Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS Hermeto Paschoal

Hermeto Paschoal

Equilíbrio comercial no festival de jazz

O encerramento do II Festival Internacional de Jazz, um autêntico carnaval ao som do Trio Elétrico, foi quase no amanhecer de ontem, segunda-feira. Bastante sintomático nesta promoção que envolveu esforços diretos de uma equipe de 30 pessoas durante sete meses e nas últimas 3 semanas, cerca de 500 outras.

Disco do Ano

Por uma feliz coincidência aparecem simultaneamente novos discos de compositores-instrumentistas e vocalistas que, de uma fora ou outra, estiveram integrados ao que de melhor aconteceu na MPB nos últimos 20 anos: o emocionante << Um Pouco de Ilusão >> , com Vinícius de Moraes e Toquinho (Ariola, abril/80) - que já registramos, em comentários especial (<< Tablóide >> , 26/4/80), mas que voltamos a aqui recomendar, por registar mais um momento nesta parceria tão importante; Antônio Carlos Jobim, parceiro do grande Vinícius em tantos momentos inesquecíveis, hoje, sem favor, um dos nomes mais importante

ZonaZul e Aquarela, as revelações instrumentais

Na programação nacional do V Free Jazz Festival, as duas gratas revelações, em termos de grande público, foram as apresentações dos grupos Aquarela Carioca e ZonaZul.

O bom "Realejo" que Rildo sabe executar

Nesta época de consumo do mais supérfluo rock tupiniquim - sem falar nos pacotes internacionais - deve-se saudar, com entusiasmo, o aparecimento de discos de instrumentistas brasileiros. Por exemplo, o Som da Gente, bravamente, inaugura seu catálogo de 1987 com um belíssimo elepê da Orquestra de Cordas Dedilhadas de Pernambuco, que anteriormente fez dois discos, produzidos por Hermínio Bello de Carvalho e Maurício Carrilho - mas que ficaram restritos ao circuito oficial.

Abertura (Opus 5)

As vaias que durante quase cinco minutos impediram que Walter Franco, premiado com Cr$ 30 mil em 3º lugar na finalíssima de "Abertura" (Rede Globo de Televisão, terça-feira, 21 às 24 horas) pudesse apresentar a sua "Muito Tudo", refletiram a incompreensão do público presente no Teatro Municipal de São Paulo para com a experimental proposta do jovem compositor, que há 3 anos, no último FIC, já havia criado um sério problema, levando a demissão coletiva do júri da fase nacional pela classificação de sua música-happening "Cabeça".

Em todas as rotações. Em todas as direções.

1- Agora com novo e atuante representação em Curitiba, Jorge Cavaco Barbosa, procurando ampliar o atendimento de sua gravadora, a WEA Discos Ltda está anunciando para o final de abril o lançamento de seu primeiro catálogo brasileiro (o lp "Urubu", de Antônio Carlos Jobim, editado no suplemento inaugural, em julho/76, foi gravado nos EUA). Há o esperadíssimo terceiro LP de Belchior, os não menos João Gilberto e Hermeto Paschoal (ambos gravados nos EUA), um novo disco do conjunto Azimuth e a estréia, na área do soul, da banda Blac e do compositor e cantor Carlos da Fé.

De Nelson a Karan

NELSON GONÇALVES - Poucos, muitos poucos, cantores tem permanecido tão fiéis a uma gravadora como Nelson (na verdade Antônio) Gonçalves, paulista do dia 22 de junho de 1920. Não só fiel mas lucrativo, pois esse cantor romântico, que antes de ser cantor foi boxeur e garção, é, há pelo menos 20 anos, um dos artistas de maior prestígio popular. O tempo passa e Nelson permanece, com um repertório que durante anos foi caracterizado pelas músicas de Adelino Moreira, de quem foi durante tempo uma espécie de intérprete exclusivo.

"Geraes" de Milton

No intervalo de "Geraes" (sexta-feira, auditório Bento Munhoz da Rocha Neto), os músicos que acompanharam Milton Nascimento indagavam: "Mas o que é que está havendo com o público?

Nem só de Gardel vive a música latino - americana

Nunca os brasileiros visitaram tanto um país como a Argentina nestes últimos anos. A desvalorização do peso e as facilidades oferecidas aos turistas brasileiros transformaram, até há pouco, Buenos Aires no roteiro predileto da classe média brasileira, desnumbrada com as lojas de Calle Flórida, os teatros, os cinemas e principalmente, a noite porteña - o luxuoso Michelangelo, o agradável caño 14 ou o simpático El viejo Almacën, além do sofisticado - e caro - Karinas, para só citar os endereços mais famosos do roteiro turistico de Buenos Aires.
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br