Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS Egberto Gismonti

Egberto Gismonti

Dizzi, uma história de muito profissionalismo

Os que aguardam, com ansiedade, a única apresentação do pistonista Dizzy Gillespie (auditório Bento Munhoz da Rocha Neto, 22, 21 horas), podem estar certoS de que só algo de muito grave impedirá que o espetáculo aconteça.

Fagner, a trajetória de um trabalhador musical

A propósito do novo álbum de Miles Davis, falamos de artistas que sempre buscam uma (re)atualização e não se satisfazem com os louros conquistados. Uma inquietação que nem sempre é devidamente absorvida, pois embora o público, especialmente o jovem, aprecie as inovações, nem sempre as entende devidamente.

Tempo de promoção para a música 87

O boom na indústria fonográfica em 1986, provocando uma demanda muito além da capacidade de produção das fábricas de discos não fez as gravadoras dormirem sobre os louros. Sabendo de que pelo próprio produto oferecido as variações do mercado são inesperadas, quatro multinacionais do setor começam 1987 com vigorosos planos de marketing em favor de seus contratados.

Internacional Gismonti vem explicar sua "Alma"

1987 começa com uma visita especial: Egberto Gismonti. Dando exemplo de humildade que falta a tantos (falsos) superstars, ele faz questão de, pessoalmente, acompanhar o lançamento de cada um de seus novos discos. Assim, nesta semana, Gismonti chega a Curitiba para falar com a imprensa, comparecer a emissoras - mesmo aquelas que nunca divulgam sua música - e autografar "Alma" - título de seu novo álbum - no stand fonográfico da Livraria Curitiba (Praça Santos Andrade).

Exportando o som da cuíca de Oswaldinho

Ao criarem o selo Som da Gente, em 1980, Teresa Sousa e Walter Santos, donos do Nosso Estúdio - um dos melhores, se não o melhor, do País - tinham em mente o prestigiamento à música instrumental. Trabalhando no dia-a-dia com os melhores instrumentistas, gente de grande talento mas marginalizada em termos artísticos e com raras chances de fazerem seus lps-solos, Walter e Teresa, também compositores de mão cheia (Walter chegou a fazer dois históricos Lps no início da Bossa Nova) preencheram um espaço no mercado.

Priscilla traz canto indígena na reunião

Dentro da rígida programação de palestras e debates que marcam a 15ª Reunião Brasileira de Antropologia, iniciada no domingo, hoje a noite, possivelmente haverá um momento de descontração. Como o presidente da Fundação Cultural, advogado Carlos Frederico Marés de Souza é um antropólogo amador dos mais apaixonados devido suas ligações com o problema do índio no Brasil, não só participou da comissão organizadora do evento como oferece um baile aos participantes, a partir das 22 horas, na Sociedade Garibaldi.

ECM, mais belo som depois do silêncio

Manfred Eicher é um produtor muito especial. Busca sempre músicos criadores com uma obra extremamente renovadora, que não se limitam a rótulos e esquemas, assim é que apenas dois brasileiros - Egberto Gismonti e o percussionista Nana Vasconcelos, estão entre seus editados.

Yana, a outra Purim, que também venceu nos States

Era janeiro de 1978. Hospedado num pequeno hotel em Westwood, um bairro de Los Angeles, próximo da Ucla University, telefono para Airto e ele avisa-me que Flora passaria para apanhar-me. Não deixava de ser emocionante rever Airto, amigo de Curitiba, e conhecer sua residência em Beverly Hills, próximo a tantas mansões de gente famosa da música e cinema (atualmente ele mora em Santa Mônica). Flora eu conhecia rapidamente, da única vez que passou por Curitiba, em 1964, quando divulgava seu primeiro elepê, feito na RCA - de uma fase inicial, que não gosta nem de lembrar.

Compositores contra a pirataria do PTB

Um alerta para os políticos que pretendem usar músicas populares em suas campanhas sem a devida autorização dos autores: os compositores estão atentos para processar a quem piratear suas obras em mensagens não autorizadas. Um exemplo foi a decisão de Francisco Mário, Aldir Blanc, Cláudio Cartier, Paulo Cesar Feital e Maurício Tapajós em denunciarem o PTB que em programa nacional, por rádio e televisão, no dia 29 de abril, usou músicas destes autores (e mais Márcio Borges, Wagner Tiso, Egberto Gismonti). xxx

Dizzy, uma história de muito profissionalismo

Os que aguardam, com ansiedade, a única apresentação do pistonista Dizzy Gillespie (auditório Bento Munhoz da Rocha Neto, 22, 21 horas), podem estar certos de que só algo de muito grave impedirá que o espetáculo aconteça.
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br