Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS David Carneiro

David Carneiro

Um livro que mostra quem fez o que na formação do Estado

Em forma de verbetes - mais ou menos extensos, dependendo do tema tratado - o "Dicionário Histórico-Biográfico do Estado do Paraná" não se restringe às informações sobre pessoas, Instituições, episódios, eventos ligados ao nosso Estado são devidamente explicados, sempre de forma clara e didática. Completíssimo índice de pessoas, instituições e periódicos citados, relacionados nas 84 páginas finais facilitam a consulta ao dicionário.

Dois ensaios lembrando quem foi Rodrigo Júnior

Reiniciando o programa editorial que desde os tempos do primeiro secretário da Cultura do Paraná, Luís Roberto Soares, ainda no governo Ney Braga, tem sido marcado por alguns títulos importantes, meia dúzia de novos títulos estarão sendo lançados nos próximos dias.

Afinal, o Paraná vai ganhar seu dicionário histórico-biográfico

Graças à visão de um executivo da área financeira e o trabalho de um grupo de professores e intelectuais, o Paraná ganhará, ainda neste primeiro trimestre, a mais importante obra referencial: um Dicionário Histórico-Biográfico. Concluída há apenas uma semana a coordenação de quase 700 verbetes, os originais estão sendo preparados editorialmente para serem encaminhados à parte industrial - com possibilidades do volume (ainda não foi definido se o trabalho ocupará um ou dois tomos) possa circular, se possível, antes do final de março.

A lírica enxuta de Luci e o schoolar Hélio Puglielli

Um curriculum invejável. Aos 27 anos, a curitibana Luci Collin já fez tudo que era possível a uma jovem intelectualmente ansiosa - e dentro dos padrões de bom comportamento - realizar. Formada em música pela EMBAP (1985), Português-Inglês pela UFPR (1989), um curso de percussão completado no ano passado, faz atualmente pós-graduação em Língua Inglesa, já morou nos Estados Unidos, freqüentando cursos no Wright State University, em Ohio, há quatro anos e seu inglês é tão bom que lhe valeu o certificado da Universidade de Cambridge.

Um exibidor que trouxe o Cinemascope para o Brasil

Pode-se dizer que Paulo Sá Pinto trouxe a modernidade para a cinematografia curitibana - que durante décadas estava acomodada com os exibidores tradicionais. Em 6 de novembro de 1948, uma sexta-feira, reabria o antigo Cine Vitória (que antes havia se chamado Imperial) com o nome de Ritz, na quadra da Rua XV de Novembro entre a Dr. Murici e a Marechal Floriano.

Berenice grava depoimento com Lupion para a nossa história

Um grande hiato de nossa história política começa a ser preenchido: ao gravar um depoimento de 80 minutos com o ex-governador Moysés Lupion, 82 anos - completados em 25 de março último, excelente disposição e que retornou há pouco da Europa, a cineasta Berenice Mendes, conseguiu a viga-mestre para importante documentário sobre um dos homens públicos mais famosos do Paraná - e, infelizmente, praticamente desconhecido (e mal-interpretado) junto a história política contemporânea.

Meister, o homem do Teatro Guaíra

O Teatro Guaíra estaria hoje na Praça Ruy Barbosa se o governador Bento Munhoz da Rocha Neto não tivesse, em 1951, logo após sua posse, revisto o projeto e decidido que "em nome da cultura não se pode tirar uma praça da cidade". Se hoje, voltasse a Curitiba, o inesquecível estadista talvez até se arrependesse, tal a condição de mercado persa que a antiga praça foi transformada - hoje poluída como terminal rodoviário e um verdadeiro camelôdromo da cidade.
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br