Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS Foz do Iguaçu

Foz do Iguaçu

Foz do Iguaçu, depois de 007, agora cenário de telenovela

Pelo menos quatro produções cinematográficas estão programadas para ter o Paraná como cenário: "O Drama da Fazenda Fortaleza", de Berenice Mendes; "Entardecer das Ilusões", de Aécio de Andrade - que, pelo cronograma, deve ter suas primeiras seqüências rodadas em abril - e, em fase de planejamento, um filme de Pena Filho baseado em conto de seu concunhado, Wilson Galvão do Rio Appa e a superprodução inspirada na experiência anarquista da Colônia Cecília, nos planos de Walter Lima Jr. ("Inocência", "Chico Rei", "Ele, o Boto").

Mais uma vez é a carnavalesca Rosa que veste os bailarinos

Se os artistas plásticos do Paraná fossem como os paulistas, também em Curitiba poderia aparecer uma polêmica como a que está fazendo o Memorial da América Latina (que o governador Quércia quer inaugurar em outubro, com a presença de Fidel Castro) transformado-se num memorial da discórdia. É que mais uma vez, uma carioca, a carnavalesca Rosa Magalhães, foi contratada para executar os figurinos de uma produção da Fundação Teatro Guaíra.

No campo de batalha

Viajar ao Exterior em termos oficiais se tornou um pouco mais moralizado depois que o governador Álvaro Dias fechou as torneiras do festival de turistas "oficiais" que encontravam as mais absurdas desculpas para fazerem seus longos passeios em outros países. Agora, só se houver uma boa justificativa. É o que deve ter apresentado a geóloga Martina Grasel, da Coordenadoria de Estudos e Defesa do Meio Ambiente, que desde o dia 1º de abril está gozando as delícias de viver em Paris. Ali permanecerá um ano, oficialmente participando de pós-graduação em Meio Ambiente na Universidade de Paris-7.

Matilde, uma mulher além do "sex symbol"

Quem imagina Matilde Mastrangi como um "sex symbol", desinibida e erótica, como sugere a imagem que transmite em fotos e mesmo na publicidade de "Uma Cama Entre Nós" (auditório da Reitoria, 6 a 9 de agosto, 21 horas) não conhece a outra Matilde. Ao menos é o que se preocupa em (de)monstrar seu atencioso "manager", Marco Possi, paulista, 35 anos, ex-produtor de pornochanchadas e há 4 anos dedicando-se em "full-time" a Matilde.

O Paraná no Livro 87 da "Britânica"

Entrar no "Livro do Ano" da Enciclopédia Britânica do Brasil é sempre um destaque importante. Afinal, esta síntese do que de mais importante acontece a cada 365 dias fica permanentemente como referência de milhares de bibliotecas, já que é cada vez maior o número de "Britânicas" espalhadas pelo País - em sua versão nacional. Álvaro Dias ganhou uma foto, sorridente, e destaque nas quase 100 linhas que o Year Book da Britânica-87 distinguiu o Paraná, na edição que começou a circular há algumas semanas. xxx

No campo de batalha

Amanhã, segunda-feira, um grande concerto no auditório Bento Munhoz da Rocha Neto: a Orquestra de Câmara da Rádio e TV Polonesa, sob regência da maestrina Agnieska Duzmal e tendo como solista o violinista Jerzy Milewski. xxx Na ocasião, o lançamento do álbum com "As Quatro Estações", de Vivaldi, gravado na Polônia, há poucos meses e cuja edição no Brasil foi bancada por Milewski, que se considera um polono-brasileiro. Ele é casado com a pianista Aleida Schweitzer, catarinense de Caçador, mas que residiu muitos anos em Curitiba, aqui iniciando sua carreira artística. xxx

No campo de batalha

Marlene Flores Travassos, pesquisadora e animadora de eventos, está na cidade fazendo importantes contatos. Atualmente, é assessora de relações públicas do empresário José Luís Moreira de Souza, presidente da Capri, grupo com ramificações em vários setores. Entre outros projetos, José Luís é co-produtor de um filme, de pretensões internacionais, para lançamento em 1988. xxx

No campo de batalha

Mais três bem sucedidos yuppies nomeados pelo secretário José Carlos Gomes de Carvalho para integrarem a Comissão do Jovem Empresário do Conselho Consultivo da Política Industrial e Comercial do Paraná: Fernando Menezes Prochet, Carlos Roberto Leprevost Lucchesi e Mozart Heitor Amorim França. São os herdeiros de grandes fortunas na área empresarial, que começam a dar seus passos na política econômica. xxx

Foz, o bom mercado para o som da América Latina

A construção da Via Veneto, em Santa Felicidade, tirou de Curitiba o seu monumento kitsch: o restaurante "Jatão", que durante dois anos foi uma verdadeira atração turística ao inverso, pela sua arquitetura de mau gosto. Ficará entretanto, na lembrança dos curitibanos mais velhos, e a professora Julieta Fialho dos Reis, incansável garimpeira de tudo que se relaciona ao kitsch entre nós, lamenta que aquela construção em forma de avião (com uma asa cortada, por imposição da Prefeitura, na época), não tenha sido melhor documentada.

Rafagnin, o turismo profissional

O desenvolvimento turístico-econômico em Foz do Iguaçu é tão intenso que os números ficam defasados em questão de meses, "as vezes até em semanas", diz Hamilton Machado Cruz, uma espécie de "fac-totum" da Secretaria de Turismo - além de associado ao secretário Névio Rafagnin em vários de seus projetos particulares. Os dados sobre os turistas que passaram por Foz do Iguaçu em 1987 ainda não estão tabulados, mas acredita o secretário Névio Rafagnin que já deve passar dos 3.400.000, considerando "por baixo e em média" - cerca de 300 mil por mês.
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br