Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS Marieta Severo

Marieta Severo

No campo de batalha

Valêncio Xavier, escritor, homem de TV, cineasta, jornalista, um dos intelectuais mais conhecidos do Paraná, assume nesta semana a direção do Museu da Imagem e do Som. Em pouco mais de um mês, o MIS é a terceira unidade importante da Secretaria da Cultura que troca de direção. A primeira foi o Museu de Arte Contemporânea, com a crítica e professora Adalice Araújo, substituída pela professora Maria Cecília Noronha. Marlene Rodrigues deixou a Coordenadoria de Ensino e Pesquisas. xxx

No campo de batalha

A presença do Paraná em Gramado, em termos competitivos, é indireta e curiosa. Malu Mader (Maria de Lourdes Silveira Tramujas Mader), 22 anos, é filha de um curitibano, o coronel reformado Rubens Tramujas e neta do ervateiro Hugo Mader (1889-1954), irmão mais velho de Othon Mader (1895-1974), que foi destacado homem público e senador. Malu conserva suas ligações com Curitiba - embora tenha nascido no Rio - e sempre, que pode vem visitar parentes. Em Gramado, só pôde ficar dois dias: segunda-feira voltou ao Rio, para as gravações da telenovela "Fera radical". xxx

Fortaleza agora tem o drama do financiamento

As cineastas Berenice Mendes e Lu Rufalco estão em tempo de contagem regressiva, na maior (e natural) tensão: há uma semana encaminharam a diretoria do Banestado o pedido de financiamento de Cz$ 30 milhões para complementar o orçamento de "O Drama da Fazenda Fortaleza". Um processo bem fundamentado e documentado, amparado pela aprovação da Embrafilme, que entre 240 propostas, selecionou o filme das realizadoras paranaenses entre os que merecerão financiamento de 50% da estatal - em contrato já assinado.

Roberto preside o júri oficial

Roberto Farias, novo presidente do Concine, não poderá estar presente na reunião dó júri regional que, entre os dias 26 a 28, em Curitiba, estará vendo mais de oito horas de curta-metragens, para selecionar os títulos que merecerão certificado de boa qualidade para exibição obrigatória nas sessões de filmes estrangeiros. Farias desejava prestigiar este primeiro julgamento dos curtas sob sua administração, mas recebeu um convite irrecusável que o prenderá no Rio até o dia 29: é o presidente do Júri do FestRio.

No campo de batalha

Um público crescente nas sessões dos filmes latino-americanos, mesmo nos que chegam em versão original. É que a coordenadora-geral do evento, Leo Stichem, vem mobilizando as entidades que agrupam estudantes etnias de fala espanhola para essa raríssima oportunidade de conhecerem inéditos como "Tiempo de Morir", do colombiano Jorge Ali Triana, premiado com a Gaivota de Ouro no II FestRio - mas que não teve lançamento comercial no Brasil - programado para hoje a noite (20 horas, cine Lido). xxx

Leila, pela primeira vez

A primeira exibição pública de "Leila Diniz" acontecerá em Curitiba, abrindo a I Mostra do Cinema Latino Americano (cine Lido, 4 a 10 de outubro). O diretor Luís Carlos Lacerda - o "Bigode", e a atriz Louise Cardoso estarão já hoje à tarde na cidade, falando sobre este emotivo filme sobre uma das mulheres-mitos dos anos 60. Nas próximas semanas, "Leila Diniz" participará em dois festivais competitivos: em Brasília, a partir do dia 15 e em Natal, depois do dia 17. xxx

"Fazenda Fortaleza", o grande projeto do cinema paranaense

Se o ministro Celso Furtado, da Cultura, tiver o mínimo interesse em conhecer um bom projeto na área do cinema que poderá ser realizado no Paraná em 1988, o secretário René Dotti poderá lhe expor, com facilidade, um exemplar trabalho que vem sendo desenvolvido pela mais promissora cineasta paranaense: "O Drama da Fazenda Fortaleza", de Berenice Mendes.

Aos 70 anos, Burt / Douglas são os melhores da semana

As férias chegaram e com elas, definitivamente, a temporada de filmes de censura livre (ou 14 anos, no máximo) para opção das crianças e adolescentes. Portanto, natural que, em termos de interesse artístico a programação fique reduzida a pouquíssimos títulos.

No sonho de fazer cinema a melhor estréia

Uma programação tranqüila, com apenas uma estréia importante - SONHO SEM FIM, o belo filme de Lauro Escorel, amanhã nos cines Lido I e Ritz. No mais, são as continuações e reprises, embora, substituições de última hora continuem a acontecer. Por exemplo, no Groff estava previsto o retorno de "O Encouraçado Potenkim", clássico de Sergei Eiseintein, mas, na última hora, o que voltou foi o emocionante e belo "A Mulher Ao Lado", de François Truffaut, com Fanny Ardat - que, nestas alturas já deve estar no Hotel Nacional, participando, mais uma vez do III FestRio.
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br