Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS Maria Bethânia

Maria Bethânia

Campeões

Afinal aconteceu: o novo lp de Roberto Carlos, está na praça: Saindo com 1.500.000 cópias vendidas - recorde absoluto e termos de indústria fonográfica nacional, o "Rei" disputa o gordo mercado deste final de ano com Chico Buarque ("Vida"), Elis Regina (estreando na Odeon) e Maria Bethania ("Talismã"), entre os cantores que têm um mercado seguríssimo - suficiente para dar a CBS condições de arcar com os riscos de todos os seus outros artistas, afora lançamentos na área jazzística e musical. Em time que dá certo, técnico não muda jogador.

Mulher I

No pacote de final de ano, junto com os supercampeões Roberto Carlos e Chico Buarque, também as superstars da MPB vão para as lojas: Elis, agora estreando na Odeon após rápida passagem pela WEA, e Maria Bethânia, que, provando ser a maior vendedora (cantora) de discos, já saiu com 600 mil cópias colocadas.

Os amigos de Erasmo

Se Roberto Carlos conseguiu envelhecer com o seu público passando da ingenuidade da Jovem Guarda para músicas românticas e até audaciosas, falando em transas sexuais ("Cavalgada", "Café da Manhã", etc), quem não soube ter cintura para alcançar um público mais maduro, dançou. Que o diga Demétrius, Carlos Gonzaga, Tony e Cely Campelo, Ronnie Von, Deny e Dino, Leno e Lillian, Antonio Marcos, Martinha e tantos outros que, inutilmente, tentaram sobreviver, mas acabaram naufragando pois os jovens tem memória curta.

Disco do Ano

Por uma coincidência muito feliz aparecem simultaneamente os lps escritos de João Gilberto e de sua ex-esposa Miucha ( Maria Eloisa Duarte de Holanda). Há 2 semanas registramos os discos de Ana de Holanda ( Bandeirantes) e Cristina (RCA), duas outras irmãs de Chico. Miucha vinha fazendo até agora uma carreira amparada no prestigio de seu amigo Antônio Carlos Jobim , com quem dividiu 2 elepês, ou em participações especiais. Na Polygran fez um modesto compacto duplo que passou desapercebido. Agora, finalmente, aparece em um Lp de Simone ou Maria Bethania para merecer admiração.

Anistia para não faltar Chocolate no Carnaval

Dentro da realidade do Carnaval curitibano Chocolate (Mansuedem Prudente dos Santos, 49 anos) é um dos personagens mais característicos. Saindo às ruas para brincar no Carnaval "desde que me entendo por gente", Chocolate é uma espécie em franca extinção: o carnavalesco 365 dias por ano.

Mundo Musical

Confirmado na segunda-feira: o compositor Chico Buarque de Hollanda acertou com a Ariola, o poderoso grupo multinacional que está se implantando no Brasil para disputar - com o peso de milhões de marcos - o mercado fonográfico, que hoje, em nosso País, já é o quinto do mundo. Se Milton Nascimento receberá Cr$ 30 milhões, o advanced do autor de "A Ópera do Malandro" foi mais alto: um milhão de dólares, o que, no câmbio oficial, dá cerca de Cr$ 45 milhões.

Com o poder da Ariola talvez o Brasil conheça a nossa Denise

Por incrível que pareça, só agora, com a implantação de uma poderosa multinacional fonográfica no Brasil - a Ariola, pertencente à Bertelsmann Corporation, sólido grupo empresarial alemão que só em 1979 faturou Cr$ 92 bilhões - uma compositora e cantora paranaense (de Ponta Grossa) terá sua vez de ser mais conhecida no Brasil: Denise de Kalafe, há 10 anos radicada no México, é desde princípios do ano passado, contratada da Ariola por onde já fez dois elepês, um dos quais intitulado "Cuando hay amor...

Lançamentos

Interessantíssimo é a estréia de Marina, uma morena que a WEA havia contratado há quase 3 anos e que surge agora com um elepê com ampla possibilidade de torna-la em pouco tempo, um nome conhecido nacionalmente: "Simples como fogo". Mariana Lima, carioca, 23 anos, vivendo de muitos anos nos EUA, é uma síntese de influência das mais diversas (e positivas): da bossa nova aos Beatles, de Jair Rodrigues a Billie Holiday.

Celia, Bethania & Elza

1977 encerrou com um auspicioso retorno fonográfico: a paulista Célia, cantora das mais afinadas, segura e vigorosa, cuja estréia, no início da década saudamos com o maior entusiasmo, reapareceu após uma longa ausência, com um disco que entra em algumas das relações dos melhores do ano, que apresentaremos ainda este mês, aqui em O ESTADO. Célia é o exemplo de cantora do maior vigor, personalidade fascinante, mas que tem desperdiçado chances de maior sucesso, em termos de consumo, para não interferir em sua (agitada) vida pessoal amorosa.
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br