Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS Interior do Paraná

Interior do Paraná

O Poeta morreu na estrada mas suas canções ficarão

Há exatamente um ano, um domingo, no principal clube de Pato Branco, Luiz Gonzaga Júnior fazia a sua última apresentação. Em excursão pelo Sul - que havia iniciado oito dias antes, no Teatro do Paiol, com o espetáculo "Cavaleiro Solitário", mostrava uma nova fase, como intérprete solo, acrescentando a um repertório já cinhecido por inúmeros sucessos oito novas canções.

O prefeito bem amado que foi condecorado com um fusquinha

Em 1967, quando foi criada a Justiça Federal, os primeiros juizes indicados para ocuparem as varas no Paraná foram o professor Manoel de Oliveira Franco Sobrinho, que havia sido deputado federal, tendo inclusive representado o Brasil em reuniões da ONU, Heraldo Vidal Coro e Milton Luis Pereira. Representava, já, uma [ascensão] significativa para o menino pobre criado no Norte do Paraná - nas cidades de Apucarana e Califórnia, e que vindo estudar em Curitiba, em 1951, aqui ganhou seu primeiro salário como locutor da Rádio Clube Paranaense.

Uma reflexão em torno dos 60 e adjacências

Ao pretender uma reflexão sobre os anos 60 com uma visão de dramaturgia da década de 90, o paulista Maurício Abud, 32 anos, não deixou por menos: "60 e Over" (estréia nacional no auditório Salvador de Ferrante na semana passada; em temporada pelo Interior do Paraná; hoje em Ponta Grossa e quinta-feira em Cascavel), revela uma intranqüilidade intelectual-rebelde que o faz dedicar especial atenção a Jean Genet (1910-1986), de quem já adaptou e dirigiu duas peças ("Nossa Senhora das Flores" e "Os Negros").

Mentiras oficiais para justificar a violência

Roberto Nascimento, amigo de Gonzaguinha desde seu início de carreira no final dos anos 60, músico e arranjador da Rede Globo de Televisão, foi, com sua noiva curitibana, a psicóloga Silvana Marchesini, convidada especial do artista para assistir ao seu show na noite de sábado, 20, no Teatro Paiol. Ao nosso lado - onde também se encontrava o radialista, animador cultural e compositor Cláudio Ribeiro e sua esposa, Gracinha, tínhamos reservado espaço para que o cinegrafista Rafael Brenner Silva, pudesse fazer o registro do espetáculo "Cavaleiro Solitário".

No campo de batalha

Em administrações passadas, Costinha e Dercy Gonçalves nem obtinham datas no Guaíra. Hoje, uma visão mais liberal entende a importância destes artistas populares. Dercy ali esteve há algumas semanas e nesta quinta-feira é Costinha quem fará uma única apresentação de seu show "Brasil em Busca do Teatro". xxx Até outdoors foram usados pela livraria Ipê Amarelo para anunciar a presença da escritora Raquel de Queiroz hoje, a partir de 18h30, autografando a sua obra completa - cinco volumes lançados pela José Olympio. Uma promoção simpática, que merece grande cobertura. xxx

Nova-iorquina Eliana em seus tempos de Paraná

Raros entre os que há dez anos acompanharam as diferentes etapas do evento "Paraná de Todos os Cantos", promoção da então recém instalada Secretaria Estadual da Cultura destinada a revelar talentos musicais, deteve-se para apreciar, com a devida atenção, a bonita pianista que Heitorzinho Valente, coordenador do evento, havia escolhido para integrar o grupo instrumental que, em fins de semana, por quase um semestre, viajou pelo Interior do Paraná até chegar a finalíssima em Curitiba, acompanhando vozes muitas vezes desafinadas em canções medíocres.

Renato que foi Reinaldo deixa os ecos da saudade

"Depois que os anos vieram trazer a velhice, que os passos seguiram pelas noites caladas, vi-me frente a esta mesa, escrevendo coisas, fazendo notícias e dizendo que os homens mataram por ciúmes. Um drama brotou pela madrugada quente, e nas horas de trabalho a realidade converteu-se em manchete de letras azuis e termos comuns. Tudo é motivo, é furo de jornal que sempre acolhi na hora do destino nômade, seguido por aí, cansado das luzes e fraco em assunto para a crônica de segunda-feira." (Reinaldo Egas na coluna 'Ecos da Madrugada', Tribuna do Paraná, edição de 21-11-1957) xxx

Cinecologista Fred agora na guerrilha dos verdes

Mesmo tendo congelado o projeto de longa-metragem "Alemão Batata" - um grande painel sobre a colonização germânica no Sul do Brasil - e com a produção de um média-metragem sobre a questão nuclear em compasso de espera devido do "desmonte" financeiro da Embrafilme, o cineasta Frederico Fullgraf não pára de filmar. Nesta semana esteve em Brusque, fazendo seqüências para um vídeo de média-metragem sobre a história da Igreja Luterana no Brasil.

Dona Maria Nicolas, a alma de Curitiba

Curitiba perde a poeta, a escritora, a pintora, a professora. Perde mais: um pouco da sua História, de seu passado. Não há quem substitua dona Maria.

Mundo de Kózak no resgate de Severo

Emoção. Esta a primeira sensação que passou a projeção de "O mundo Perdido de Kozák" (colorido, 16mm, 15 minutos, 1988) na projeção especial que coincidiu com o Dia do Índio (terça-feira, cine Ritz).
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br