Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS FMs

FMs

A Estadual mantém programação mas ouvintes estranham hora religiosa

A coluna em que denunciamos a mudança da programação da Rádio Estadual do Paraná - que na busca de melhor Ibope ameaçava substituir a difusão do que há de mais significativo na música (nacional e internacional) pelo brega e som de consumo, felizmente teve repercussão. A secretária Gilda Poli, da Cultura - pasta à qual está subordinada a Fundação Rádio e TV Estadual do Paraná - recortou a coluna e despachou à direção da emissora, com algumas observações. xxx

Wanderley, sem lágrimas, o homem, o profissional e uma oração testamento de Adeus!

"A Morte é a grande pergunta e a final e grande resposta de todos os credos... "(José Wanderley Dias, em sua última crônica. "Quando eu morrer", coluna "A Vista do Meu Ponto", página 5, 1º caderno, edição de ontem, 10/07/92, da "Gazeta do Povo"). Ontem, perla manhã, ao ler meus textos em O Estado do Paraná, deparando-me com habituais erros de imprensa - frases cortadas, palavras modificadas, pequenos empastelamentos, lembrei-me de Wanderley Dias. "Ao menos ele, deve estar aumentando seus álbuns de enganos de imprensa..."

Um novo Guedes e novidades para o consumo dos jovens

Renato Costa, advogado, empresário e manager dos mais conceituados no meio artístico - e que acompanhava seu grande amigo Luiz Gonzaga Jr., há um ano, quando de sua temporada no Paraná, sofreu seríssimos ferimentos no acidente que vitimou o grande Gonzaguinha, em 29 de abril. De volta ao campo de batalha, após 10 meses de inúmeras e caríssimas operações, Renato prepara um belo show em homenagem aos dois Gonzagas - "Lua" e o Gonzaguinha - que deve acontecer no final do mês, em Curitiba, com patrocínio do governo Roberto Requião, conforme aqui registramos em primeira mão. xxx

No ar, a homenagem aos melhores de nosso rádio

30 horas após a 64, cerimônia do 64ª Festa do Oscar, Curitiba também teve a sua versão tupiniquim para valorizar uma classe que tem sido cada vez mais marginalizada: os profissionais do radio. Idealizada por João Luiz Fiani, 28 anos e múltiplas experiências - ator, locutor, apresentador de programas de televisão, publicitário, etc., "Os Melhores do Rádio", nesta sua primeira edição, foi um evento marcante para destacar prefixos e, especialmente, profissionais que ainda acreditam na força do rádio.

Entre a AM/FM, os troféus aos veteranos profissionais

Equilibrando as premiações entre trabalhos de equipe e alguns (poucos) destaques individuais, os Melhores do Rádio-I acabou consagrando a rádio Independência-AM que levou sete das premiações: [melhor emissora, melhor locutor] (melhor dizendo, deveria ser "comunicador") - Luis Carlos Martins; departamentos artísticos, jornalismo e comercial; melhor contato (Vicente) e repórter (esportivo) de campo (Foguetinho).

Chaves, saudando turistas na Bahia

Mais um compositor-intérprete na praça: Ricardo Chaves. Jovem , boa pinta, com um estilo em que mistura brasilidade baiana com toques para chegar a faixa mais jovem estréia em "Via Principal, gravados nos estúdios de 24 canais de Wesley Rangel, em Salvador - o maior do Nordeste. Afinal é nos estúdios W.R. que tem sido produzidos muitos discos que vem estourando nacionalmente, com o calor e o ritmo da música nordestina, especialmente a baiana.

Os sambas-de-enredo que poucos sabem cantar em nosso Carnaval

Com humor, criatividade e amor que tem pela cidade, Hélio Leites, 40 anos, há quase dois meses já comunicava ao Sr. Nelson Santos, presidente da comissão executiva do Carnaval de Curitiba, que, pela segunda vez, a mais alternativa das agremiações momescas de Curitiba - a Ex-cola de Samba "Unidos do Botão" (com "ex" mesmo) sairia uma semana antes do Carnaval para um minimalista desfile pela Boca Maldita, apresentando seu samba-de-enredo e os sete mini-carros confeccionados por seus 21 integrantes.

CDs do ano - A volta de Luís Bonfá, em sua melhor forma e estilo

Afinal, neste final de ano, chega um dos álbuns mais aguardados: o retorno de Luís Bonfá, que há 18 anos não tinha um novo disco lançado no Brasil ("Jaracandá" aqui saiu em 1973 pela RGE), embora sua discografia chegue a 50 títulos nos Estados Unidos. Reconhecido como um dos influenciadores da Bossa Nova, compositor, violinista e mesmo cantor eventualmente, com uma obra internacionalmente reconhecida, Bonfá é, para a geração idiotizada pelas FMs que colonizam corações & bolsos, um ilustre desconhecido.

Os bons tempos da Clube, Guairacá, Marumby, Colombo e outros prefixos

A nossa pioneira "Clube" - a PRB-2, Radio Clube Paranaense, cujas primeiras transmissões foram ao ar numa fria noite de 27 de junho de 1924 - num pioneirismo de um grupo de paranaenses que colocou a novidade praticamente ao mesmo tempo que acontecia o início efetivo das rádios do Rio de Janeiro e Pernambuco - a próxima Rádio Exclusiva, a 13ª FM que entrará no ar dentro de seis semanas (elevando o número de rádios para 26, somente em Curitiba) muita coisa mudou.
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br