Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS Jaime Lerner

Jaime Lerner

Lei Mendonça preocupa a nossa "Lei Vanhoni"

Embora todo o expediente da sessão de hoje na Câmara de Curitiba deva ser dedicada a um assunto explosivo - a discussão do bonde, num investimento de quase US$ 300 milhões de dólares - com a presença do presidente do IPPUC, engenheiro Cassio Taniguchi (*), ao menos um dos vereadores do PT Angelo Vanhoni, tentará, no finalzinho da tarde, fazer contato telefônico com colega de São Paulo para saber os resultados de um outro assunto que tornará histórica a sessão da Câmara na capital paulista.

A Lei Vanhoni foi vetada. Lerner propõe Lei Vanhoni

Há exatamente uma semana, a classe artística curitibana teve o maior choque. Quando o crítico e professor Edelcio Mostaço, presidente da comissão que coordena a aplicação dos recursos advindos da aplicação da lei de incentivos fiscais em São Paulo (*) encontrava-se numa reunião com lideranças culturais de Curitiba, no Solar do Barão, revelou-se que, na tarde daquele dia, 10 de setembro, o prefeito Jaime Lerner havia vetado integralmente o projeto de lei semelhante apresentado pelo vereador Angelo Vanhoni, que aprovado por unanimidade na Câmara, um mês antes, aguardava a sanção do burgomestre.

No campo de batalha

Um adendo ao nosso comentário de ontem: o deputado Rafael Greca de Macedo teria trabalhado apenas cinco meses (e não anos) no Instituto de Pesquisas e Planejamento Urbano de Curitiba. A vereadora Zélia Passos, que durante um longo período foi uma das mais competentes técnicas daquela instituição, foi quem denunciou a irregularidade do vereador pedetista em pretender uma "reclassificação" quando desde que foi nomeado (sem concurso) para o IPPUC, em 1983, praticamente pouco ali apareceu.

... e a capital ecológica não quer ver "Césio 137"

Onde estão os ecologistas curitibanos? E, especialmente, quem são os "preocupados" homens públicos - administradores, políticos, autoridades, que fazem da ecologia bandeiras políticas em todas as oportunidades para se autopromoverem? A pergunta cabe perfeitamente após a melancólica pré-estréia de "Césio 137 - A Tragédia de Goiânia", na noite de sexta-feira, 13, no Cine Ritz, no exato dia em que ocorreu, há quatro anos passados, na capital de Goiás, a maior tragédia de contaminação nuclear urbana do continente.

Angel, o homem certo para ajudar o turismo

Quando aceitou a direção do Departamento de Turismo, o arquiteto Angel Walter Bernal se dispôs a provar que não havia caveira-de-burro na antiga Secretaria de Turismo, implantada na administração Roberto Requião mas que apesar de todo o entusiasmo de seu primeiro titular, Clauco Souza Lobo, não tinha deslanchado como se esperava. Após a fugaz passagem do ex-deputado Amadeu Geara no cargo - do qual se afastou devido a intrigas e provocações feitas pelo barroco deputado Rafael Greca de Macedo - Jaime Lerner temia, inclusive, escolher um novo executivo para a área.

Câmara entrou no bonde da cidade com debate salutar

Ao encerrar a longa sessão da última terça-feira, 27, às 19h40, o presidente Horácio Rodrigues, 56 anos completados ontem, sintetizou as quase seis horas de discussões em torno da questão do Projeto Bonde Moderno de Curitiba. - "Mais do que o questionamento dos múltiplos aspectos que envolvem um projeto desta dimensão, com ardorosos defensores e corajosos críticos, o importante é que haja o debate amplo, democrático e necessário".

Perfil - Pitella e a última carroça

É preciso sempre redescobrir a cidade. Esta é uma das preocupações do arquiteto Jaime Lerner, desde seus tempos de estudante, longe dos dias de poder e glória que desfruta neste momento. Saber ver a cidade, em suas características, seu comportamento e, especialmente suas pessoas.

Um bilhetinho irrita os vereadores curitibanos

Ao pretender "mandar um recado" aos seus ex-colegas da "egrégia Câmara Municipal de Curitiba", o deputado Rafael Greca de Macedo (PDT) acabou colocando mais lenha na fogueira de sua vaidade em pretender ser o sucessor de Jaime Lerner na Prefeitura.

Nasce na Pedreira do Pilarzinho a Ópera de Arame com Pavarotti

A partir da próxima semana uma das modestas casas em madeira que existem na chamada Pedreira Paulo Leminski, no bairro do Pilarzinho, estará sendo adaptada para sediar um escritório administrativo no qual se instalará um dos mais competentes executivos culturais do Paraná.

Os sonhos possíveis de Lerner para diversão dos curitibanos

"E assim adormece esse homem que nunca precisa dormir Pra sonhar Porque não há sonho mais lindo Do que sua terra Não há" ("João Valentão", Dorival Caymmi, 1953). Como o personagem de uma das mais bonitas canções de Dorival Caymmi, "João Valentão", o arquiteto Jaime Lerner, 54 anos, é uma das pessoas iluminadas que não precisa dormir para sonhar.
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br