Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS Greta Garbo

Greta Garbo

Refilmagem de "Stella Dallas" é o cartaz

Apenas três estréias na semana - e a que parece ser mais interessante - "Stella, Uma Prova de Amor" - em solitária sessão das 20h30 no distante, frio e quase sempre vazio cine Guarani, no bairro do portão. "Um Estranho Muito Íntimo" (Intimate Stranger), do americano Allan Halzmann (cine Palace Itália) e "A Vingança de Uma Mulher", do francês Jacques Deillon (Luz) são os outros lançamentos.

Imagens de stars, livros de arte e amigo de Lee, Waldir faz a América

A exemplo de outro "Bicho do Paraná", o músico Airto Guimorvan Moreira, 52 anos, hoje um dos percussionistas mais respeitados do mundo, Waldir Cruz, também viajou para Nova York, há muitos anos, com apenas US$ 100 emprestados e uma passagem aérea adquirida com as maiores dificuldades. Se Airto nasceu em Itaiópolis, SC, mas viveu alguns anos em Guarapuava (antes de Ponta Grossa e Curitiba, daqui seguindo para São Paulo), Waldir é guarapuavano do dia 10 de outubro de 1954.

Autorizadas ou não, biografias para quem gosta da vida alheia

Enquanto Katharine Hepburn aos 83 anos, prefere confessar sua vida em "My: Stories of my Life", autobiografia que lançada nos Estados Unidos em agosto último lhe rendeu, antecipadamente, US$ 4,3 milhões, biografias não autorizadas de gente famosa continuam a aparecer nas livrarias brasileiras, alcançando vendagens impressionantes para um gênero que até há pouco era visto com restrições pelos diretores.

Brasilidade nas dez canções concorrentes

São Paulo Venceu a brasilidade! Duas belíssimas canções de raízes interioranas - "Brabuleta" (Marcos Flexa/Paulo Azevedo) e "Tâmarera" (Marku Ribas/José Edward) - falando em ecologia e natureza, mas com extrema originalidade - e até rock-protesto ("Eládio"), do mineiro Sérgio Moreira, ironizando o desprestigiamento da música brasileira por disc-jóqueis colonizados - foram vitoriosas do Festival Carrefour de MPB (domingo, ginásio do Pacaembu).

No cinema para ler, as revelações sobre Greta

Já chegam a 30 os livros sobre cinema lançados este ano no Brasil, confirmando-se aquilo que aqui temos insistentemente registrado: o interesse cada vez maior pela sétima arte, em seus vários segmentos. O atento Cosme Alves Neto, curador da Cinemateca do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, listou 27 títulos - incluindo meia dúzia que deve chegar às livrarias nas próximas semanas.

As estrelas que foram iluminar o firmamento

O ano de 1990 começou levando duas divas do cinema - Barbara Stanwyck, aos 83 anos, no dia 20 de janeiro e, cinco dias depois, Ava Gardner, aos 68 - e, três meses após, a mitológica Greta Garbo, aos 85 anos, no dia 15 de abril, em Nova Iorque - seu retiro desde 1941, quando abandonou voluntariamente o cinema no auge de sua carreira. Outra atriz inesquecível, Paulette Goddard - a lembrança eterna da companheira de Chaplin (que foi seu marido) em "Tempos Modernos", que morrera aos 79 anos, em 22 de abril.

As perdas de 1990

Janeiro Ernest Widmer, nascido na Suíça, em 1927. Maestro-compositor, veio para o Brasil em 1956 a convite de K. F. Koelrreuter, naturalizando-se brasileiro. Viveu muitos anos na Bahia, onde implantou uma avançada escola de estudos e pesquisas. Faleceu dia 04/01. George Auld, saxofonista-tenor, nascido em 18/05/1919. Gravou seus melhores discos com Benny Goodman. Em 1977 apareceu numa ponta no filme "New York, New York" como o músico que ensina Robert De Niro a tocar saxofone. Dia 08/01.

O cinema para ler

Após anos de indigência editorial nas áreas das artes, começamos a entrar em dias melhores. Ano a ano, cresce a produção editorial de obras que se voltam ao cinema, música, teatro e artes plásticas - incluindo edições de arte. Mesmo com os tempos bicudos que enfrentamos, e, no caso de edições-brinde de obras de arte tenha havido uma natural recessão com o fim da Lei Sarney (que estimulava investimentos culturais), aliada aos rigores do Plano Collor, ainda se publicou bastante em 1990.

Afinal, a biografia autorizada de Greta

Se o saudoso Ernani Gomes Corrêa (Curitiba, 19/4/1913 - 15/2/1981) estivesse vivo e escrevendo a sua "Roda Gigante" na TRIBUNA DO PARANÁ, que ele manteve desde o número um até três dias antes de sua morte, por certo que dedicaria no mínimo duas colunas a um livro que acaba de chegar as livrarias: "A Divina Garbo", de Frederic Sands e Sven Broman (Editora Nórdica, 200 páginas, 890,00).

"Cine Hai-Kai", Leminski iluminado pelas imagens

O mais curta dos filmes que disputaram os Candangos no XXIII Festival do Cinema Brasileiro de Brasília (10 a 16 de outubro) foi recebido com aplausos. Seu realizador, Pedro Anisio, 34, tinha consciência de que seria difícil sair com alguma premiação, já que disputavam também produções com melhor acabamento técnico e, naturalmente, de duração normal dos curtas.
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br