Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS Biblioteca Pública do Paraná

Biblioteca Pública do Paraná

Nas memórias de Wainer, a saga da "Última Hora"

Um dos projetos mais urgentes na área da documentação paranaense é a microfilmagem de todas as coleções de jornais existentes na Biblioteca Pública do Paraná. Fonte primária para qualquer pesquisa que se relacione ao nosso Estado, o manuseio das coleções vem provocando sua deterioração, a tal ponto que muitos volumes já se encontram em precárias condições. Todos os jornais são preciosos mas alguns, pela quantidade de informações são mais consultados.

Artigo em 21.07.1987

"O Estado do Paraná" está de roupa nova dentro das mudanças gráficas introduzidas nestes últimos dias e a coluna ganha novo espaço e disposição. Uma nova fase gráfica que marca o jornal e nosso trabalho, entre as muitas que foram feitas desde julho de 1965, quando o colega Mussa José Assis chegou com idéias renovadoras - e que se repetiram, sempre saudavelmente, nestes 22 anos de convívio no dia-a-dia da notícia.

O atelier Guido Viaro e uma geração de talentos

São muitas as razões pelas quais Vicente Jair Mendes pode se orgulhar do Museu Guido Viaro, do qual é o diretor. Em dez anos, o museu que preserva o acervo de um dos maiores artistas brasileiros - e sem dúvida, nome maior da pintura no Paraná - não se limitou a ser apenas uma instituição de exposições monótonas, mas, sim, sempre teve uma agenda intensa, com cursos, palestras e exposições - além de sediar a ativíssima Cinemateca, que graças à competência de Francisco Alves dos Santos tem feito pulsar o movimento cinematográfico paranaense.

Assim falou Calado

Sinceridade, simpatia e o bom humor. Um tripé para definir o jornalista e escritor Antonio Calado, 69 anos, em seus dois encontros com o público que foi ouvi-lo na semana passada (quinta-feira, 5, na Biblioteca Pública e no auditório da PUC). O autor de "Quarup" falou sempre de forma franca, não se negando a responder as mais diversas perguntas - algumas bastante risíveis, outras pretenciosamente intelectuais. xxx

Augusto redescobriu a nossa guerra da carne

As voltas que a história e a política dão, fazem com que um livro lançado há exatamente dois meses por uma editora da cidade - a Gralha Azul -, adquiria, extrema atualidade. "História; Mulher", do jornalista Luiz Augusto Moraes, ao enfocar fatos verídicos ocorridos na provinciana Curitiba de 35 anos passados - e que estavam totalmente esquecidos da história oficial - mostra que os problemas sociais e econômicos continuam os mesmos. E a leitura das 90 páginas deste romance - criado a partir de um pano de fundo real - chegam até a emocionar pela atualidade de alguns fatos. xxx

Está na hora de salvar a nossa Biblioteca Pública

Em 1953, quando a Biblioteca Pública do Paraná foi inaugurada a 19 de dezembro, dentro das comemorações do centenário de emancipação política do Estado, a população de Curitiba era de pouco mais de 230 mil habitantes. Hoje, com uma população de 1.400.000 a Biblioteca continua idêntica aquela que foi inaugurada há 34 anos passados.

Goteiras nos museus, teatro sem elevador. Pobre Paraná!

Preocupado em realizar uma "administração iluminada, em renascimento cultural no Paraná" - como tem, exaustivamente, repetido em dezenas de discursos desde que foi escolhido pelo governador Álvaro Dias para a pasta da Cultura, o advogado Renê Dotti tem uma responsabilidade maior em suas mãos: apesar da época de crise, do orçamento em vermelho, sensibilizar o governo para que a Biblioteca Pública do Paraná ganhe os dois andares que, projetados há 34 anos, estão à espera de uma administração realmente preocupada com a nossa vida cultural. xxx

No campo de batalha

Enquanto a idéia de criar uma Fundação Newton Carneiro toma corpo - e nesta coluna, há quase 3 meses, fomos os primeiros a falar a respeito - a Biblioteca Pública decidiu homenagear o intelectual, homem público e colecionador, um dos idealizadores da construção da BPP, há 35 anos. xxx Amanhã, às 15 horas, será inaugurada a exposição "Newton Carneiro: um exemplo de cultura", reunindo livros, fotos, desenhos e mesmo peças ligadas a vida do professor Carneiro, uma das grandes personalidades do Paraná. xxx

É a hora de localizar os aparelhos mal utilizados

A Biblioteca Pública do Paraná terá em breve uma cabine de 35mm, possibilitando que no auditório Paulo Garfunkel sejam exibidos curtas, médias e longas-metragens, dentro de um programa cultural - o qual, se espera, seja bem conduzido. A cabine de projeção, em fase de reparação pelo técnico Zito Alves, encontrava-se abandonada no Palácio Iguaçu. Ali havia sido instalada, há 20 anos, no primeiro governo Ney Braga e, nos últimos anos, pouco foi utilizada.
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br