Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS Festival do Cinema Brasileiro de Brasília

Festival do Cinema Brasileiro de Brasília

Jaime, o prefeito que sabe amar bons filmes

Cinéfilo apaixonado desde a sua infância e que mesmo nos momentos de maiores compromissos sempre consegue encontrar tempo para assistir aos bons filmes em exibição (assim como nos dias mais cansativos em suas três campanhas eleitorais), o arquiteto Jaime Lerner tem todas as razões para fortalecer o cinema em Curitiba.

Curitiba perde de assistir a mostra de imagens ecológicas

Em julho último, durante o XVII Festival do Cinema Brasileiro de Gramado, Walquíria Barbosa, que há cinco anos organiza e dirige o RioCine Festival, num encontro informal, no qual participou a professora Elisa Gonçalves, secretária adjunta do Ministério da Cultura, manifestou sua simpatia de que uma seleção dos muitas curtas, médias e longas com a temática ecológica que reuniria para o festival, pudesse percorrer as cidades "nas quais houvesse interesse".

A saga dos caminhoneiros

Depois de três anos do início das filmagens, "Jorge, um Brasileiro" chega às telas (em Curitiba, estréia dia 2 de março, cines Lido I e Itália). Super produção para os padrões brasileiros - mais de 30 empresas se associaram ao projeto de Paulo Thiago, pavimentando o projeto com empréstimos desde quadros até carretas e caminhões - a transposição às telas do romance de Oswaldo França Júnior há muito vem sendo aguardada.

A Amazônia em tela e na tela

Estréia hoje, no cine Ritz às 20h, o longa-metragem Fronteira das Almas, de Hermano Penna, que estará presente para coordenar um debate sobre os problemas da Amazônia (enfocados no filme). A sessão especial é uma promoção da Embrafilme, Cine Documento, Instituto de Estudos Amazônicos e Fundação Cultural de Curitiba. Do instituto participam dos debates sua presidente Mari Alegretti, Karin Follador e Paulo Chinesa.

"Fronteira das Almas", o mergulho na Amazônia

Em agosto de 1987, quando "Fronteira das Almas" teve sua primeira exibição pública no II Festival do Cinema Brasileiro de Fortaleza a emoção foi imensa. Pela primeira vez um longa-metragem abordava um tema da maior atualidade - a migração - e que trabalhando com um elenco sem superstars oferecia, entretanto, um filme magnífico. Como o festival não era competitivo, nenhum dos (ótimos) filmes ali exibidos foi premiado. Mas se tivesse havido premiações, por certo que o filme de Hermano teria merecido vários.

No campo de batalha

Neste mês de julho, uma revoada de conhecidos colunáveis - muitos dos quais ligados a área da arquitetura- para Paris e adjacências. O pessoal foi assistir as comemorações do bicentenário da Revolução Francesa. Haja dólares nos cambistas no mercado para atender nossos prósperos turistas. xxx Vôos lotados para os Estados Unidos. Há pais "desesperados", em enviarem seus filhos para a Flórida, que oferecem até 50% a mais sobre os preços das passagens por possíveis desistências. xxx

No campo de batalha

Hermano Penna, 44 anos, diretor de "Fronteira das Almas" (Cine Ritz, a partir de hoje) já concluiu o primeiro tratamento no roteiro de seu próximo filme - "Arremate dos Males". Explica: "será um filme sobre a cultura popular, focando um grupo de artistas numa pequena cidade do Interior". As filmagens serão possivelmente em algum ponto da Amazônia - cenário que fascina Penna ("Fronteira..." foi rodado em Rondônia, há três anos). ***

Como está a situação do Fundo de Cinema?

Independente das palavras elogiosas que o vereador Mário Celso nos distinguiu na justificativa do seu requerimento - o que agradecemos - o fato é que torna-se importante que os vereadores, como em seu caso, se preocupem com atitudes tomadas pelo Executivo. Infelizmente as denúncias que são feitas em relação a vários setores - e isto há anos - nem sempre encontram o necessário reflexo junto aos vereadores.
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br