Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS Ciências Sociais

Ciências Sociais

Assim é a VIDA!

"Espera-se envelhecer e teme-se a velhice: quer dizer, ama-se a vida e foge-se à morte" (Le Bruyére, 1645-1969, "Os Caracteres"). Se houvesse uma censura classificatória não só de idade, mas preventiva para emoções fortes em termos geriátricos, talvez até se justificasse que "Meu Pai - Uma Lição de Vida" (Lido II, 5 sessões, até amanhã em exibição) ganhasse a indicação de "desaconselhável (e perigoso) para maiores de 60 anos.

"Orí", a visão da raça negra

Ontem, em nossa página diária ("Tablóide") falamos sobre a importância de "Orí", documentário de Raquel Gerber, já premiado em 3 festivais - Ouagadougou, na África: Tróia, em Portugal e, no último sábado, em Curitiba (Prêmio Especial do Júri - I Festival do Cinema de Curitiba), que está em exibição no cine Groff.

Zuleika lembra 50 anos de educação no Paraná

Uma boa contribuição à raquítica bibliografia sobre a educação no Paraná: "Meio Século de Educação na UFPR", da professora Zuleika Rotta Ribeiro Glaser (edição da Fundação da UFPR, 37 páginas). Professora do Departamento de Métodos e Técnicas de Educação, a professora Zuleika define, modestamente, seu trabalho como "uma crônica desde a Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras e Instituto de Educação Anexo ao Setor de Educação".

Selma, a professora com voz maravilhosa

Na reunião que marcou ontem, ao entardecer, no bar Cristal, os dois anos de fundação do Blue Note Jazz Club, quem apareceu para dar uma canja foi a esplêndida Selma de Castro. Há várias semanas que esta cantora de voz especial e inteligente repertório andava afastada dos microfones, por uma nobre razão: seu lado de professora falou mais alto e estava preocupada em defender sua tese de mestrado em antropologia social junto ao curso de pós-graduação na Universidade de Campinas.

As pesquisas de Solange no Festival de Brasília

Os dois adiamentos que a 21ª edição do Festival de Brasília do Cinema Brasileiro sofreram acabaram prejudicando a pesquisadora Solange Straube Stecz, de Curitiba. É que como integrante do Centro de Pesquisadores do Cinema Brasileiro, Solange teve lançado durante a reunião desta instituição, num dos eventos paralelos do Festival de Brasília, o seu estudo "Jacarezinho, A Cidade Rainha do Norte do Paraná" (ensaio sobre o primeiro filme da década de 40 sobre o norte pioneiro), na manhã de segunda-feira, 31 de outubro.

Roberval, café e o mestrado em educação

Dentro de algumas semanas a Organização Internacional do Café, com sede em Londres e que tem o paranaense Alexandre Beltrão como poderoso secretário-executivo há mais de 15 anos, estará lançando um trabalho inédito no campo educacional. Trata-se de um projeto destinado a aproximar crianças de vários países através da leitura de livros sobre o quotidiano da família de cada um, naturalmente entre países produtores (e consumidores) de café - e tendo em torno deste produto sua motivação. xxx

Jerzy/Eça, o concerto que precisa acontecer

Ao retornar no domingo para o Rio de Janeiro, o violinista Jerzy Milewski deixou com a produtora Verinha Walflor, a possibilidade de realizar em Curitiba um dos espetáculos mais importantes do ano: o concerto em que une o seu violino ao piano de Luiz Eça, baixo de Luiz Alves e bateria percussão de Robertinho Silva, no qual o jazz e o erudito alcançam um nível artístico raramente visto e ouvido no Brasil.

No campo de batalha

Muitas razões contaram para que o guapo deputado Rafael Grecca de Macedo desistisse de disputar a indicação pelo PT à Prefeitura. Entre outras, uma razão é reação turística: como habituou-se a fazer longas viagens internacionais nos três primeiros meses do ano, no caso de ser o vitorioso teria que deixar seu turismo oficial e trabalhar duro na Prefeitura. Depois de percorrer a Europa, Oriente Médio e, nas últimas férias, parte da Ásia - especialmente a Índia - Rafael já está consultando enciclopédias, mapas e fazendo contatos para sua próxima viagem: a Oceania.

Zimbo, a continuidade harmônica aos 24 anos

Os primeiros raios do sol penetravam pelas amplas janelas da acolhedora residência do professor Brasil Pinheiro Machado, no alto da Rua Carlos de Carvalho e, sentados no chão, em almofadas, um grupo de jovens, em silêncio total, ouviam com respeitosa religiosidade os improvisos de Amilton Godoy nos teclados do Essenfelder, enquanto Luiz Chaves fazia seu baixo acústico ter aquelas notas de equilíbrio e a bateria de Rubinho, com suavidade, dava os toques da Bossa Nova.

Um Romance sem complacência no filme-Verdade de Serjão

Serjão não perdoa: Filma! Não há complacência: o inferno espera a todos. Os fotogramas são balas full metal jacket: o suicídio é mais do que a única questão (seria?) que tanto angustiava (Albert) Camus (e seus discípulos). A impotência frente ao inexorável, o desencanto, o vazio - quase um nihilismo propositadamente assumido, em que a concessão a canalhice do sistema é tão mortal quanto ao suicídio real ou a passagem da morte num ritual homossexual.
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br