Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS Elba Ramalho

Elba Ramalho

Artigo em 17.01.1982

Surpreendentemente, foi um frevo ("Muito Prazer", João Paraná/Panchito Arabé) que venceu o Abre-Alas – Festival de Música de Carnaval, em sua 2a edição, encerrada na semana passada. Para os paranaenses, o frevo é um gênero praticamente desconhecido – apesar de seu calor e vibração, o que pode explicar o engano que Paraná/Panchito cometem na primeira fase de sua música ("O frevo nasceu na Bahia)

Requião vai a Exu homenagear o "Lua"

O governador Roberto Requião está dando provas de quanto admirava o imenso Luiz Gonzaga e seu filho, o Gonzaguinha. Após ter sido anfitrião da bela festa em homenagem aos Gonzagas há algumas semanas, em Curitiba, Requião confirmou ontem ao advogado Renato Costa, presidente da Fundação Aza Branca - oficialmente implantada em ato realizado na Boca Maldita, na noite de 28 de abril último, sua presença em Exu, no dia 22 de junho.

'Pense N'Eu' para lembrar os inesquecíveis Gonzagas

Mais do que um evento que por duas horas apresentará o que de melhor existe na música que o povo ama num espetáculo em espaço (amanhã, quarta-feira, Avenida Luís Xavier, a partir das 18h), "Pense N'Eu - Gonzagão/Gonzaga/Gonzaguinha", será um monumento histórico para a cultura popular brasileira.

José Maurício, o cantor que ama (e ajuda) a MPB

Entre as pessoas que mais tem auxiliado a música brasileira nestes últimos anos destaca-se um jovem executivo, que vem canalizando todo seu tempo livre - e muitos recursos - para que nossos talentos encontrem um prestigiamento cada vez mais difícil. Chama-se José Maurício Machline, é vice-presidente de comunicação do grupo Sharp, ama a música desde a infância e, tem mostrado como uma empresa pode manter um grande evento cultural.

A solidariedade que ressuscitou Renato

Dedicando-se exclusivamente a administrar a carreira e os negócios de Luiz Gonzaga Júnior, através de sua editora Moleque, Renato Manoel Costa já vinha estruturando, em termos legais, a Fundação Asa Branca, no patrimônio que Luiz Gonzaga havia destinado, na cidade de Exu, 700 km do Recife, para sediar um generoso projeto cultural.

Celso, o pioneiro do CD independente

Enquanto Vera Guimarães - a exemplo de tantos outros talentos musicais - buscam melhores oportunidades de trabalho no Exterior - outros mesmo sem deixarem, definitivamente, o nosso País também entendem a necessidade de tentar abrir espaços lá fora. É o caso de Celso Adolfo.

A não-entrevista de João, o silencioso

Quem viu, conferiu! Apesar de todas as chamadas para a "quebra de jejum de entrevistas há 14 anos", as "declarações" de João Gilberto para o repórter social Amaury Júnior em seu "Flash" (Rede Bandeirantes, uma hora da madrugada do último domingo, 7), não passaram de 80 palavras como, meticulosamente, computou um dos assessores do colunista Zózimo Barroso do Amaral, do "Jornal do Brasil".

Elba, do agreste a "La Vie en Rose"

Cantriz da maior presença nos palcos, que saiu do semi-anonimato na peça nordestina "Viva o Cordão Encantado", de Luiz Mendonça para ocupar um dos mais privilegiados espaços no restrito círculo das superstars da MPB, a paraibana Elba Ramalho tem procurado, inteligentemente, ampliar seu mercado - e temporadas em Nova York e outras metrópoles tem sido bem sucedidos - bem como não ficar restrita a um repertório carimbado em suas origens.

Digestivo som das telenovelas

Tendo nas trilhas sonoras de suas telenovelas a razão maior do super-faturamento que obtém desde que foi criada, a Som Livre, vez por outra anima-se até a fazer projetos de qualidade. Já gravou álbuns com poetas, fez antologias e mesmo trilhas sonoras de filmes marcantes. Mas isto no passado.
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br