBC de Londres e agora editado em uma caixa de cinco elepês, o pesquisador Luís Carlos Saroldi, autor do livro "Rádio Nacional, o Brasil em Sintonia", e principal pesquisador destes programas, esclarece um ponto importante: em 6 de abril de 1919 - portanto, três anos antes da primeira apresentação pública da rádio, feita em 7 de setembro de 1922, no Rio de Janeiro - os irmãos Moreira Pinto, de Recife, faziam as primeiras experiências da Rádio Clube de Pernambuco.

A bela Karim vai ensinar arte de dançar a lambada

O forró nunca chegou, propriamente dito, a influir nos modismos musicais-lazer dos curitibanos, o deboche que o baiano Luiz Caldas industrializou a partir do Carnaval de 1985 pouco se ouviu nas rádios e nos bailes carnavalescos e a lambada, até agora, é apenas uma referência longínqua - embora na geléia-real do marketing do consumo, alhos por bugalhos fazem com que muita coisa seja vendida como se fosse lambada. Coreograficamente, a lambada tem muito de sensual e pode até se tornar um modismo também no Sul.

No campo de batalha

O cineasta e ecologista Frederico Fullgraf não pára. Acaba de chegar de longa viagem a Alemanha, com retorno via Nova Iorque, trazendo muitas novidades. Uma delas é um embasamento internacional para a recém criada Fundação Terra de Pesquisas Ecológicas e Educação Ambiental. Para expor os projetos desta nova instituição - mais do que simples preservacionista, também operacionalmente ativa em vários setores - Fullgraf chega a Curitiba na próxima semana. xxx

No campo de batalha

Não poderia ser mais atual: "Condenados pela Ganância" do americano James Erlichman (Livraria Francisco Alves, 192 páginas, NCz$ 40,30). Trata-se de um contundente livro-denúncia em torno dos perigos que o consumidor corre devido a propagação do uso dos pesticidas, hormônios e antibióticos na agricultura. No momento em que maçãs (no Paraná) e batatas (em São Paulo) perigosamente contaminadas são vendidas, as questões que Erlichman levanta tornam-se das mais atuais. xxx

Vem até astrônomo para ajudar peça de Galileu

Homem de grandes idéias e muita voltagem para realizações, Araken Távora, 52 anos, tem sido um colaborador espontâneo e salutar nos eventos culturais do Paraná. Por exemplo, com sua iniciativa em promover um ciclo de palestras em torno de Shakespeare, há algumas semanas, compensou a frustração artística que foi a lamentável montagem de "Otelo", que agora está sendo levada ao Interior. Se no palco, o clássico texto de Shakespeare fracassou, ao menos na promoção paralela houve um bom nível, com exibição de vídeos e palestras de especialistas na obra do autor inglês.
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br