Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS Foz do Iguaçu

Foz do Iguaçu

Laertes e o filme "O Diabo de Vila Velha"

O trágico acidente que custou a vida de Laertes Moreira, o simpático "jornalista do cachimbo", no último fim-de-semana, não deve ficar no registro apenas nas páginas policiais ou nas curtas notas de um obituário que surpreendeu seus (muitos) amigos. Bonachão, simpático, identificado sempre com o cachimbo, Laertes era na verdade mais um (atuante) corretor de espaços publicitários do que um jornalista, embora, na prática, cobrisse sempre muitos fatos, especialmente ligados a prefeitos do Interior, seus clientes.

As lições de Vieira, o Senhor Presidente

Após reunir-se com mais de 100 gerentes das regiões de Londrina e Cascavel, o Sr. José Eduardo Vieira, presidente do Bamerindus deu um tempo em sua apertada agenda de compromissos para, no sábado, 7, ficar em Foz do Iguaçu e assistir ao ballet "Lendas do Iguaçu", cuja produção só foi possível graças ao seu apoio.

Os nossos leiloeiros

Para atualização de agendas: há apenas 20 leiloeiros oficiais, devidamente credenciados junto ao Departamento Nacional de Registro do Comércio. Destes, dez estão em Curitiba, espalhando-se os demais por oito cidades do interior. xxx Em Curitiba, os leitores oficiais são os seguintes: Edson de Bernardi, Pedro Tibur (que tem Janita de Lourdes Roiz Tibur como preposto); Cláudio Cesar Kuss; Luiz Carlos Nogari dos Santos; Kurt Schneider; Hamilton Ribas von Singen; Joanna Delia Svetlana De Bernardi (a esposa de Edson Bernardi) e Paulo Roberto Leal Vardana. xxx

Puerto Stroessner ou a síndrome do consumismo

Inútil pretender obter qualquer dado numérico. Simplesmente não há ninguém disposto a fornecer informações - mesmo que aproximadas - sobre o comércio na cidade Puerto Stroessner. Mesmo estimativas são difíceis de serem feitas, já que além da multiplicação das lojas, os camelôs invadiram totalmente as já estreitas e mal cuidadas ruas da cidade, em filas duplas e até triplas de barracas - nas quais oferecem todas as mercadorias que se possa imaginar.

Guaíra, um novo Puerto Stroessner para compras

"Vitrininha do mundo" há muito que Puerto Stroessner deixou de ser o Paraíso dos Compristas. O boom desenvolvimentista de Foz do Iguaçu, o crescimento vertical de caravanas de turismo, a multiplicação de lojas e comércio ambulante retiraram há muito, qualquer satisfação em comprar artigos estrangeiros no outro lado da Ponte da Amizade.

O romance de Chico fez Ricardo bailar

Finalmente "O Romance das Quatro Luas" vai chegar aos palcos do Guaíra. Contratado há dois anos, pela antiga diretoria da Fundação Teatro Guaíra, este novo bailado de Chico Buarque-Edu Lobo, com libreto de Ferreira Gullar, sofreu vários atrasos - alguns por culpa dos autores, outros devido a greve dos músicos no Rio de Janeiro, o que impediu a gravação do tape. Agora, garante Edu Lobo, a música está saindo das partituras para as fitas, com corte final da gravação nos Estados Unidos.

Foz do Iguaçu, depois de 007, agora cenário de telenovela

Pelo menos quatro produções cinematográficas estão programadas para ter o Paraná como cenário: "O Drama da Fazenda Fortaleza", de Berenice Mendes; "Entardecer das Ilusões", de Aécio de Andrade - que, pelo cronograma, deve ter suas primeiras seqüências rodadas em abril - e, em fase de planejamento, um filme de Pena Filho baseado em conto de seu concunhado, Wilson Galvão do Rio Appa e a superprodução inspirada na experiência anarquista da Colônia Cecília, nos planos de Walter Lima Jr. ("Inocência", "Chico Rei", "Ele, o Boto").

Mais uma vez é a carnavalesca Rosa que veste os bailarinos

Se os artistas plásticos do Paraná fossem como os paulistas, também em Curitiba poderia aparecer uma polêmica como a que está fazendo o Memorial da América Latina (que o governador Quércia quer inaugurar em outubro, com a presença de Fidel Castro) transformado-se num memorial da discórdia. É que mais uma vez, uma carioca, a carnavalesca Rosa Magalhães, foi contratada para executar os figurinos de uma produção da Fundação Teatro Guaíra.

No campo de batalha

Viajar ao Exterior em termos oficiais se tornou um pouco mais moralizado depois que o governador Álvaro Dias fechou as torneiras do festival de turistas "oficiais" que encontravam as mais absurdas desculpas para fazerem seus longos passeios em outros países. Agora, só se houver uma boa justificativa. É o que deve ter apresentado a geóloga Martina Grasel, da Coordenadoria de Estudos e Defesa do Meio Ambiente, que desde o dia 1º de abril está gozando as delícias de viver em Paris. Ali permanecerá um ano, oficialmente participando de pós-graduação em Meio Ambiente na Universidade de Paris-7.
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br