Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS Hermeto Pascoal

Hermeto Pascoal

O melhor do som instrumental com Sebastião e seus amigos

A caveira-de-burro que a incompetência das últimas administrações parece ter enterrado na Praça Guido Viaro está sendo retirada. Isto graças à dedicação, entusiasmo e, sobretudo, bom relacionamento que Gersinho Bientinez, compositor, violonista e administrador, hoje responsável pelo Teatro Paiol, vem dedicando na árdua tarefa de fazer com que aquele espaço cultural, aproximando-se de seus 20 anos, recupere o prestígio que anos de abandono e boicote oficial o levaram - passando de um ativo centro cultural para um mausoléu de frustrações artísticas.

O som da gente em New York

Nova York - Na tarde de terça-feira, 7, após um repórter do caderno de espetáculos do "The New York Times" ter entrevistado demoradamente o múltiplo instrumentista Hermeto Pascoal, no hotel Loews & Summit, na Lexington Avenue, fez questão de fotografá-lo no Town Hall, teatro no qual aconteceu nos dias 10 e 11 as apresentações dos músicos do Som da Gente. Profissional experiente, acostumado a fotografar grandes personalidades artísticas, a emoção o dominou quando, ao piano, o albino bruxo alagoano, começou a dedilhar alguns temas.

O som brasileiro de alemão chega aos EUA

New York - Alemão (Olmir Stocker, Taquari, RS, 17 de junho de 1936) teve nesta temporada americana grandes alegrias. Além de, na noite de sábado, 11, ter feito uma belíssima apresentação no Town Hall, dentro da mostra de música instrumental promovida pelo Som da Gente, patrocinada pelo Bamerindus do Brasil, conheceu a produtora Judith M.

O Som da Gente invade hoje a praia americana

Nova York - Hoje à noite, quando Hermeto Paschoal, 53 anos, alagoano de Arapiraca, abrir o Som da Gente - Is The Sound of Our People, por certo que na platéia do Town Hall - auditório conhecido internacionalmente, pelas centenas de discos ao vivo que ali já foram gravados com os maiores nomes do jazz - estarão muitos brasileiros.

O apoio do Banco de Nossa Terra

No texto que faz para o programa das duas apresentações Som da Gente, em Nova Iorque, o sr. José Eduardo Vieira começa lembrando que "bancos trabalham com o dinheiro do povo. Para cuidar bem desse dinheiro um banco tem que conhecer de perto sua gente e respeitá-la. Uma das melhores formas pelas quais um banco pode retribuir a confiança de um povo é promovendo sua cultura, proporcionando-lhe novas perspectivas e preservando sua memória.

Muito lixo em vídeo

Não é sem razão que os donos de locadoras têm que recorrer cada vez mais aos chamados "consultores de vídeo" para fazer suas compras mensais. A multiplicação de distribuidoras que colocam centenas de títulos no mercado e os preços cada vez mais elevados por unidade - hoje entre Cz$ 9 a Cz$ 16 mil - faz com que haja cuidado para não adquirir títulos que não têm o menor atrativo para o público que representam, sequer, trabalhos significativos de arte.
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br