Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS Johann Sebastian Bach

Johann Sebastian Bach

O cardápio clássico da Sony com o melhor som

Música lírica, grandes orquestras e regentes, solistas marcantes eis o cardápio de um novo pacote de CDs/fitas cromo que a Sony Classical colocou há algumas semanas nas lojas, prosseguindo uma programação classe "a" que o expert Maurício Quadros, com toda sua competência, continua a orientar.

Paixão musical segundo Regina

Roberto de Regina é daquelas pessoas que ama o seu trabalho. Médico anestesista foi um bom profissional até conseguir aposentar-se do INPS - no qual trabalhou por 35 anos - mas o que sempre gostou mesmo foi a música. Apaixonado por música antiga, fundou grupos instrumentais que pioneiramente passaram a desenvolver no Brasil um repertório até então praticamente pouco divulgado e com o Coral Dante Martinez, numa série de três elepês lançados pela CBS nos anos 60 - "Cantos e Danças da Renascença" (que merecia a reedição, na perfeição do CD) ganhou aplausos internacionais.

Gould, o pianista do maior requinte

Realmente, não há razões dos apreciadores da música de melhor nível se queixarem. O jazz está em escalada com muitas (e ótimas) edições nacionais e para o público que aprecia a música erudita há lançamentos nacionais estimulantes. Claro que os milionários com discotecas CDs, exigentes, recorrem aos importados, mas para quem vive a nossa (triste) realidade em cruzados, o trabalho que Leo Barros vem fazendo na Polygram e Maurício Quadrio na CBS não pode deixar de ser digno dos maiores elogios.

Jota, a letra da sorte

O deputado Aníbal Curi, todo poderoso e influente presidente da Assembléia Legislativa e há quase quatro décadas tido como bruxo (ou Guru) de nossa pantanosa política, teria afirmado que o próximo governador sairá entre os que tem "jota" em seu nome (Jaime Canet Jr., José Richa, João Elísio Ferraz de Campos, Jaime Lerner, entre outros). O jornalista Luiz Geraldo Mazza, arguto como sempre, já contestou esta teoria, na verdade mais como frase de efeito do que, realmente, previsão política.

Ovation, o pacote para os clássicos

Mais um pacote para aproximar o grande público da música clássica - que não morde mas contamina saudavelmente o ouvinte para a alta qualidade. Mais uma vez é Henrique Sverner, dono da cadeia Breno Rossi, quem banca a tiragem inicial de uma coleção de gravações por ele apontadas - naturalmente com base no marketing cultural-comercial de seu circuito (que inclui uma loja no Shopping Mueller), pois este esquema vem funcionando há tempos, passando por gêneros como jazz (em colaboração com a CBS) e até trilhas de musicais americanos (com a BMG/Ariola, há dois anos, mas que não funcionou).

Geléia Geral - Orquestra Brasileira de Música com a Eldorado

Uma boa notícia: o (ótimo) elepê da Orquestra de Música Brasileira, lançado como produção independente, no ano passado - e que aqui registramos com destaque há algumas semanas, acaba de ser editado pela Estúdio Eldorado, sempre atento as boas produções instrumentais. Criada, dirigida e com arranjos de Roberto Gnatalli - sobrinho do inesquecível Radamés, a Orquestra de Música Brasileira busca romper com o ar sisudo das grandes orquestras, misturando violinos e sintetizadores, num repertório que revisita a obra de grandes nomes da nossa MPB.

O cravo de Regina em edição nacional

Dono hoje de um dos mais lucrativos estúdios de som & imagem do país, com filiais em várias cidades, Percy Tamplim, ex-professor de música do Colégio Estadual do Paraná e pianista amador, há 15 anos, quando iniciou as tividades do SIR, tinha sonhos de produzir discos de bom nível.

Novas gravações com as obras dos velhos mestres

O bom gosto e, sobretudo, a informação do mercado, está possibilitando que Leonardo Barros, diretor da área de clássicos e jazz da Polygram, acerte na mosca em termos de lançamentos. Assim é que aproveitando o momento jazzístico - com toda a promoção do IV Free Jazz Festival (encerrado dia 11, em São Paulo), acaba de sair a coleção de cassetes em cromo, "Walkman Jazz" - que a exemplo da Silver Collection (clássicos) e Opera Gala, traz uma esplêndida seleção - no caso como os nomes mais conhecidos do Jazz.

Dos brasileiros, Bach e sinfonias de Tchaikovsky

Maurício Quadrio, produtor de projetos especiais e a quem se deve o que de melhor se tem editado, na área erudita e jazz no Brasil, defende a tese de que sempre que é possível fazer um elepê de música clássica no Brasil deve se procurar registrar nossos autores.

Bach, Marsalis e Mozart perfeitos

Enquanto o disco-laser - identificado como CD - ainda permanece como privilégio para poucos a Polygram amplia as opções em musicassetes de cromo, de música erudita - já com três coleções (dez volumes cada), lançando a "Opera Gala", que com uma perfeita seleção, vem atender tanto aos novos consumidores, leigos, quanto aos experts - reunindo vozes das mais belas (Renata Tabaldi, Mirella Freni, Joan Sutherland, Carlo Bergonzi, Giuseppe di Stefano, Regine Crespi, Birgit Nilsson, Marilyn Horni, etc.).
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br