Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS Foz do Iguaçu

Foz do Iguaçu

O canto sertanejo que a urbanização transformou

Com o especial que dedicou a dupla Leandro & Leonardo, a Rede Globo rendeu-se ao óbvio: a força da música rurbana que, nestes últimos anos, ascendeu como uma das tábuas de salvação do show bussines nacional.

No campo de batalha

Parece que as ordens do prefeito Jaime Lerner não estão sendo respeitadas pela presidência da Fucucu. Na quinta-feira, pela manhã, havia determinado que as sessões dos cinemas pertencentes a Fundação Cultural de Curitiba passassem a funcionar realmente corridas - sem intervalos de 30 a 45 minutos como vem acontecendo. Sexta-feira, não só o Luz - que exibe "Caso de Força Maior" continuou a manter um longo (e totalmente desnecessário) intervalo de 30 minutos, como também o Cine Ritz, onde estreou "Rapsódia em Agosto", de Akira Kurosawa, está fazendo intervalos de 20 a 25 minutos.

O cineasta que se preocupa sempre com o meio ambiente

Por sua formação de ecologista, desenvolvida principalmente na Alemanha nos anos 60/70 - quando ali foi estudar e se iniciou profissionalmente no jornalismo cinematográfico e para a televisão, Frederico Fullgraf tem realizado toda uma obra voltada a natureza e ao ambiente. Para documentar o fim das Sete Quedas, em 1982, (*) organizou um "Kuarup" ecológico, documentando-o em belíssimas imagens - que num documentário de 10 minutos, utilizando como texto apenas o poema de Carlos Drummond de Andrade na interpretação da atriz Lota Moncada, mostrou toda a beleza que a Usina de Itaipu destruiu.

No campo de batalha

Um novo e jovem crítico de cinema começa a aparecer: Cadu Guimarães, 21 anos, primogênito do advogado e ex-jornalista Célio Heitor Guimarães. Com o pseudônimo de Epaminondas Castelo Branco, Célio foi o mais profundo analista da televisão no Paraná em seus primeiros anos, escrevendo em "O Dia" e "Última Hora" e ajudando seu amigo Luís Renato Ribas a consolidar TV-Programa. xxx

Brasilidade nas dez canções concorrentes

São Paulo Venceu a brasilidade! Duas belíssimas canções de raízes interioranas - "Brabuleta" (Marcos Flexa/Paulo Azevedo) e "Tâmarera" (Marku Ribas/José Edward) - falando em ecologia e natureza, mas com extrema originalidade - e até rock-protesto ("Eládio"), do mineiro Sérgio Moreira, ironizando o desprestigiamento da música brasileira por disc-jóqueis colonizados - foram vitoriosas do Festival Carrefour de MPB (domingo, ginásio do Pacaembu).

Selma Reis, a confirmação do novo talento feminino

No ano passado, entre as boas estréias fonográficas, esteve Selma Reis, fluminense de São Gonçalo, 33 anos, que ganhou de Mauro Dias, em "O Globo", um justo comentário: "a melhor voz das últimas duas décadas". Aldir Blanc, vozes. "A gente ouve Selma Reis e pensa no auditório da Rádio Nacional em dia de gala. Selma está linda, nos bastidores, aguardando a vez de cantar. Conversa com Dalva de Oliveira, Dircinha, Linda, e, é claro, Angela Maria".

Em clima de festivais, o renascer de nossa música

Das 425 músicas inscritas para o Acorde Cataratas, foram selecionadas 36, das quais disputaram a finalíssima na noite de domingo, as seguintes: "Fronteira Cantar" (Armando Vasques / Valdir Santana, RS); "Hay Una Nota En El Aeire" (Rodrigues Bernard / Jesus Soares, Uruguai); "Luz" (Altay Velloso / Paulo Cesar Feital); "Mãe Natureza" (Kleiton Ramil); "Canção de Foz" (Bagé / Erlon Péricles, Foz do Iguaçu); "Canta Viola" (Telu); "Avenida São João" (Paulo / Jean Garfunkel); "Tchim Tchim" (Saúde) (Eduardo Constantinoupolos / Jairo Ubirajara Lago, Foz do Iguaçu); "vitória do Trigo"

Foz, um festival para aproximar as fronteiras culturais latinas

O advogado Osmar Koehler, 52 anos, catarinense de Canoinhas mas curitibano por adoção - aqui vive desde 1957, quando chegou para estudar na UFPR, convidou dois casais amigos e enfrentou a bordo de sua confortável F-, cabine dupla, os buracos da BR-277 para passar o último fim-de-semana em Foz do Iguaçu. Finalidade: assistir ao Acordes Cataratas.

O canto latino-americano reúne-se em Foz do Iguaçu

Seria oportuno, simpático e, por certo produtivo, que o recém-empossado superintendente da Fundação Teatro Guaíra, Oswaldo Loureiro, de preferência acompanhado de seu maior amigo Eduardo Requião, assessor especial do governador Roberto Requião para a área cultural, fossem a Foz do Iguaçu neste final de semana acompanhar de perto o Acorde Cataratas - I Festival Latino americano da Canção.
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br