Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS Denise Stocklos

Denise Stocklos

Denise e Cristóvão, a descoberta do sucesso

A temporada de Denise Stocklos neste final de semana ("Maria Stuart" e "Casa", Auditório Maria José de Andrade Vieira) tem um significado especial: há três anos que a mais famosa iratiense não se apresenta profissionalmente na cidade em que iniciou sua carreira artística e neste período se consolidou internacionalmente.

No campo de batalha

Para compensar a frustração sofrida em Gramado - onde a exclusão de "Os Desertos Dias" quase lhe arrancou lágrimas de sangue - Fernando Severo voltou entusiasmado de São Luiz: no 14º Guarnicê de Cinema e Vídeo do Maranhão, o seu curta esteve entre os quatro premiados (os outros foram "Ameríndia", do padre Conrado Berning e os curtas "Projeto Pulex" do curitibano Tadao Miaki e "O Inventor", da paulista Mirella Martinelli). Lincoln Barbosa recebeu o prêmio de trilha sonora por "Michaud" (rodado em Superagüi) e Flávio Ferreira o de melhor fotografia por "Os Desertos Dias". xxx

No campo de batalha

Na exibição de "Lápis de Cor e Salteado", de Nivaldo Lopes, no penúltimo dia do RioCine Festival, gente que conheceu muito bem o compositor Palmilor Rodrigues Ferreira (1943-1979) apareceu para se emocionar com as imagens do filme de Palito: sua ex-mulher Melba e o jornalista Jorge Segundo, autor da reportagem sobre a morte do pai-de-santo Joãozinho Goumeia, que publicada na revista "Manchete", inspirou a Lápis compor "Funeral para um Rei Negro", um de seus sambas mais conhecidos. Emanoel Cavalcanti, ator alagoano, estava na platéia e aplaudiu. xxx

Em caravana de bronze, volta Victor, mercador do passado

Depois de ancorar por seis anos a sua caravela de criatividade na praia catarinense de [Itaipava], o caçador de antigüidades Victor Sieczko volta ao rumo curitibano, cidade em que nasceu e viveu a maior parte de sua vida. Sem nunca ter freqüentado um curso de decoração ou arquitetura, este polaco-brasileiro do bairro de Santa Cândida, 53 anos a serem comemorados no próximo dia 29 de abril, tem dado lições a muitos caros profissionais em termos de como criar ambientes originais.

Denise, superstar dos anos 90, na conquista da América

E a (nossa) estrela Denise Stocklos continua a subir! Quem não leu o "Jornal do Brasil" da última quinta-feira, 11, ficou sem saber que a mímica iratiense - hoje considerada uma das melhores do mundo - está pela terceira vez fazendo temporada no LaMama, um cult-theater no Greenwich Village, cuja proprietária, Ellen Stewart, apaixonou-se pelo trabalho de Denise e desde 1987 a vem hospedando para anuais temporadas de 30 dias no bairro boêmio e artístico da Big Apple.

A arte visual das mulheres na beleza da nova "Gráfica"

Em mais um grande momento de inspiração, o criativo Ivens de Jesus Fontoura, múltiplo em suas atividades - artista plástico, professor, designer, fotógrafo e eficiente coordenador de Museus da Secretaria da Cultura, acertou mais uma vez. A I Bienal do Designer Brasileiro, lançada oficialmente em coquetel na noite de quinta-feira, no Bourbon Tower, tem tudo para emplacar como um grande evento. Ivens soube costurar a participação de todas as entidades ligadas ao designer, buscou o patrocínio na iniciativa privada - via Grupo Trombini - além do Banestado) e a promoção agora vai deslanchar.

Agora, enfim, a cultura popular

O Conselho Editorial do jornal "Nicolau" foi criado pelo secretário René Dotti, através da resolução nº 90/89, de 1º de setembro de 1989, publicada no "Diário Oficial do Estado" em 12/09/89, conforme aqui publicamos.

Nasce um mímico

Dono de duas galerias de arte, colecionador de obras de arte e boêmio, Max Stoltz Neves teve uma alegria ao abrir agora o Max's Bar: acabou aproximando dois jovens artistas que poderão fazer bela carreira. De um lado, a bela Daniele Luz, 24 anos, atriz e cantora londrinense, que com a peça "Toda Nudez Será Castigada", de Nelson Rodrigues, viajou a Nova York e Portugal, em festivais de teatro. De outro, Berlim Júnior (Luiz da Silva Berlim Júnior), 27 anos, curitibano, ator e mímico.

Depois de coçar Sarney, Zé volta com Dario Fó

José Maria Santos é, em termos paranaenses, aquilo que o veteraníssimo Paulo Autran sempre diz, desde que a fala entrou em "Liberdade, Liberdade" (1964). - Sou e serei sempre um homem de teatro! Pois o nosso bom Zé Maria, 55 anos, 35 de teatro, lapiando apaixonado, também há muito tempo vive de sua arte no palco. Só lamenta que não haja condições para montagens mais audaciosas, melhores recursos de produção e uma política cultural da qual, corajosamente, sempre soube ser um leal oposicionista. Sem querer ser nostálgico, José Maria fala, de cadeira, da decadência de nosso teatro.

No campo de batalha

Político experiente, ex-prefeito de Guarapuava, ex-deputado federal, que não esconde seus sonhos de um dia ainda chegar ao Palácio Iguaçu, Nivaldo Kruger está preocupado com a péssima imagem da Sanepar - cuja presidência assumiu na semana passada. Por isto, conveceu o jornalista Pery Oliveira, seu assessor de maior confiança, a também deixar o Terceiro Planalto e ajudá-lo no novo desafio que é a recuperação da empresa de Saneamento e Abastecimento d'água do Paraná. xxx
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br