Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS Livraria José Olympio Editora

Livraria José Olympio Editora

No campo de batalha

O entusiasmo do inglês Aidan Hamilton, 29 anos, pela música brasileira é tão grande que, especialmente após conhecer o trabalho do instrumentista Cláudio Roditti, não teve dúvidas: interrompeu seu curso na University of London e há 4 meses está no Brasil, como professor da Cultura Inglesa, em São Paulo. No fim de semana, veio a Curitiba, estendendo suas amizades. "Pelo menos por 4 anos pretendo ficar por aqui", diz em seu português arrastado, falando, com vibração, da MPB. xxx

Poemas de Simões, Drummond e outros

João Manuel Simões está deixando de ter que custear as edições de seus livros e ter a satisfação de vê-los editados nacionalmente. Afinal, são mais de 20 anos de atividades literárias, de extrema regularidade, que se traduzem em quase três dezenas de títulos - nos campos da poesia e prosa, com poemas, contos e ensaios que tem, hoje, reconhecimento da crítica mais rigorosa.

Mulheres, poesia e amor

As mulheres estão agilizando-se para divulgarem seus poemas. Maria Elisa Ferraz Paciornick começou por São Paulo, na Bienal do Livro, passou por Curitiba e sexta-feira, 26, em Londrina, na Bahiarte-Galeria de Arte, autografou seu "Bom mesmo na vida". Gladyz Gama França, fluminense de Campos, 20 anos de Curitiba, lançou na quinta-feira, 25 - dia de seu aniversário, seu terceiro livro de poemas, "Apenas uma Mulher", como os dois anteriores, uma edição que ela própria financia para a renda reverter em benefício de obras assistenciais. xxx

Balcão de ofertas

Há alguns anos, o então prefeito Jaime Lerner promoveu no Parque São Lourenço um seminário sobre Lazer. Uma discussão teórica a respeito de algo que todos praticam (e que gostariam de praticar muito mais e sobre o qual inexiste maior bibliografia). Portanto, não é sem razão que Caio Grace incluiu como volume 172 da coleção "Primeiros Passos" um pequeno ensaio sobre "O Que É Lazer". O autor, Luiz Lima Camargo, 40 anos, é jornalista, sociólogo, formado pela Comunicações e Artes da USP, com doutorado na Sobornne, onde defendeu tese sobre o lazer na sociedade brasileira.

Nas memórias de Aguinaldo a guerra da Lapa (a do Rio)

Quando Rubem Braga e Fernando Sabino criaram a Editora do Autor no início dos anos 60, a intenção era publicarem apenas seus livros "E de alguns amigos" como nos diria Sabino há algum tempo. Mas o sucesso foi tão grande que começaram a aparecer originais de tanto valor que em pouco tempo a Editora do Autor tinha um respeitável catálogo - transferido posteriormente para a editora Sabiá, que acabou adquirida pela José Olympio. Entre os inéditos que Sabino não resistiu em lançar estava um garoto de 17 anos, nordestino, chamado Aguinaldo Silva.

A guerra de Malaparte em

Jornalista e escritor, Curzio Malaparte (Curzio Suckers, Partu, 1898 - Roma, 1957) foi um intelectual angustiado e inquieto. Combatia a civilização requintada das cidades defendendo a volta à vida primitiva e simples do campo mas envolveu-se em questões políticas e chegou, em certa época, a admitir o fascismo. Militar, viu os horrores da Segunda Guerra Mundial e, com extrema simplicidade, produziu dois clássicos - "Kapput" (1944) e "La Pelle" (1949).

Best-sellers para férias de inverno

Não foi sem razão que Alfredo Machado fez da Record a maior editora do Brasil, conforme o levantamento publicado em junho último pela "Leia Livros". Com o extaordinàrio senso de marketing editorial, o Alfredão - como é conhecido nos meios empresariais - transformou a Record numa casa que publica best-sellers capazes de permanecerem meses nas listas dos mais vendidos, mas sem também esquecer autores de alto nível. Com a crise da José Olympio, a Record conseguiu enriquecer seu acervo de literatura nacional - com obras desde Graciliano Ramos até Carlos Drummond de Andrade.

Brega

A palavra ainda não está em nenhum dicionário da língua brasileira mas, por certo, na próxima edição do "Aurélio", deverá ser incluída. Assim como o mestre Antonio Houaiss não deixará de catalogá-la para o superdicionário que está preparando para a José Olympio e que terá também sua edição especial para disquetes de computadores. BREGA é uma palavra ampla e que comporta inúmeras explicações. Define antes de tudo um estilo popular, correspondendo, em linguagem bem brasileira, aquilo que Kitsch não encontra a tradução correta.

E o "Autor" volta com o "Furacão" de Sartre

Rubem Braga, o admirável cronista que na semana passada esteve em Curitiba participando do projeto Encontro Marcado, patrocinado pela IBM Brasil e organizado pelo jornalista Araken Távora, fala sempre, com carinho, de suas experiências de editor - que iniciou no virar dos anos 60, ao lado de seu amigo Fernando Sabino, com uma editora que se chamava "Do Autor", por pretender restringir-se apenas a um pequeno grupo de escritores, cansados de serem roubados por editores desonestos. Só que a experiência foi tão bem sucedida, a Editora do Autor cresceu tanto que de repente era uma empresa forte.

Balcão de Ofertas

A José Olympio lança no Brasil a tradução de "O Quinto Personagem", de Robertson Davis, saudado pelo crítico L. J. Davis como "um romance maduro, perfeito e notável sob todos os aspectos; um dos melhores deste e de todos os tempos, que simplesmente não pode ser ignorado". sua ação abrange 60 anos, 3 continentes e duas guerras, englobando uma série de personagens. O autor, Davis, 73 anos, canadense de Thamesville, tem vários títulos famosos, um dos mais é este "Fifth Busines", primeira parte de uma trilogia. xxx
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br