Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS Marlene França

Marlene França

A guerra dos meninos

No dia 4 de agosto, um domingo que antecedeu a abertura do 19º Festival de Gramado do Cinema Brasileiro, uma magnífica reportagem do jornalista Roldão Arruda, no "O Estado de São Paulo", denunciava a morte de centenas de crianças. Coincidentemente, três dias depois, o público que assistia ao documentário "A Guerra dos Meninos", um dos médias em competição, via na tela as imagens sobre a tragédia que, indiretamente, o jornalista havia se referido.

A "Panthera-Onça" ecológica mereceu levar o Tatu de Ouro

Salvador - Uma ecológica "Panthera-Onça" levou o Tatu de Ouro como melhor vídeo na XVIII Jornada Internacional de Cinema da Bahia. Um documentário de 26 minutos realizado por Sérgio W.

Os grandes talentos nos pequenos filmes

No III Festival Internacional de Cinema, Vídeo e Televisão - de cujo júri de curta-metragem fizemos parte - "Frankenstein Punk", de Eliane Fonseca e Cao Hamburger, conseguiu unanimidade imediata: foi o melhor curta daquela mostra.

No Groff, os filmes premiados na Jornada

Mantendo uma tradição, Francisco Alves dos Santos, coordenador de programação da Fucucu - e membro da comissão nacional da Jornada Internacional de Cinema da Bahia, sempre promove, poucas semanas após aquele evento, a exibição dos premiados em cada Jornada. Este ano, trouxe onze filmes premiados - nove curtas e dois longas já que, pela primeira vez, a Jornada aceitou, na competição, filmes de longa-metragem.

No campo de batalha

1) Um índio circula pelas salas de exibição da Jornada filmando os eventos com uma câmara de vídeo: Pedro Mendes Gabriel veio representar a tribo Ticuna na exibição do vídeo "Tonu" (Nossa Sabedoria), dirigido pelo antropólogo Renato Pereira. 2) Pela primeira vez na história da Jornada uma produção do Paraguai, de rara filmografia (o mercado é ocupado totalmente por produções estrangeiras): "Todos Conecemos El Final", vídeo de 11 minutos, de Juan Carlos Meneglia, ficção de narrativa não convencional, com imagens voltadas para o surrealismo.

O "Tatu" vai para quem vê o real com a emoção

Um olhar emotivo e sensível sobre a velhirce, enfocando o outono da vida de três octagenárias senhoras que moravam na cidade de Crateús (400 km de Fortaleza), deu a Nirto Venâncio, 32 anos, jornalista, com seu primeiro filme, o troféu "Tatu de Ouro" como melhor curta-metragem.

Vídeo independente amplia cada vez mais a realidade

A necessária abertura também para o vídeo, fez com que a Jornada de Cinema da Bahia - a exemplo do que acontece no FestRio - passasse a oferecer múltiplos programas. Assim, mesmo sendo ainda uma promoção modesta dentro de sua realidade, as sessões se multiplicaram, com os vídeos agrupados tanto na área competitiva como informativa - distribuídas no auditório do Instituto Goethe, como no salão Atlântico do Hotel da Bahia (ao menos nos primeiros dias, pois, na segunda-feira a aparelhagem ali instalada pifou).

"Feliz Ano Velho" inaugura amanhã Festival de Gramado

Gramado - Reformado e ampliado para 1.200 lugares, o cine Embaixador será inaugurado na noite deste sábado, com a exibição de "O Último Imperador", de Bernardo Bertolucci, antecipando ao início do XVo. Festival do Cinema Brasileiro de Gramado, que se estenderá até o próximo dia 25, quando serão anunciados os vencedores da mais importante mostra competitiva do cinema nacional.

O Brasil por Henriqueta e o gol do Uruguai em 1950

Gramado - Aproximando-se do final, aumentam não só as inquietações dos realizadores dos 33 filmes, nas diversas bitolas, em competição, como cresce o número de convidados - desde superstars até nomes aparentemente anônimos, mas ligados, de uma forma ou de outra, ao cinema brasileiro, e fazem todo esforço para assistir ao mais badalado festival que se realiza no Brasil.
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br