Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS Livraria Francisco Alves Editora

Livraria Francisco Alves Editora

As solitárias 7 canções novas do Carnaval de 92

Com exceção dos sambas-de-enredo das escolas que no Rio de Janeiro conseguem, no grupo especial, gravações que atingem boa vendagem junto especialmente aos turistas - o Carnaval-92 apresenta apenas sete músicas feitas especialmente para [este] ano. Considerando-se uma média entre 200 a 300 marchinhas, sambas e marcha-ranchos que durante mais de 50 anos marcavam, a cada ano, a maior festa popular do Brasil, não deixa de ser uma prova definitiva de que em termos musicais o Carnaval está no último estágio da UTI sonora.

Noel Rosa, atual e moderno revivido em seus songbooks

Transcorridos quase 50 anos da morte de Noel Rosa - ocorrida em 4 de maio de 1937 - e 81 de seu nascimento (Rio de Janeiro, 11 de dezembro de 1910), Poeta da Vila está mais vivo do que nunca. Difícil encontrar um brasileiro que não conheça alguma canção entre as 230 que Noel compôs em seus breves 26 anos, 4 meses e 4 dias em que viveu, amou e sobretudo compôs no Rio de Janeiro - com raras saídas da Vila Isabel, onde nasceu e viveu toda sua vida na casa de seus pais, Manoel Medeiros Rosa, gerente de uma camisaria e Maria de Azevedo, professora primária.

Oscar, estrelas e fofocas dos astros

A festa de entrega do Oscar no próximo dia 25 de março deve motivar que "The Winner is... Os Bastidores do Oscar", de Emmanuel Levy (tradução de Magda França Lopes, Trajetória Cultural, 400 páginas), lançado há um ano, volte a freqüentar a lista dos mais vendidos nas livrarias Ypê Amarelo e do Chaim, que possuem esta obra referencial, crítica e analítica da maior festa do cinema.

A lembrança dos anos de fogo no livro póstumo de Sra. Malka

Embora não exista uma atividade regular na área da resenha de livros - (em termos de crítica mais profunda, nem pensar) - alguns intelectuais e jornalistas que acompanham o movimento editorial no Paraná, como o professor Hélio de Freitas Puglielli, colaborador de O Estado do Paraná, poderão, no final do ano, para a 25ª edição do suplemento dos melhores na área artística-cultural, fazer apreciações em conjunto do que se vem publicando - em iniciativas oficiais ou privadas.

Leon traz as suas cantoras do rádio

Para a leitura de um livro como "No Tempo de Almirante - Uma História do Rádio e da MPB", de Sérgio Cabral (Francisco Alves Editora) há que se buscar um fundo musical apropriado. E nisto o trabalho de um pernambucano-curitibano, Leon Barg, 60 anos, é perfeito: as edições da "Revivendo", com a época de ouro da música (e do rádio) brasileiro adquirem um justo reconhecimento nacional.

Almirante, o primeiro homem que pesquisou nossa música popular

Apesar de nunca ter vindo a Curitiba, o cantor - e depois produtor dos mais famosos programas do rádio brasileiro - Almirante (Henrique Foreis Domingues, Rio de Janeiro, 19/02/1908 - 22/12/1980), teve numa firma paranaense - a Matte Leão, através de um dos seus produtos, o "Matte Ildedonso", um dos patrocinadores daquele que é considerado o primeiro programa de palco auditório da radiofonia brasileira - o "Caixa de Perguntas", iniciado em agosto de 1938 na Rádio Nacional, que havia sido inaugurada dois anos antes, em 12 de setembro de 1936.

No campo de batalha

Fernando Sabino, que na semana passada veio a Curitiba para falar sobre Vinícius de Moraes, de quem foi um dos maiores amigos, já escolheu o título de seu novo livro de crônicas e textos avulsos: "Volta por Cima". Não é homenagem ao mais conhecido samba do paulista Paulo Vanzolini: "Depois de "Pernas para o Ar", tinha que sair o "Volta por Cima", diz, em sua irreverência mineira. Já um novo romance, que havia programado para 1990, ficou adiado: "é trabalho que exige mais fôlego e preparo físico", justifica. xxx

Em discos, fitas e livros, a história de nosso rádio

Quase que simultaneamente, a memória do rádio brasileiro foi enriquecida com duas novas produções - um álbum de cinco elepês trazendo a série de 10 programas produzidos há dois anos pela BBC de Londres e o robusto "Almirante - uma história do rádio e da MPB" de Sérgio Cabral (Francisco Alves Editora, 400 páginas).
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br