Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS Elia Kazan

Elia Kazan

24 anos de vida, paixão e velocidade

"Sua força de concentração era fenomenal. Parece carregar um furacão dentro de si" (Elia Kazan, 83 anos, diretor e professor de Jimmy Dean e que o lançou em seu primeiro grande papel, "Vidas Amargas/East Of Eden", 1954).

McCarthy, o estigma de uma vergonha dos Estados Unidos

O nome do senador Joseph Reymond McCarthy (Grande Chute, Wisconsin, 14/11/1908 - Maryland, 2/5/1957) ficou identificado ao Comitê de Atividades Anti-Americanas (HUAC), como símbolo de uma época de perseguições, delações e infâmias da história americana.

Vídeo 91 - Os melhores e os mais comerciais

Assim como na fonografia - que teve uma redução de 44% nas vendas o sofisticado CD - mesmo custando a partir de Cr$ 15 mil a unidade - marcou uma ascensão (7 milhões de cópias comercializadas em 1991), o vídeo continuou a prosperar enquanto seu pai, o cinema, cada vez mais abandonado, teve um público decrescente, o que leva cada vez mais a repetirem-se últimas sessões de cinema.
Tags:

"West Side Story", a obra-prima dos musicais, agora em edição CD

- "A história dos Estados Unidos mudou agora" (juiz Felix Frankfurtter, da Suprema Corte, na noite de 20 de agosto de 1957). Ao fazer esta declaração tão forte, o magistrado Frankfurtter não referia-se a nenhuma questão jurídica. Era apenas a forma com que transmitia sua emoção e entusiasmo - semelhante a de algumas centenas de outras pessoas que, há 34 anos, assistiam a primeira apresentação daquele que, para a história do show business americano, é considerado o mais perfeito musical de todos os tempos: "West Side Story".

Radio Talk, a solidão e o desespero estão no ar

Há menos de um mês, um neurótico invadiu com sua camionete uma lanchonete numa cidadezinha do Texas e assassinou 22 pessoas. Foi mais um massacre na escala de crimes brutais e inexplicáveis que vez por outra sacodem a opinião pública internacional e que levam a refletir sobre a violência urbana especialmente nos Estados Unidos. Há algum tempo, outra tragédia havia ocorrido em Oklahoma, também num restaurante - fato que, por três vezes é citado nos diálogos de "Talk Radio: Verdades que Matam" (cine Guarani, 16 e 20h30, até amanhã em cartaz).

Uma visão corajosa de Brooklyn nos anos 50

Lançado obscuramente, apenas como complemento noturno da programação infantil do Cine Astor (o desenho animado "Bernardo e Bianca na Terra dos Cangurus", 14/16/18 horas), um dos mais interessantes filmes do ano sairá de cartaz amanhã visto por menos de 500 espectadores: "Noites Quentes no Brooklyn". O título - seguindo mais o menos o original, "Last Exit to Brooklyn" - afasta o público refinado, imaginando tratar-se apenas de um filme policial, com muita violência no mais assustador dos bairros novaiorquinos.

"Alice", a nova jóia de Woody Allen

Woody Allen em cartaz é sempre prova de que a inteligência existe. Seu antepenúltimo filme - já tem uma longa inédito pronto e outro em produção, como sempre - chega com todo o vigor: "Simplesmente Alice"(Cine Ritz) é a melhor estréia nesta semana, que traz também outro filme de visão indispensável: "Jesus de Montreal", (Luz), de Denis Arcand, que valeu o Grande Prêmio Especial do Júri, em Cannes em 1989.

Schwarzenegger vai à escola

Cineasta de extrema sensibilidade quando se voltou aos sonhos da juventude ("O Último Ano do Resto de Nossas Vidas") e encontros e desencontros do amor ("Um Toque de Infelicidade / Cousins"), mas também seguro num terror bem humorado ("Os Garotos Perdidos"), Joel Schumacher é confiável. Portanto, precedido de boas críticas, seu "Linha Mortal" (Flatliner), que estréia hoje (Plaza, 5 sessões), é atração bastante oportuna nesta semana em que continua o marasmo cinematográfico - com reprises e continuações (embora algumas interessantes).

As bandas do rock tupiniquim

O sucesso que as bandas de rock estão alcançando em apresentações ao vivo, lotando grandes espaços (como o ginásio do círculo Militar, no caso dos Engenheiros do Hawai; fazendo a abertura do super show do Wallers no último domingo, na Pedreira/Espaço Cultural Paulo Leminski), confirma, como se preciso fosse, a existência de um público jovem, de grande facilidade de conquista e que absorve conjuntos que, a rigor, nos tempos de maior exigência musical não teriam tanta aprovação.

As bruxas macarthistas chegam no Guaíra dia 27

Reconhecido como um dos mais importantes textos do teatro contemporâneo, "As Feiticeiras de Salém", de Arthur Miller (auditório Salvador de Ferrante, 16 de setembro a 27 de novembro) será não apenas a última grande encenação deste ano mas poderá significar a última produção do Teatro de Comédia do Paraná a curto prazo. Como se desconhecem os projetos culturais efetivos dos candidatos ao governo especialmente em relação à política teatral, poucos são os que apostam que, nos primeiros meses da próxima administração, aconteçam grandes produções.
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br