Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS Manoel Ribas

Manoel Ribas

Memórias da oposição (V)

Há pelo menos 15 anos que o mais respeitado jornalista político, o veterano Samuel Guimarães da Costa, 74 anos, 50 de imprensa, promete publicar um grande livro sobre o Paraná e seus homens, sua política.

Um livro sobre Lerner e a autobiografia que Anibal censurou

---- Nota: Este artigo que foi escrito por Aramis Millarch para sua coluna Tablóide de 06 de maio de 1992, foi censurado. ---- Jornalista com larga quilometragem na imprensa paulista onde integrou equipes das maiores publicações, Cecília de Christo Garçoni está planejando um projeto de maior fôlego profissional: uma biografia sobre Jaime Lerner.

Metry, um paranaense em andanças na Antártica

Um dos mais conceituados cientistas paranaenses, nome internacional na área de biologia, o professor Metry Bacila, 69 anos, é hoje uma das pessoas que melhor conhece a questão da Antártica. Integrante da comissão brasileira, na área científica, do projeto Antártica, o professor Bacila já esteve três vezes no Polo Sul, participando de importantes expedições científicas orientando importantes pesquisas na área da biologia.

Noite Vazia (IV) - Quando o endereço ajuda matar os bares musicais

Ao decidir fechar o Crystal, em 7 de novembro de 1991, Eduardo de Almeida, 33 anos, o fez não apenas pelo movimento cada vez menor que vinha inviabilizando seu projeto de manter uma casa com boa música instrumental ao vivo. É que se cansou de responder a processos junto a Prefeitura e delegacias movidos por vizinhos dos 48 apartamentos do edifício Flamingo (Rua Amintas de Barros, 36), em cuja loja o estabelecimento funcionava.

O "Vagão" que trouxe o rizotto para Curitiba

No rastreamento dos endereços gastronômicos e etílicos de Curitiba. Valério Hoerner, após ter escrito "O Folclórico Bar Palácio" (1984) - que há 62 anos se constitui num símbolo de resistência da noite curitibana - dedicou mais de 40% de seu livro "Ruas e Estórias de Curitiba" (1990) a um estabelecimento que, até prova em contrário, foi o introdutor de alguns pratos típicos da cozinha italiana em Curitiba para consumo do público: O Vagão do Armistício.

Pio lembra Milton, aquele que criou o HC

Biógrafo e um dos maiores amigos do médico e professor Milton de Macedo Munhoz (Curitiba, 22/12/1901 - 9/7/1977), o também médico e professor Pio Taborda Veiga, 79 anos, irritou-se pela omissão do seu nome em recente solenidade alusiva aos 31 anos de inauguração do Hospital das Clínicas. Afinal, se houve um mestre da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Paraná e, especialmente, executivo que se empenhou para a construção daquele hospital-escola foi Milton de Macedo Munhoz.

Os ginasianos parnanguaras de 1941

Na temporada de nostálgicos reencontros de antigas turmas que acontecem a cada final de ano, uma das mais interessantes será a que está sendo organizada por um grupo de alunos da primeira turma do Colégio José Bonifácio, de Paranaguá. Com a organização britânica de Regina de Sá Cardoso, o encontro programado para o dia 14 de dezembro, terá toques muito especiais - pois em 1941 diplomavam-se nada menos que 65 jovens que, ao longo deste meio século, seguiram diferentes caminhos.

Meio século ensinando gerações de brasileiros

No dia 16 de fevereiro de 1987, quando foi homenageada pelos seus 50 anos de magistério, Eny Caldeira fez questão de lembrar o seu avô materno, Gerônimo Durski, emigrante polonês que chegou a escrever durante a longa viagem de navio uma cartilha ensinando o português para os seus compatriotas, que vinham para o Brasil. - "Acho que o ensino sempre fez parte de minha vida", disse a professora Eny, no emocionante depoimento gravado na semana passada para o projeto Memória Histórica.

A volta do bom Samuca

Testemunha escrita da história política do Paraná desde os tempos de Manoel Ribas, cujo governo acompanhou em seus anos finais, o mais respeitado jornalista político do Paraná, Samuel Guimarães da Costa, 70 anos, não poderia, como diz, "ficar sem dar minhas opiniões e análises nestas eleições, embora hoje prefira ficar em minha biblioteca do que acompanhar comícios interior afora como fiz por tantos anos". Assim, aceitou o convite para ocupar a nobre espaço da quarta página de O Estado, vago desde a aposentadoria do grande Renato Schaitza.
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br