Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS Livraria José Olympio Editora

Livraria José Olympio Editora

No Campo de Batalha

A lealdade do advogado Carlos Frederico Marés de Souza, presidente da Fundação cultural de Curitiba, por Roberto Requião é tamanha que duas semanas antes da posse do novo prefeito, mandou imprimir a programação de atividades das unidades da FCC - já distribuida pela cidade - destacando o nome do novo prefeito. Pelo menos, por enquanto e logotipo da Fundação continua o mesmo: a imagem do Paiol, aprovada para identificar a FCC há exatamente 13 anos. A recessão econômica se traduziu este ano também nos cartões de Natal.

Dorothy, uma herdeira do suspense de Agatha

Criada há quase 10 anos, a coleção "Horas de Suspense" trouxe alguns dos melhores romances policiais ao Brasil. Agora acrescenta-se à já extensa relação, "Um Cadáver Mutilado", de P.D. James (Phyllis Dorothy James, Oxford, 1920), considerada por muitos críticos como uma herdeira de Agatha Christie. Só na coleção "Horas em Suspense", da Francisco Alves, foram editados alguns dos melhores romances da P.D.

Os 80 anos do mestre Temístocles Linhares

Se não fosse a iniciativa da Livraria José Olympio Editora, em convênio com o Instituto Nacional do Livro, em reeditar "Paraná Vivo - Sua Vida, Sua Gente, Sua Cultura", os 80 anos do professor, crítico literário e historiador Temístocles Linhares teriam passado em brancas nuvens. Assim mesmo, o relançamento desta fundamental obra sobre o nosso Estado - 32 anos após a sua primeira públicação - acontece sem qualquer programação ligada ao aniversário do professor Temístocles que, como de seu feitio, comemorou seus 80 anos a 11 de fevereiro junto apenas a familiares.

Klink, a alimentação que ajudou na vitória

Amyr Klink, 30 anos, economista e aventureiro marítimo, que no ano passado se tornou o primeiro homem a completar a travessia de 7.000 quilômetros do Atlântico Sul, entre a Namíbia, no Sul da África, e a Bahia, sozinho, num barco a remo, acabou se transformando em excelente relações públicas da Nutrimental, empresa instalada em São José dos Pinhais. Como a alimentação que o manteve forte no barco durante 100 dias foi preparada pela empresa paranaense, o fato mereceu, à chegada de Amyr, amplo destaque.

Hoje é a vez de um leitor muito especial: a criança

Num livro recentemente lançado no Brasil ("Como Ensinar o seu Filho a Ler", José Olympio Editora, 124 páginas), Glenn Domann coloca a questão sobre a idade em que se deve começar a ensinar uma criança a ler. Cita o caso de um especialista em desenvolvimento infantil, que respondendo a esta pergunta, feita por uma mãe, indaga; - Quando nascerá seu filho? - Oh, ele já tem cinco anos! - responde a mãe. - Minha senhora, vá correndo para casa. A senhora perdeu os cinco melhores anos da vida de seu filho, para ensinar o menino a ler.

Estas "titias" com suas estórias tão envolventes

PAULA SALDANHA é aquela morena encantadora que aparece sempre no vídeo da Globo comentando os lançamentos destinados às crianças. Suave, bela e inteligente, Paula não apenas divulga os livros. Ela também escreve textos primorosos como "Tuc-Tuc" e "O Praça Quinze", colocados nas livrarias há alguns meses.

É de bem pequenininho que se agrada o leitor

Uma das mais louváveis preocupações dos editores que se voltam ao rico filão do público infantil está em oferecer publicações capazes de atender as diversas idades. Assim, a partir do público de dois anos, já há opções apropriadas ao nível de entendimento de cada idade - com livros somente contendo ilustrações. A Memória Futuras, por exemplo, surgiu com alguns minilivros dos mais atraentes para crianças de 2 a 5 anos de idade.

Estrela de Clarice

Entre os livros de melhor tratamento visual lançados em 1984 encontra-se a 7ª edição de "A Hora da Estrela", de Clarice Lispector (1925-1977). Após seis edições pela José Olympio, a Nova Fronteira reeditou este romance justamente no momento em que a cantora Maria Bethânia estreava o seu espetáculo musical inspirado no mundo literário de Clarice. E a capa do romance traz uma belíssima montagem em que um rosto colorido da inesquecível Marilyn Monroe aparece num canto de janela de uma casa humilde - em que, em preto e branco, figura uma anônima mulher.

Dora reeditada e o romance de Bichara

Dois ótimos romances editados pela José Olympio: a sexta edição de "Dora Doralina" e a primeira de "Carcará" de Ivan Bichara.

A vida das enceradeiras e mistérios de Pedro Cobra

Aos que apreciam contos, dois lançamentos expressivos, nas livrarias: "Corações de Cristal ou a vida secreta das enceradeiras" de Bernadete Lyra e "Pedro Cobra" de Umberto Peregrino, ambas publicações da Livraria José Olympio Editora. Bernadete Lyra é uma escritora inovadora a partir do próprio título deste seu livro (84 páginas, capa de Willy, Cr$ 11.200,00), que abre com a citação do poeta Frank Wedekind ("O caminho é como se fosse um tapete de pelúcia - não pedras nem espinhos -/Os meus pés nem tocam o chão.../ Oh, como eu dormi de noite!").
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br