Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS Marcelo Marchioro

Marcelo Marchioro

Guilherme leva em solo no palco o "Sargento Getúlio"

Na última sexta-feira, em Blumenau, o ator, diretor e dramaturgo Ricardo Guilherme, da universidade Federal do Ceará, teve participação especial no Encontro de Escolas de Teatro. Desejava, em seu retorno, passar em Curitiba para tentar viabilizar uma temporada de "Sargento Getúlio" em algum de nossos palcos. Infelizmente, devido a compromissos maiores na capital cearense, não pôde, desta vez, acertar a inclusão de Curitiba entre as cidades brasileiras que assistirão a um dos espetáculos mais sólidos e impressionantes produzidos este ano.

Marcelo, a arte maior como ampla realização

Passados três meses de vacas magríssimas em termos de espetáculos, a temporada artística abre com opções a diferentes predileções. Marcelo Marchioro, 38 anos, o mais importante nome do teatro paranaense - de projeção nacional pela seriedade e competência de seu trabalho, tem nesta semana, o revival de duas excelentes montagens que fez no ano passado para a Fundação Teatro Guaíra: a peça "As Bruxas de Salém", de Arthur Miller (Auditório Salvador de Ferrante - até o dia 4 de abril), e a ópera "O Barbeiro de Sevilha", de Rossini (Auditório Bento Munhoz da Rocha Neto - 14 a 17).

A Gilda foi ver as Bruxas que estão lotando o Guaíra

"As Bruxas de Salém" na remontagem que permanecerá até o dia 7 de abril no Auditório Salvador de Ferrante está tendo um grande público. Apesar da duração do espetáculo - quase três horas - e de se constituir num texto sério, dramático, o público é cada vez maior - provando assim que uma montagem profissional, realizada por um "metteur en scene" competente como Marcelo Marchioro, alcança seus objetivos.

Bruxas que fazem pensar estão reunidas no Guaíra

Paulo Gorgulho, o novo "darling" das telenovelas brasileiras que foi catapultado a superstar por seu personagem José Lucas de Nada em "Pantanal" - afinal terminada na Rede Manchete, deverá estar hoje na platéia do Auditório Salvador de Ferrante. No final, entre abraços e cumprimentos - e muitos pedidos de autógrafos, naturalmente no fundo, no fundo, por certo estará amargando uma frustração: a de não ter feito o personagem John Proctor, em "As Bruxas de Salém".

Pitta & as bruxas

O sucesso de "As Bruxas de Salém" é tanto que a temporada deverá ser estendida pelo menos por mais alguns dias, já que há muita gente que ainda não pode aplaudir esta excelente encenação de Marcelo Marchioro. Um acréscimo ao nosso comentário publicado na quinta-feira: o ator Emílio Pitta, veterano dos palcos (foto) está também excelente como o reverendo Samuel Parris, personagem central e de dificílima composição.

As bruxas macarthistas chegam no Guaíra dia 27

Reconhecido como um dos mais importantes textos do teatro contemporâneo, "As Feiticeiras de Salém", de Arthur Miller (auditório Salvador de Ferrante, 16 de setembro a 27 de novembro) será não apenas a última grande encenação deste ano mas poderá significar a última produção do Teatro de Comédia do Paraná a curto prazo. Como se desconhecem os projetos culturais efetivos dos candidatos ao governo especialmente em relação à política teatral, poucos são os que apostam que, nos primeiros meses da próxima administração, aconteçam grandes produções.

No campo de batalha

Afinal, aprovada a produção da peça que poderá dar alguma dignidade ao TCP em 1990: "As Feiticeiras de Salem", vigoroso e atualíssimo (passados quase 40 anos de sua estréia mundial) texto de Arthur Miller, denunciando simbolicamente o Macartismo, começa a ser ensaiado na próxima semana, tão logo o diretor Marcelo Marchioro selecione o elenco. Conversações para que o galã Paulo Gorgulho - o golden boy do elenco de "Pantanal" - venha liderar o elenco (o que representará um chamariz para o público) estarão em andamento neste final de semana. xxx

Afinal, Guaíra tem agora seu elevador

Na noite de quarta-feira, 10, na estréia da ópera "Helka", pela primeira vez os espectadores que por idade ou problemas físicos nunca puderam assistir espetáculos no primeiro e segundo balcão, não terão mais este problema. Finalmente, um amplo elevador estará funcionando, atendendo uma reivindicação que se fazia desde que o auditório Bento Munhoz da Rocha Neto foi inaugurado - completando assim, uma obra cujo projeto foi elaborado há mais de 40 anos - e cuja construção arrastou-se por mais de duas décadas e cinco diferentes governos.

Em novembro, chegam "As Bruxas de Salém"

Antes de viajar, domingo, para a Europa, em suas férias de inverno, o advogado Constantino Viaro, superintendente da Fundação Teatro Guaíra, definiu com o secretário René Dotti as principais produções para o final de administração - na ocupação dos espaços do teatro até março de 1991, quando haverá a mudança de guarda cultural.

O "Barbeiro" já conseguiu recuperar 50% de seu custo

Em apenas quatro apresentações, aproximadamente 8 mil espectadores deixaram nas bilheterias do Teatro Guaíra nada menos que Cr$ 3.257.000,00. Isto representa pouco mais de 50% do que foi investido na produção desta ópera e se a temporada não fosse tão curta, com pelo menos mais seis apresentações, seria possível recuperar o seu custo.
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br