Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS Carly Simon

Carly Simon

Sucessos descartáveis e a chegada de Maíra

Guto Graça Mello, um dos primeiros diretores artísticos da Sigla, costumava definir esta etiqueta do grupo Globo, como "uma marca de marketing". Realmente, a visão dos produtores da Sigla é de acertar sempre no gosto do grande público - seja em montagens de elepês por gêneros, intérpretes, telenovelas ou dos (poucos) contratados. Por exemplo, dois discos de consumo certo, em faixas distintas.

Lembranças de Hollywood, sonhos de Akira e memórias da II Guerra

Mais uma boa fornada de bons filmes nesta temporada pré-Oscar - o que significa a época das vacas gordas cinematográficas após a imbecilidade da produção que chega nas férias de dezembro a fevereiro. Quatro estréias importantes, enquanto outros filmes (como "As Montanhas da Lua", de Bob Rafaelson, no Luz; "Black Rain - A Coragem de uma Raça", de Shohei Imamura, no Groff), continuam em cartaz.

Retrato sem retoque da outra Hollywood

Se alguém ainda insiste em dizer que o cinema é apenas a usina de ilusões como, um dia, Hollywood foi definida pelo escritor russo Ilya Ehrenburgh, um filme como "Lembranças de Hollywood" (Cine Plaza, hoje, 22 horas, pré-estréia promovida pelo jornalista Wilson Cunha, do programa "Cinemania", da Rede Manchete) é uma prova em contrário.

O melhor de Rodgers na voz romântica de Carly

Se Adriana Calcanhoto é uma grata confirmação de um novo talento brasileiro, "My Romance" nos devolve uma das mais suaves cantoras dos anos 60 num álbum belíssimo, que se ouve com imenso prazer: Carly Simon.

Sessentão Oscar, com todo o seu marketing

Nesta semana de Oscar - com 4 dos 35 filmes que obtiveram alguma nominação para a mais famosa de todas as premiações da indústria cinematográfica em exibição na cidade - é natural que o interesse do público, alimentado pela grande imprensa se volte a esta promoção da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood que, há 60 anos, se dedica a galardoar os que seus membros entendem como os melhores de cada ano.

Uma paixão que está crescendo no Brasil

Está crescendo cada vez mais uma confraria de apaixonados pela música de cinema. Embora ainda sejam tímidas as edições de sound tracks - ao contrário do que acontece na Europa e Estados Unidos - o interesse dos que amam o cinema em terem também ao menos o som dos filmes vem aumentando.

Videonotas

Herbert Richers tem trazido em vídeo alguns dos melhores filmes produzidos especialmente para televisão. É o caso de "Para Lembrar um Grande Amor" (Do You Remember Love), de Jeff Bleckner, roteiro de Vikie Patik e interpretado pela excelente Joanne Woodward, atriz que, nos últimos anos, tem feito mais filmes para a TV.

As canções que nem foram apresentadas

Quem ficou acordado até as 2:15 horas da madrugada de ontem, quinta-feira, assistiu em detalhes - já que a festa foi transmitida por televisão para 91 países (incluindo, pela primeira vez, a URSS) e atingindo um público de aproximadamente um bilhão de telespectadores. Todos ligados à magia do cinema no seu evento de maior marketing promocional, que, ano a ano, desde 1929 (quando foram entregues os prêmios referentes à temporada 1927/28), se repete, em Los Angeles - e tendo ganho, nos últimos 25 anos, um público mundial.

Artigo em 31.03.1989

A relação dos prêmios da Academia de Ciências e Artes Cinematográficas de Hollywood, distribuídos quarta-feira à noite no auditório Shrine, em Los Angeles (EUA), em sua 61ª cerimônia, é a seguinte: Melhor filme: "Rain Man" (idem) Melhor diretor: Barry Levinson ("Rain Man") Melhor ator: Dustin Hoffman ("Rain Man") Melhor atriz: Jodie Foster ("Acusados" - "The Accused") Melhor ator coadjuvante: Kevin Kline ("Um peixe chamado Wanda" - "A fish called Wanda") Melhor atriz coadjuvante: Geena Davis ("O turista acidental" - "The accidental tourist")

Som do ano 2 mil na New Age Music

Há pouco mais de dois anos, quando a jornalista Myrna Gynisch voltou ao Brasil após residir quatro anos na Califórnia começou a insistir na divulgação da chamada New Age Music. Após alguma resistência abriu um espaço na Eldorado FM e, em pouco tempo, executivos de gravadoras sentiam as possibilidades por esta música suave, numa fusão de processamentos sonoros que vagueiam do rock ao orientalismo, com instrumentos originais muitas vezes.
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br