Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS Júlio Moreira

Júlio Moreira

"Canja de Viola", o bom exemplo de Paquito na cultura popular

Dentro da paquidérmica e onerosa FUCUCU, um exemplo de profissional que discretamente, sem maior apoio, vem realizando um trabalho realmente significativo em termos de cultura comunitária é Paquito (Francisco) Modesto, 45 anos, nascido no Algarve mas curitibano de adoção e paixão há quatro décadas.

Museu Paranaense não aceita perder a sua boa instalação

O professor Maury Rodrigues da Cruz, 55 anos, reconduzido à direção do Museu Paranaense, surpreendeu-se ao saber que existe a idéia de transferi-lo para um outro local - no caso da Prefeitura reassumir o prédio em que está instalado desde 16 de janeiro de 1976.

Do Paiol à Cinemateca, auditórios de Curitiba

A questão de auditórios e teatros para Curitiba não se encerra, em absoluto, nas anotações que aqui publicamos no último domingo. Afinal, são muitos os aspectos que envolvem a destinação de espaços culturais e, especialmente, a sua utilização. Por exemplo, o Teatro do Paiol, que foi a primeira obra da área cultural construída quando o arquiteto Jaime Lerner assumiu a Prefeitura, há 19 anos, é um exemplo de espaço que vem tendo períodos de maior ou menor utilização conforme a capacidade e dinamismo de quem dirige.

Cezar luta para que o Atuba ganhe o seu parque histórico

Enquanto aguarda que o prefeito Jaime Lerner se disponha a sancionar o projeto que apresentou na Câmara e, aprovado em segunda discussão, dispõe sobre a exploração dos estacionamentos de veículos, o vereador Jair Cezar está tentando sensibilizar o alcaide para uma outra importante questão: fazer com que o Parque Histórico de Curitiba criado pelo mesmo prefeito Lerner, há 23 anos, deixe de ser um matagal abandonado e se transforme num centro de recreação ecológica, beneficiando vários bairros da cidade.

Qual será o destino de sua biblioteca?

Com a morte do professor David Carneiro, foi sepultado também o último dos historiados de uma geração de paranaenses que, sem formação acadêmica em História, mas com o maior amor, entusiasmo e dedicação deram uma imensa contribuição ao nosso Estado.

Hoje é dia de aplaudir Gersinho e seus amigos

Graças a dedicação, competência e, principalmente o bom relacionamento de Gérson Bernitez, compositor, instrumentista e animador cultural, o Teatro do Paiol saiu da inércia que o vinha caracterizando há anos e está com uma programação que garante casas super lotadas nos fins-de-semana. Para tanto deve-se ao bom senso de Gersinho na escolha dos artistas programados e, especialmente, quando de suas temporadas.

Moraes Neto revive valsas num espetáculo de Gersinho

Há algum tempo, Leon Barg estava em seu escritório quando teve a melhor surpresa ao receber um visitante inesperado: - "Boa tarde, meu nome é Moraes Neto!" Leon quase se assustou. Afinal, há muito desejava estabelecer um contato com o veterano cantor de rádio, mas não esperava, jamais, uma visita pessoal. Surpresa que aumentou quando ele anunciou: - "É que agora estou morando em Curitiba e não poderia deixar de procurá-lo para cumprimentá-lo pelo seu trabalho na "Revivendo".

"Memória de David", um registro indispensável

Desde seus dias de infância, o professor David Antônio Carneiro sempre foi um apaixonado pelo cinema. Um amor tão grande que o levaria, no final dos anos 30, ao construir o edifício Eloísa, na Avenida Luiz Xavier, reservar o térreo para ali instalar o mais luxuoso cinema de Curitiba - Ópera - inaugurado em julho de 1942, com "Tudo Isto e o Céu Também" (All This, and Heaven Too), que Anatole Litvak havia filmado na MGM, dois anos antes, com Bette Davis e Charles Boyer.

A FCC quer mesmo o Rui. Mas não é por moralismo

- Quem, eu? Moralista? Surpreso diante das alegações de que uma das razões pelas quais a Fundação Cultural de Curitiba teria solicitado o cine Rui Barbosa seria a sua programação com filmes pornográficos, o advogado Carlos Frederico Marés de Souza, secretário municipal da Cultura, fala de sua surpresa ante tal acusação, acrescentando: - "No ano passado fui criticado por ter realizado o seminário sobre Arte & Erotismo. Aliás, como dirigente cultural eu tenho sido pró-erotismo muito mais do que seria desejável por muitos."
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br