Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS FestRio

FestRio

Chatas, ternas, diabólicas e sofredoras crianças do FestRio

Ao contrário de suas primerias quatro edições, o FestRio/Fortaleza 89 não teve a mostra Um Olhar Feminimo - reunindo especificamente as obras de cineastas contemporâneos. Nem por isto, entretanto, as cineastas, produtoras e - naturalmente - atrizes, deixaram de ter uma presença marcante na capital cearense, merecendo a principal reportagem na última edição do "Fest Rio News" - o jornal interno do evento.

E quando o público poderá ver os filmes do FestRio?

Uma semana após o VI Festival Internacional de Cinema, Vídeo e Televisão ter acabado, desta vez em uma bem sucedida edição Fortaleza - que ofereceu plenas condições para sediar este evento da maior repercussão cultural (e turística) - uma pergunta natural é feita entre (tantas) reflexões que sempre cabem: quando o grande público poderá conhecer ao menos os principais filmes levados nas mostras competitivas (e algumas paralelas) que, entre 22 de novembro a 5 de dezembro ocuparam os mais nobres espaços da imprensa nacional?

Um prato de mestre com as perfeitas iguarias visuais

Um ladrão acompanhado de sua esposa, Georgina (Helen Mirren), janta todas as noites num sofisticado restaurante, Le Holandais, do qual é proprietário, administrado por um lacônico cozinheiro (Richard Borhringer). Uma noite - a primeira ao longo de uma semana, em que se passa a ação a esposa é atraída pela presença de um modesto cliente, um bibliotecário judeu Michael (Alan Howard), que também sente atração por ela.

Theo Angelopoulos, novo mestre do cinema grego

Numa feliz coincidência, na mesma noite (28 de novembro), em que um público formado basicamente de jornalistas e cineastas emocionava-se em assistir a primeira projeção no Brasil de "Fuga na Névoa" - dentro da Mostra Informativa Internacional do FestRio - anunciava-se a escolha deste filme grego como merecedor do Felix, o Oscar instituído pela comunidade européia de cinema em 1988 (quando o premiado foi o polonês Krzystof Kieslowski com seu "A Short Film about Killing", primeiro episódio do decálogo, trazido a Curitiba no rastolho da XII Mostra Internacional de Cinema).

Ótimos filmes em exibição

A programação continua a esquentar com lançamentos para diferentes faixas: os filmes-revelações de Cannes-89 estão chegando - "Sexo, mentiras e videotapes", de Steven Sondenberg, previsto para os próximos dias no Ritz (pré-estréia amanhã, 24 horas), enquanto "Faça a Coisa Certa", de Spike Lee, substituirá "Chuva Negra", de Ridley Scott - que apesar de seus méritos e marketing estreou com público abaixo do esperado: pouco mais de 5 mil espectadores na primeira semana (apesar disto continua no Condor).

Documentário sobre o homem e o aventureiro

Entre as centenas de opções visuais levadas ao VI FestRio, em sua edição Fortaleza (23 de novembro/02 de dezembro), nenhum filme era tão aguardado pelos cinéfilos como o documentário "The man, The Movies, The Maverick - John Huston", que desde sua premiére mundial, ocorrida a 12 de junho deste ano, no Festival de Cinema de Montreal, tem extasiado os hustonianos. Naquela cidade canadense, o jornalista João Luiz Albuquerque, assessor de imprensa do FestRio, assistiu ao documentário e decidiu: o mesmo teria que ter uma projeção no FestRio-89.

"Raoni" voltou com presença de Brando

Marlon Brando, 66 anos, volta em evidência: dentro de algumas semanas a CIC lança "Assassinato sob Custódia" (A Dry White Season), de Euzhan Palcy - um sério drama denunciando (mais uma vez) o appartheid na África do Sul, filme que encerrou o VI FestRio (Fortaleza, 2/12/89). Paralelamente no Auvicom 90, a feira de vídeo e som que se realiza nesta semana no Anhembi, em São Paulo, a Alvorada Vídeo tem como maior atração de seu pacote de lançamentos o documentário "Raoni", que é narrado por Marlon Brando.

O "songo" cubano

Mais um título na coleção "Cuba" que em boa hora a WEA criou para divulgar a música daquele país entre nós "Los Van Van" - nome que é sinônimo de escola de músicos. Na verdade, uma orquestra liderada há 22 anos pelo baixista Juan Formell, tem prestígio internacional, fez a bela trilha do filme "Los Pássaros Tirnadola a 1a Escopeta" (que representou Cuba no FestRio-87, mas que permanece inédito entre nós) e se caracteriza por fazer uma música extremamente dançante. Ouvindo-se Los Van Van, neste primeiro Lp que chega ao Brasil, sente-se, como escreveu Roberto M.

Abismo oceânico é a única estréia na semana de Natal

Nesta penúltima semana do ano, com festas e preparativos para as férias de verão, a temporada cinematográfica é de vacas gordas. Lançamentos especiais, com público alvo nas platéias infanto-juvenis, em condições de qualidade. Mas rendas abaixo do que se esperaria - considerando-se anos anteriores. O que é natural, já que a crise financeira atinge a classe média e "c" - ainda as que mais frequentam os cinemas, já que nas classes "a" e "b" superior, a opção fica por conta do vídeo cassete.

O filme certo do black Lee

"Todo americano negro já se defrontou com o racismo. Pode não ser todo dia. É a mesma coisa que dizer "este cara é azul". Quando você vive lá, na América, você cresce com isso. É claro que agora não há mais os restaurantes ou toaletes separados, para brancos e negros. Nós fizemos o filme para mostrar que, mesmo assim, o racismo continua". (Spike Lee, diretor de "Faça a Coisa Certa").
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br