Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS Câmara de Curitiba

Câmara de Curitiba

Observatório

WAGNER Rocha D’Angelis é um homem que divide bem o seu tempo. Preside a Comissão de Justiça e Pás no Paraná, tem um movimentado escritório de advocacia, é professor no curso de Direito na Universidade Católica do Paraná e ainda encontra tempo para outras atividades.

Candidatos às mãos cheias na disputa do Legislativo

A cena reflete bem os tempos eleitorais pela disputa às vagas na Câmara. Quarta-feira, 20h30, defronte a Velha Adega - folclórico bar que Victor Szieko inaugurou 28 anos passados - encontra-se o cantor-compositor e atual dono daquele pub, João Gilberto Tatara, 43 anos. Fala de sua campanha, pelo PSP, lamentando que outros músicos também estejam na disputa, "o que enfraquece a chance de qualquer um em chegar ao Legislativo".

Artigo em 07.04.1992

Somente hoje (21 horas, auditório Antonio Carlos Kraide do Centro Cultural do Portão) a oportunidade de quem aprecia violão assistir um dos mais criativos virtuoses deste instrumento: Alemão (Olmir Stocker), 55 anos, gaúcho, que tem uma longa quilometragem musical, divide com seu discípulo, Zezo (Antonio Sergio Ribeiro), uma apresentação - encerrando o workshop que fará à tarde para um grupo de violinistas da cidade. xxx

A Estadual mantém programação mas ouvintes estranham hora religiosa

A coluna em que denunciamos a mudança da programação da Rádio Estadual do Paraná - que na busca de melhor Ibope ameaçava substituir a difusão do que há de mais significativo na música (nacional e internacional) pelo brega e som de consumo, felizmente teve repercussão. A secretária Gilda Poli, da Cultura - pasta à qual está subordinada a Fundação Rádio e TV Estadual do Paraná - recortou a coluna e despachou à direção da emissora, com algumas observações. xxx

Enéas, a primeira vitória foi em 68

Em 1968, dois anos após sua criação - e depois das eleições para a Assembléia e [Câmara] em 1967 (que comentaremos amanhã), o MDB começava a se estruturar para as eleições MUNICIPAIS. Poucos [municípios] tinham diretórios. A preocupação era ampliar a representação ao menos na Câmara de Curitiba, onde Arlindo Ribas de Oliveira era uma voz solitária. O diretório metropolitano, instalado no dia 2/5/1968, ocupou o mesmo endereço do diretório estadual (Rua Pedro Ivo, 698, 1º andar).

Artigo em 30.06.1992

Apesar de convidado pelo PDT, o jornalista Senival Silva entendeu que dentro do PSDB teria melhores chances de chegar a Câmara Municipal. Assim optou pelo partido dos tucanos para sua caminhada para a Câmara de Curitiba. Editor de várias publicações, ampla experiência na área da comunicação, com um monte de amigos dispostos a ajudá-lo em sua campanha, Senival é um dos candidatos com melhores chances de emplacar uma boa votação. Merecida. xxx

Memórias da Oposição (II)

Curiosamente, muitos dos políticos citados por Sylvio Sebastiani em "Por Dentro do MDB" (edição do autor, 144 páginas, Cr$ 25.000,00), passados quase 30 anos, continuam em destaque na política, alguns retornando aos espaços nobres, nos últimos anos, como o senador Affonso Camargo - agora ministro dos transportes e Comunicação e seu suplente, Enéas Faria. Já na página 7 do livro, Sebastiani, como homem que participou da criação do partido da oposição nos duros tempos da repressão, lembra que "organizar uma oposição concreta no país censurado pelos autos institucionais não foi fácil.

Na luta pela Câmara a disputa é até familiar

A disputa das 33 cadeiras da Câmara de Curitiba vai proporcionar muitas notícias curiosas. Afinal são mais de mil candidatos que pretendem conseguir vagas nas chapas dos diferentes partidos - e na primeira triagem, quando as convenções selecionarão os 99 de cada partido - já haverá uma briga de foice. xxx

O documento que se perdeu pelo autoritarismo oficial

"Pense N'Eu" - Gonzagão/Gonzaga/Gonzaguinha", idealizado inicialmente como um espetáculo para teatro - a primeira opção era o auditório Bento Munhoz da Rocha Neto - foi transformado num grande show ao ar livre justamente por representar melhor a filosofia que sempre caracterizou os homenageados: autores-intérpretes que buscavam o contato direto com o povo.

Nely volta dos EUA e assume a campanha para a reeleição

A vereadora Nely Almeida deixa de ser prefeiturável. Lembrada como uma das opções legais para assumir a Prefeitura no caso da vacância provocada por uma aventada renúncia de Jaime Lerner (para concorrer a Prefeitura do Rio de Janeiro) e do vice Algacy Túlio (para disputar pelo PDT à eleição de Curitiba) - e dos demais vereadores por entrarem em campanhas por suas reeleições - Nely chegou a ser cogitada como um nome de consenso, no caso dela desistir de uma nova candidatura.
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br