Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS John Ford

John Ford

Vídeo 91 - Os melhores e os mais comerciais

Assim como na fonografia - que teve uma redução de 44% nas vendas o sofisticado CD - mesmo custando a partir de Cr$ 15 mil a unidade - marcou uma ascensão (7 milhões de cópias comercializadas em 1991), o vídeo continuou a prosperar enquanto seu pai, o cinema, cada vez mais abandonado, teve um público decrescente, o que leva cada vez mais a repetirem-se últimas sessões de cinema.
Tags:

Sempre heróico John Wayne em "El Dorado" e "Chisum"

Nenhum ator personificou melhor a imagem do herói do oeste do que John Wayne (Marion Michael Morrison, 26/5/1907-16-6-1979). Ex-jogador de ruby em seus tempos universitários, chegou ao cinema com stunt-man privilegiado pelo seu físico. Foi Raoul Walsh que lhe deu sua primeira chance de aparecer como ator em "Salute" (1929), mas seria o seu maior amigo, John Ford (1895-1973) que lhe daria o primeiro papel principal - no clássico "No Tempo das Deligências" (Stagecoach, 1939).

Para rever Gary Cooper, um herói 100% americano

Para quem se interessa em fazer sua própria videoteca - seja adquirindo as cópias seladas, sendo buscando fórmulas alternativas (cópias dos filmes apresentados na televisão ou mesmo se arriscando à pirataria privada) há várias formas de para se organizar a coleção. Pode ser simplesmente uma sucessão dos filmes que mais o emocionaram, por gêneros - westerns, musicais, policiais, etc. - ou, para os que pretendem o melhor conhecimento do cinema, por autores (diretores e mesmo roteiristas).

A vida e a morte no olhar da infância e da velhice

Por uma destas incríveis coincidências, o lançamento cinematográfico que comercialmente mais funcionou na semana - "Meu Primeiro Amor" (cine Plaza, segunda semana já garantida) parece ser uma espécie de introdução a outra comédia (nem tanto) que, ironicamente, foi o maior fracasso da mesma semana ("Mamãe não quer que eu Case", cine Bristol, hoje último dia de exibição).

Renoir & o seu tempo

Após "Escritos Sobre Cinema" (1926-1971), a editora Nova Fronteira está editando outro fundamental livro para entender a obra e o pensamento de um dos mais importantes cineastas: "O Passado Vivo" de Jean Renoir (1894-1979). Filho de um mestre pintor impressionista, August Renoir (1841-1919), Jean realizou obras-primas ("A Grande Ilusão", "A Regra do Jogo" , "A Besta Humana") que serviram de paradigma para a Nouvelle Vague (em especial Truffaut) e mesmo para cineastas americanos.

Uma coleção com clips dos grandes nomes americanos

Como a indústria do home vídeo cresceu tanto, as distribuidoras de maior criatividade têm que buscar produtos com alguma originalidade. O que está acontecendo ao menos nos Estados Unidos - mas e, dentro de algum tempo, poderá ser repetido no Brasil. O último número de "American Film", que de acordo com os novos tempos foi aberto também para "Video and Television Arts", dedica anúncio de uma página ao lançamento feito pela World Vision Home Video Inc. (P.O. Box 2474, New York, NY 10185, USA) ao lançamento dos primeiros títulos da nova coleção "The Greatest Names of Film History!".

Um banquete visual a finos paladares

"O meu filme é um melodrama, uma love story. Extravagante". (Peter Greenaway, agosto de 1989, após a primeira exibição de "O Cozinheiro, o Ladrão, sua Esposa e o Amante").

Criança, o melhor marketing visual

"Cinema, a melhor diversão para a família!" O que? Numa época em que as mais violentas imagens chegam as telas e o sexo explícito deixou de ser novidade, alguém pode ainda acreditar no cinema (assim como, de certa forma, na televisão) como lazer familiar?

As magnólias em flor no campo da amizade

Discípulo do crítico Andrew Sarris, do The Village Voice, bíblia semanal da população do Greenvich Village em Nova York, o curitibano Lelio Sottomaior Júnior, em seus telegráficos e objetivos textos cinematográficos gosta de fazer classificações originais para filmes & cineastas. Por certo, se fosse escrever sobre "Flores de Ação" (cine Lido II, 4 sessões, até amanhã), o classificaria como "um filme feminino" - assim como a superprodução que o antecipou na mesma sala, "A Caçada ao Outubro Vermelho" é um exemplo do chamado filme masculino.
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br