Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS Carlos Reichenbach

Carlos Reichenbach

Um festival (consagrado) em cenário europeu

Apesar de um orçamento menor que os Cr$ 200 milhões que o governo do Distrito Federal investiu no XXIV Festival de Brasília do Cinema Brasileiro (3 a 10 de julho), Gramado inicia amanhã a 19ª edição de seu XIX Festival. Premiações menores que de Brasília - que também ofereceu o estímulo de Cr$ 5 milhões de aluguel para os filmes inéditos que lá concorreram - não reduziram o interesse dos realizadores pelo festival que acontece desde 1972 numa das mais acolhedoras cidades turísticas do Brasil.

Gaúchos fazem filmes de valor e levaram prêmios de Brasília

Se compromissos oficiais não tivessem obrigado o escritor e poeta Carlos José Appel a retornar na segunda-feira a Porto Alegre - com escala no Rio de Janeiro, por certo que o Secretário da Cultura do Rio Grande do Sul estaria tão feliz como os cineastas de seu Estado que, no XXIII Festival do Cinema Brasileiro de Brasília, viram reconhecidos seus filmes.

Ausência holandesa frustra início da mostra de cinema

Uma baixa já na abertura do segmento curitibano da 14a. Mostra Internacional de Cinema de São Paulo: para frustração do público que compareceu ao Cine Ritz, domingo, 4, o filme programado - "City Life" - foi substituído à última hora por um pífio filme de segunda categoria, "Five Corners", produção de 1987, e que já havia sido exibido na mostra, em São Paulo, há alguns anos.

Palito, Bolinha, Schulmann e Pabala nas imagens do FestRio

Rio de Janeiro (De Aramis Millarch, especial para O Estado do Paraná) - Desta vez o Paraná está presente. Ao contrário do que aocnteceu timidamente no último Festival de Gramado - no qual o curta "Vamos Juntos Comer Defunto", de Eloi Ferreira, mesmo selecionado para a competição em 35mm, passou despercebido - e no recente Festival do Cinema Brasileiro de Brasília da qual a nossa ausência foi total - agora, na edição do RioCine Festival, inaugurado na última quinta-feira, 15, temos alguns representantes.

No campo de batalha

Maria Luiza Dornas, coordenadora-executiva da comissão organizadora do festival, vem merecendo elogios: tudo está funcionando a contento, com o público prestigiando desde quarta-feira as sessões no cine Brasília - superlotado em suas sessões; os filmes de 16mm apresentados na Sala Alberto Nepomuceno e uma programação interna dentro do Kubitschek Plaza que ocupa o tempo de todos: debates com os realizadores dos filmes em competição; mesas-redondas sobre mercado de vídeo, cinema & TV (hoje à tarde) e indústria cinematográfica (amanhã). xxx

"Paradiso" cinematográfico: os bons filmes estão nas telas

Uma semana com quatro atraentes estréias - uma delas, com toda certeza, entre as melhores do ano - faz com que jogadas às Cinzas deste Carnaval melancólico e sem personalidade que se encerrou, o espectador que não se deixe imbecilizar pela videomania tenha opções de ver filmes no prazer da tela ampla. Pois, para quem ama o cinema, assistir a um filme em 35mm, numa sala especial - mesmo com todos os inconvenientes, é ainda um programa estimulante.
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br