Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS Hugo Carvana

Hugo Carvana

Paisagem do Litoral paranaense abre o 19º Festival de Gramado

Pela primeira vez nos 19 anos do Festival de Gramado, as primeiras imagens a serem projetadas na ampla tela do cine Embaixador, amanhã à noite, serão de um filme totalmente feito no Paraná: "Os Desertos Dias", ex-"Longas Sombras no Fim da Tarde", que Fernando Severo rodou entre abril/maio de 1989 em Antonina, Morretes e Ilha do Mel foi o curta programado para abrir ao mais badalado evento cinematográfico do país.

Nas trilhas de Faustão e Salomé

É lamentável que enquanto trilhas sonoras marcantes como as que Paulo Barnabé e Sérgio Sarraceni compuseram para filmes como "O Corpo" (o grande vencedor do 24º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro) e "Vai Trabalhar Vagabundo - II - A Volta", respectivamente, não tenham chances de serem editadas, bobagens caça-níqueis - como as trilhas dos filmes dos Trapalhões, Xuxa, "O Gaúcho Negro" e "Inspetor Faustão e Malandro em A Missão" sejam lançadas na praça.

A relação dos premiados

Longas-metragens - MELHOR FILME: "Não Quero Falar Sobre Isso Agora"; MELHOR FILME JÚRI POPULAR: "Vai Trabalhar Vagabundo II: A Volta"; MELHOR DIRETOR: Neville D'Almeida ("Matou a Família e foi ao Cinema"); MELHOR ROTEIRO: Mauro Farias e Malanie Diamantas ("Não Quero Falar Sobre Isso Agora"); MELHOR ATOR: Hugo Carvana; MELHOR ATRIZ: Marisa Orth/Eliana Fonseca ("Não Quero Falar Sobre Isso Agora"); MELHOR FOTOGRAFIA: Nonato Estrela ("Sampaku - O Olho da Ambição"); MELHOR MÚSICA: Sérgio Sarraceni "Vai Trabalhar Vagabundo II: A Volta"); MELHOR DIREÇÃO DE ARTE: Cristiano Amaral ("Vai

Cinema brasileiro renasce neste Festival de Brasília

Brasília - Numa prova de que o cinema brasileiro tal como o mitológico [Fênix] renasce das cinzas deixadas há 16 meses, quando o presidente Collor extinguiu a Embrafilme - e castrou toda a produção que existia na época - esta 24a. edição do Festival criado em 1965 inicia hoje em clima de otimismo e esperança.

Os premiados do 24o. Festival de Brasília

LONGA-METRAGEM: filme - O CORPO; melhor filme - júri popular: "[Ameríndia], Memória e Compromisso no V Centenário"; diretor: Neville de Almeida ("Matou a família e foi ao cinema"); ATOR: Hugo Carvana ("Vai Trabalhar Vagabundo II: A Volta"); atriz ; Marieta Severo ("O Corpo"); ator coadjuvante: Eurico Martins ("Sua Excelência, o Candidato"); atriz coadjuvante: Andréa Beltrão ("Vai Trabalhar..."); roteiro: Alfredo Oroz ("O Corpo"); cenografia: Felipe Crescente ("O Corpo"); trilha sonora: Paulo Barnabé ("O Corpo");montagem: Danilo Tadeu/Eder Mazzini ("O Corpo"); e Idê Lecre
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br